Antena 1 - Home

Acidentes com equipamentos para bebês têm sido mais comuns do que se pensa

  • 16/03/2017 15:00
Imagem: Acidentes com equipamentos para bebês têm sido mais comuns do que se pensa

Acidentes relacionados a equipamentos para bebês têm se tornado cada vez mais comuns nos Estados Unidos. Um estudo constatou que a incidência de eventos envolvendo bebê conforto, carrinho, berço e andador aumentou 23,7% de 2003 a 2011.

O bebê conforto foi o principal envolvido nesses acidentes, com 19,5% dos ferimentos, seguido por berços e colchões (18,6%), carrinhos (16,5%) e andadores (16,2%). Apesar das quedas serem as ocorrências mais frequentes, também foram registradas em alto número colisões e ingestões acidentais. As regiões do corpo mais lesionadas por esses acidentes foram a da cabeça, pescoço e rosto.

No Brasil, não há nenhum levantamento semelhante, mas as quedas são o tipo de acidente que mais resulta em internações de crianças de até 14 anos no país, de acordo com a ONG Criança Segura.

Para Gabriela Guida de Freitas, coordenadora da organização, os dados americanos têm de ser vistos como um sinal de alerta também para o Brasil. Ela ainda salienta que, no Brasil, o mercado informal é forte e ainda acontece a compra de produtos não certificados pelo Inmetro pela população – o que facilita a ocorrência de acidentes.

Um dos principais erros cometidos pelos responsáveis das crianças é coloca-las em superfícies altas sem a devida proteção, como em trocadores de bebês. Outro erro bastante comum é apoiar o bebê conforto em locais como mesas, cadeiras ou camas – já que ele tem a base arredondada, que não se estabiliza em superfícies lisas. Já o uso do andador é desaconselhado em qualquer circunstância e é alvo de uma campanha por parte da Sociedade Brasileira de Pediatria.

Sobretudo, é sempre muito importante certificar se o equipamento tem o selo do Inmetro – e isso vale não só para produtos de uso infantil.

Para ler mais notícias, curta a página Antena 1 News no Facebook!