Antena 1 - Home
Imagem Miniatura do Artista: Mariah Carey

Mariah Carey

Uma carreira de sucesso vastamente premiada. Assim pode ser resumida a trajetória artà­stica de Mariah Carey. Encontrou em sua mãe o alicerce para conquistar o mundo da música no inà­cio dos anos 90 e tornar-se uma das mais conhecidas e aclamadas cantoras de sua geração. Tendo esse fato aliado ao talento musical, Carey também conta com uma beleza singular e bastante marketing para garantir seu posto entre as maiores cantoras do mundo.
Mariah Carey nasceu no ano de 1970, em Nova York, Estados Unidos. Seu pai, de ascendência venezuelana e sua mãe, filha de irlandeses, se separaram quando ela tinha três anos de idade, ficando ela e seu irmão mais velho sob os cuidados da mãe, Patrà­cia. Ela, por sua vez, foi cantora de ópera, jazz e professora de canto, sendo assim, logo percebeu na filha o rato talento musical que tratou de acompanhar de perto, sendo sua instrutora e principal incentivadora.

Enquanto Mariah cursava o ginásio, começou a escrever suas primeiras canções e concluà­do o colegial tratou de se enveredar de vez no universo musical. O pontapé inicial foi o emprego de backing vocal de Brenda K. Starr, que não hesitou em levar uma fita demo de Carey para o presidente da Sony Music. Em pouco tempo já havia assinado seu primeiro contrato com a Columbia Records.

Em 1990 é lançado seu primeiro e bem sucedido álbum, Mariah Carey. As composições deste disco são influenciadas pela música gospel e pelo R&B e o resultado não poderia ter sido melhor: As músicas 'I Don't Wanna Cry', 'Love Takes Time', 'Someday' e 'Vision of Love' alacançaram a primeira posição nas paradas musicais do Estados Unidos e Carey recebeu dois prêmios Grammy: Artista Revelação e Melhor Cantora no mesmo ano de sua estréia.
Lançado no ano seguinte, Emotions mantém a "febre" causada pelo primeiro trabalh. A exemplo do disco anterior, o nome da cantora aparece em todas as composições "” como co-autora "” e a faixa-tà­tulo do álbum já entra em primeiro lugar do Top americano em sua estréia. Estabelece-se um record: é a primeira vez que 5 singles de um mesmo artista entram em primeiro lugar na rádios em seu lançamento. O marco anterior perdurou por 21 anos, e pertenceu aos Jackson Five, que haviam colocado 4 músicas no topo. Em 1992 aproveitando a onda de sucesso de outros artistas e talvez por estratégia da gravadora, Mariah grava o Acústico MTV.

Music Box (1993) continuou a sustentá-la nos primeiros lugares das paradas. O álbum é, até hoje, um dos mais vendidos de sua discografia, foi "apenas" 10 vezes álbum de platina e a música 'Dreamlover' tornou-se um de seus principais hits. Já em 1994, Carey opta por um álbum comemorativo, Merry Christmas.

Além do disco, a cantora recebeu no mesmo ano vários outros prêmios, dentre os quais se destacam o de Artista Feminina do Ano, concedido pela conceituada revista musical Billboard e o de Melhor Artista Feminina pela Bravo Magazine.

Daydream (1995) transformou-se em outro fenômeno de vendas. A faixa 'Fantasy' conquistou os primeiros lugares já em sua estréia; 'One Sweet Day', em parceria com o grupo de soul Boyz II Men, permaneceu nos primeiros lugares por 16 semanas. Há neste álbum ainda, um cover da banda Journey, 'Open Arms', da qual Mariah se diz fã. Butterfly (1997) contou com várias parcerias, entre elas grandes nomes do Hip Hop e R&B como Missy Elliott, Puff Daddy (Sean Combs) e até com uma composição em conjunto com Elton John e seu parceiro, Bernie Taupin.

Carey parecia estar no ápice de sua carreira. Já havia conquistado os mais diversos prêmios da indústria fonográfica, vendido milhões de cópias por todo o mundo e entrado no hall dos maiores artistas da história. #1's (1998) veio para consolidar a sua glória. Este álbum é uma compilação com 13 músicas que estiveram nas primeiras posições da Billboard, 4 músicas inéditas e um faixa bônus na versão internacional. O single principal deste disco é 'When You Believe', tema do desenho O Prà­ncipe do Egito (1998), cantado em dueto com Whitney Houston (que dizem as más là­nguas, mantinha um relacionamento em clima de rivalidade) e que foi premiado com o Oscar de Melhor Canção Original.
O próximo disco, Rainbow (1999), não fez tanto estardalhaço quanto os anteriores. Os destaques ficam por conta das músicas 'Heartbreaker' e da regravação de 'Against All Odds (Take a Look at Me Now'), de Phill Collins. Mariah começou a usar sua sensualidade com mais intensidade, como estratégia para vender seus trabalhos, como fica claro na capa de Rainbow e em clipes e capas de revista da época.

Em 2001, já pela Virgin Records, foi lançado o álbum Glitter, que compõe a trilha sonora do filme homônimo que a cantora estrelou e produziu. O disco é considerado pela crà­tica um dos mais fracos de Mariah e o filme foi um completo fiasco. O próximo trabalho da cantora saiu pela Island Jam Records, selo da Universal Music. Charmbracelet (2002) vendeu mais de um milhão de cópias e Mariah chegou a vir ao Brasil para divulgá-lo.

O último disco de estúdio da cantora tem o estranho e curioso nome de The Emancipation of Mimi (A Emancipação de Mimi). "Mimi" é um apelido de infância de Mariah, que, de acordo com a cantora é usado apenas por pessoas próximas a ela. Sobre a escolha do tà­tulo, ela mesma comenta: "é uma daquelas pequenas coisas que eu guardava para mim mesma, com o intuito de separar a minha vida pública da pessoal. Ao nomear meu novo álbum de The Emancipation of Mimi estou baixando a minha guarda e convidando meus fãs a ficarem mais próximos de mim. Neste trabalho me sinto mais madura como pessoa e artista, que não está mais aprisionada pelas inseguranças ou se sente obrigada a ter que responder à s expectativas que outras pessoas possuem sobre a Mariah Carey".

Curiosidades à  parte, o fato é que The Emancipation of Mimi foi o álbum do ano pela Billboard em 2005 e chegou a marca de 4.969.000 cópias até janeiro deste ano. Ou seja, Mariah continua sendo uma das cantoras mais rentáveis que já surgiram na indústria fonográfica.

Em agosto do ano de 2006 a cantora iniciou a turnê The Adventures of Mimi, passando por várias cidades dos EUA, Tunà­sia, Canadá, Japão e China. A turnê foi a 10ª mais rentável do ano.
Mariah lança E=MC² em 2008, seu 11º álbum de estúdio. Para isso, ela contou com a ajuda de produtores como Jermaine Dupri, DJ Toomp, Stargate, Will.I.Am, Bryan Michael Cox, Nate "Danjahandz" Hills, James Poyser, entre outros nomes de peso. O álbum estreou em 1º lugar na Revista Billboard com 463 mil cópias vendidas na primeira semana, o álbum foi o sexto da cantora a conseguir o primeiro lugar e conseguiu mais de 30 semanas acumuladas em 1º lugar na Billboard 200. Carey descreve E=MC² como: "Emancipação = Mariah Carey ao quadrado", fazendo referência ao seu álbum antecessor The Emancipation of Mimi.

A cantora começa o ano de 2009 cantando no dia 20 de Janeiro uma de suas famosas canções, "Hero", no Neighborhood Inaugural Ball depois da cerimônia de posse do primeiro presidente americano negro Barack Obama. No dia 20 de maio de 2009 Mariah revelou em sua página no site Twitter, o tà­tulo de seu novo álbum - Memoirs of an Imperfect Angel. O décimo segundo álbum de estúdio da cantora recebeu em sua maioria crà­ticas positivas. O álbum estreou em terceiro lugar segundo a Revista Billboard, tendo como a maior baixa de vendas de todos os álbuns de estúdio da cantora.

Com tanto sucesso, é óbvio que a cantora seja alvo de tablóides e programas televisivos sensacionalistas. É só observar de tempos em tempos a especulação pesada da mà­dia sobre o "novo namorado de Mariah Carey" ou comentando sobre "o vestido deslumbrante" com o qual a cantora foi a tal festa e coisas do tipo. Tudo isso é resultado da publicidade em torno de sua figura, e que acaba dando certo.

E as estatà­sticas dizem pro si só. Hoje, Carey é considerada a cantora que mais vendeu em todo o mundo, praticamente todos os seus álbuns estão nos tops e seus singles, cada vez que lançandos, entram nos primeiros lugares das paradas musicais. Se são marketing, talento, ou sua beleza os respnsáveis pelo seu sucesso, não importa, o que realmente importa"” ao menos para os fãs e principalmente pra ela "” é que seu sucesso perdura e neste ritmo, perdurará por muito tempo ainda.

DISCOGRAFIA

Imagem em Miniatura do Álbum: Merry Christmas Merry Christmas
2013

Imagem em Miniatura do Álbum: E=MC² E=MC²
2008

Imagem em Miniatura do Álbum: Greatest Hits Greatest Hits
2001

CARREGAR MAIS

ARTISTAS

a-ha
ABBA
Adele
Air Supply
Al Jarreau
Alanis Morissette
Alejandro Sanz
Alicia Keys
Alle Farben
Alphaville
  >