Antena 1 - Home

Paul McCartney estaria morto desde 1966; entenda

  • 01/04/2017 11:00
Imagem: Paul McCartney estaria morto desde 1966; entenda

O lendário baixista, Paul McCartney, estaria morto desde 1966, segundo rumores. Em homenagem ao Dia da Mentira, que acontece hoje, dia 1 de abril, relembraremos um dos maiores boatos do mundo da música.

Tudo começou logo após o lançamento do disco Revolver, dos Beatles, quando eles pararam de realizar turnê pela dificuldade de tocar ao vivo. Em seguida, McCartney sofreu um acidente de carro, sem grandes consequências, mas que gerou o rumor de que ele teria morrido naquele dia devido a um esmagamento craniano. Este fato seria a verdadeira justificativa da pausa na série de shows.

Desde então, ele teria sido substituído por um sósia e seria o artista que conhecemos atualmente. O escolhido é o anglo-escocês William Campbell Shears ou Billy Shears – que já havia trabalhado como dublê de Paul nos filmes “A Hard Day’s Night” e “Help”.

A primeira notícia da suposta "morte de Paul McCartney" foi publicada em Detroit, nos Estados Unidos. O apresentador havia recebido um telefonema de um ouvinte o instruindo para algumas pistas em músicas e capas de discos que indicavam o falso falecimento do ex-Beatles.

Durante todo esse tempo, o quarteto sempre negou os boatos. Entretanto, muitas das “pistas” contribuíram para a divulgação dos discos dos Beatles e, por isso, há rumores de que John Lennon teria colaborado com a notícia de morte do colega.

Na verdade, toda história teria sido criada por um estudante de uma universidade de Iowa, em um texto para o jornal do campus. Portanto, Paul McCartney continua sendo único e verdadeiro.