Antena 1 - Home
Imagem Miniatura do Artista: Michael Jackson

Michael Jackson

Maior astro pop de todos os tempos, Michael Jackson, além de fenômeno musical também é conhecido por suas manias e excentricidades. O cantor entrou para a carreira artà­stica aos 5 anos de idade, no grupo Jackson 5, formado por mais quatro dos seus nove irmãos: Jackie, Tito, Marlon e Randy.

No inà­cio da carreira, o grupo abria shows de grandes nomes da música americana. O Jackson 5 entrou para a história musical do paà­s por ser a primeira banda formada por negros a fazer sucesso. Michael sempre se destacou dos irmãos pela voz e pela dança e, apesar de ainda fazer parte do grupo, foi convidado a gravar um single solo.

Got To Be There foi o primeiro trabalho solo de Michael Jackson, lançado no final de 1971, e que logo fez sucesso com a música tà­tulo, que ficou entre as 5 mais tocadas do ano. Em 1972, aos 14 anos, lançou outro disco Ben, que marcou a sua personalidade como artista solo.

Foi em 1975, que os irmãos decidiram mudar o nome do grupo e formar Os Jacksons e Michael os acompanhou com sucesso até 1978, quando decidiu sair do grupo.

No mesmo ano, Michael Jackson lançou o seu primeiro álbum Of The Wall, no qual misturou dance, rock, funk e baladas românticas. Em 1982 lançou Thriller com produção de Quincy Jones. As músicas ficaram 37 semanas nas paradas e o álbum foi um dos mais vendidos por mais de 2 anos. Em 1984 Michael gravou mais um disco, Victory, na companhia de seus irmãos, que persistiram na formação dos Jacksons.

Devido à s suspeitas sobre crime de conduta moral, Michael ficou por um tempo afastado das produções musicais e passou a trabalhar, em 1986, com os cineastas George Lucas e Francis Ford Coppola, o que lhe rendeu um filme em 3D chamado Captain Eo . O filme foi exibido até 1998 nos parques da Disney. Em 1987 voltou a gravar um disco ,Bad. Esse álbum conseguiu alcançar metade das vendas de Thriller, ou seja, 30 milhões de cópias.

Em 1992 acabou sua parceria com Quency Jones e lançou Dangeours, que trouxe novas batidas e um som mais atual. Oficialmente acusado de molestar um garoto de 13 anos, em 1993, Michael foi inocentado por falta de provas, mas deu uma quantia estimada em U$18 milhões para a famà­lia do menino, o que para a imprensa mundial foi um atestado de culpa. Para tentar recuperar sua imagem, em 1994 casou-se com Lisa Marie Presley, filha de Elvis Presley, mas o relacionamento durou apenas 19 meses.

Em 1995 lançou 2 CDs chamados History: Past, Present and Future, Book 1, que misturaram músicas antigas e novas. No ano seguinte casou-se novamente, agora com a enfermeira Debbie Rowe, com quem teve dois filhos: Prince Michael Jackson Jr. e Paris Michael Katherine Jackson.

De volta à s gravações inéditas, em 2001 Michael Jackson lançou Invincible.

Teve problemas no clip da música 'What More Can"™t Give', que foi proibido por sua gravadora Sony Music. A direção do và­deo foi feita por Marc Schaffel, famoso por produzir filmes pornográficos. Michael alegou que a Sony estava sendo racista e acabou o contrato com a empresa. Sua decadência foi noticiada pelas inúmeras faltas aos compromissos agendados até que, na Alemanha, espantou o mundo ao segurar na sacada de um hotel seu filho caçula Prince Jackson II, na época com 11 meses, apenas com uma mão.

Em 2003, lançou Number Ones, mas o que ficou em evidência foram as visitas da polà­cia ao seu rancho para investigar as acusações feitas contra o astro de molestar crianças, até que o cantor foi preso e teve que pagar fiança para ser liberado. Em 2004 as questões judiciais continuram
Em 2005, Jackson foi julgado e absolvido das alegações de abuso infantil.
Um dos poucos artistas a entrar duas vezes ao Rock And Roll Hall of Fame, seus outros prêmios incluem vários recordes certificados pelo Guinness World Records, incluindo "O maior artista de todos os tempos" e um para Thriller como o álbum mundialmente mais vendido de todos os tempos - quinze Grammys e 41 canções a chegar ao topo das paradas como cantor solo - e vendas que superam as 750 milhões de unidades mundialmente, sendo que alguns empresários da Sony já registram a incrà­vel marca de mais de 1 bilhão,sendo o artista mais vendido de todos os tempos. Sua vida, constantemente nos jornais, somada a sua carreira de sucesso como popstar fez dele parte da história da cultura popular por mais de quatro décadas.Nos últimos anos, foi citado como "a pessoa mais famosa do mundo".

Em Maio de 2006, Michael se mudou do Bahrain para a cidade de Dublin, na Irlanda, onde continuou a gravar o que seria o décimo-terceiro álbum solo da carreira - o primeiro desde Invincible. A previsão era que o álbum chegasse à s lojas nos anos seguintes e seria distribuà­do pela gravadora independente 2 Seas Records. Mas essa hipótese foi descartada mais tarde. O novo selo de gravação seria então a Michael Jackson Company Inc., criada há pouco tempo.

Em Outubro do mesmo ano, o programa de televisão Access Hollywood teve acesso ao estúdio enquanto Michael trabalhava com o produtor e rapper Will.i.am, membro-là­der do grupo Black Eyed Peas. O estúdio que Michael trabalhava em Dublin era a Grouse Lodge Residential Studios. Michael e a Sony compraram em 2007 o Famous Music LLC da Viacom, que lhe concedeu o direito sobre canções de muitos artistas famosos.

O tão esperado novo álbum, teve lançamento adiado para 2009, mais concretamente para o segundo semestre desse ano. Michael havia trabalhado com vários produtores conhecidos como Teddy Riley, Will.i.am, entre outros

This Is It seria uma série de 50 concertos que teria inà­cio em 13 de Julho de 2009, na O2 Arena, em Londres. Os shows seriam suas primeiras aparições significantes desde a bem-sucedida HIStory World Tour de 1996/1997, já que em 2001, ano de lançamento de seu mais recente álbum de inéditas, não foi realizada uma turnê para a promoção deste álbum, apenas 2 concertos foram realizados na cidade de Nova Iorque para a comemoração de seus 30 anos de carreira. Os 750 mil ingressos para esses concertos esgotaram apenas 5 horas após o inà­cio das vendas.

Todos os ensaios para a turnê foram filmados em alta definição: são mais de 100 horas de và­deos que deram origem a um filme/documentário, intitulado This Is It. O filme foi produzido pela Columbia Pictures, dirigido por Kenny Ortega e teve lançamento mundial de 28 de outubro a 30 do mesmo mês.

Para acompanhar este filme a Sony lançou uma coletânea que foi sua trilha sonora. Nesta coletânea se encontrarão todas as músicas que Jackson estava ensaiando para a turnê na mesma sequencia que apareceram no filme. Também houve a primeira música lançada depois de sua morte e versões nunca lançadas de algumas músicas, além de um poema que Jackson gravou para o álbum Dangerous lançado em 1991.

Em 25 de junho de 2009, foi noticiado que Michael Jackson sofreu uma parada cardà­aca em sua casa, na vizinhança de Holmby Hills, Los Angeles, CA, Estados Unidos. Os serviços de emergência médica socorreram o cantor em sua casa, na tentativa de reanimá-lo. Porém, como Jackson se encontrava em estado de coma profundo, ele foi levado à s pressas para o Ronald Reagan UCLA Medical Center, o hospital universitário da Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA). Desde sua internação, rumores haviam se espalhado pela imprensa confirmando seu falecimento. Sua morte teve uma repercussão internacional instantânea, sendo motivo de preocupação por parte dos fãs em muitas partes do mundo. O site TMZ largou na frente confirmando a morte que teve repercussões instantâneas na blogosfera e imprensa brasileira. A morte foi atribuà­da a uma overdose de fármacos que Michael Jackson tinha tomado nas horas anteriores para dormir, e administrados pelo seu médico pessoal Dr. Conrad Murray. O último a ser administrado foi o anestésico Propofol, sendo que 10 minutos mais tarde o Rei da Pop estava em paragem cardio-respiratória.

O adeus a Michael Jackson foi no dia 7 de julho de 2009. Primeiro o corpo foi velado em cerimônia privada no Forest Lawn Memorial Park's Hall of Liberty, somente para familiares e amigos à­ntimos. Logo em seguida o corpo foi levado para um ato público no Staples Center, onde 17.500 pessoas acompanharam o tributo. Estima-se que até dois bilhões de pessoas tenha assistido ao funeral pela televisão, já que emissoras do mundo todo transmitiram o evento ao vivo.

Mesmo com sua morte, ele sempre será consagrado por seus fãs como Rei do Pop, e suas músicas nunca perderão brilho.

DISCOGRAFIA

Imagem em Miniatura do Álbum: The Essential Michael Jackson The Essential Michael Jackson
2005

Imagem em Miniatura do Álbum: Number Ones Number Ones
2003

Imagem em Miniatura do Álbum: Thriller Thriller
1983

CARREGAR MAIS

ARTISTAS

a-ha
ABBA
Adele
Air Supply
Al Jarreau
Alanis Morissette
Alejandro Sanz
Alicia Keys
Alle Farben
Alphaville