Antena 1 - Home

Viver experiências negativas impactam no sono de cachorros

  • 26/10/2017 16:04
Imagem: Viver experiências negativas impactam no sono de cachorros

Estudo revela que cachorros dormem mal quando têm um dia estressante. Segundo pesquisadores europeus, ter dias tranquilos e um sono de qualidade são essenciais para a saúde mental, não somente dos seres humanos, como, também, para a dos animais de estimação.


Pesquisadores da Academia de Ciências da Hungria, acompanharam a atividade cerebral de 16 cachorros. Cães que viveram experiências negativas no decorrer do dia, tentaram adormecer mais rápido para esquecer as cenas vividas. No entanto, não conseguiram. Entenda o que acontece com os mascotes nessa situação.


Dentre as experiências ruins e boas vividas pelos bichos  se destacaram a de um estranho que o encarava nos olhos por um longo período. Já em termos positivos, os animais receberam abraços e carinhos.

Os voluntários caninos foram observados por um mês, cada um deles cochilou três vezes no laboratório. A investigação foi dividida em partes. Sendo a primeira, a fase de adaptação. E depois metade dos cães passou pela experiência negativa, e a outra metade pela positiva. Na terceira, foi feito o inverso com os dois grupos.

 Os peludos podiam dormir por no máximo três horas após cada teste, e nesse período, os animais estavam sendo monitorados. Os estressados tentaram dormir rapidamente, mas não tiveram um sono de qualidade. Em média, passaram 20% menos tempo na etapa mais profunda do sono, fase muito relevante, por exemplo, para descansar o cérebro.

 Já os cachorros que tiveram um dia repleto de bons momentos, demoravam mais para ir para a cama, porém, ao dormir tiveram mais tempo de sono revigorante. 

A conclusão do estudo foi que os cães que vivem situações de perigo ou estressantes rotineiramente podem ter modificações permanentes em seus padrões de atividade cerebral durante o repouso. O resultado disso é que a capacidade de aprendizado dos animais pode ser afetada, por exemplo.