Antena 1 - Home
Você está lendo as notícias da Antena1 Nacional Mudar Filial

Música pode substituir analgésicos em pessoas operadas

  • 20/08/2015 11:30
Imagem: Música pode substituir analgésicos em pessoas operadas

Pesquisadores da Universidade Queen Mary, em Londres, na Inglaterra, realizaram um estudo recente que aponta para a importância da música antes, durante e após procedimentos cirúrgicos.

O resultado da pesquisa – publicado na revista científica The Lancet – revelou que os pacientes que ouviram música durante a cirurgia tiveram a ansiedade reduzida após o procedimento, não havendo necessidade de ingerirem tantos analgésicos. As canções foram eficazes até mesmo naqueles que estavam sob efeito da anestesia geral.

Os 70 testes foram feitos com cerca de 7 mil pessoas, nos momentos que antecederam e procederam as operações. A reprodução de faixas mais leves foi comparada ao descanso na cama sem qualquer tipo de música, somente com o som ambiente.

"A música é uma opção segura, barata e não invasiva que deveria estar disponível para todos que passam por uma cirurgia", disse Catherine Meads – principal autora do estudo, que revelou que o álbum intitulado Dark Side of the Moon, do Pink Floyd, ajudou a aliviar suas dores três horas depois de uma cirurgia no quadril.

Para o Ministério da Saúde britânico, é fundamental que os médicos passem a utilizar o método comprovado. "É um estudo muito interessante. Esperamos que médicos levem os resultados em consideração, porque queremos que os pacientes tenham a melhor recuperação possível após uma cirurgia", declarou um porta-voz do ministério.

Embora o efeito tenha surtido no alívio do estresse causado pela dor, é importante ressaltar que o tempo que o paciente leva para ficar no hospital não diminuiu.

Ainda assim, os resultados chamaram tanto a atenção, que os cientistas decidiram aprofundar o estudo. Outra pesquisa será realizada no Royal London Hospital, ainda neste ano. Cerca de 40 mulheres, que passarão por uma cesariana ou por uma histeroscopia – exame na cavidade uterina – farão sua própria lista de singles, que ficará conectada a um travesseiro com caixas de som embutidas.

O único alerta é para os médicos: eles devem tomar cuidado para que a música não os atrapalhe durante as operações, diminuindo a concentração ou o contato com a equipe cirúrgica.