Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Ícone seta para a esquerda Veja todas as Notícias.

    Diminui risco de geadas amplas em lavouras do Brasil, mas nova massa polar preocupa

    Placeholder - loading - Agricultor mostra café afetado por geada em Varginha (MG)  30/07/2021 REUTERS/Roosevelt Cassio
    Agricultor mostra café afetado por geada em Varginha (MG) 30/07/2021 REUTERS/Roosevelt Cassio

    Publicada em  

    Atualizada em  

    SÃO PAULO (Reuters) - A massa de ar polar avançou sobre o Brasil e na quarta-feira traz um frio ainda intenso, mas um pouco menos do que havia sido previsto, aliviando preocupações com geadas mais severas e abrangentes, assim como aconteceu nesta terça-feira, segundo duas agências meteorológicas.

    A Secretaria de Agricultura do Paraná, que monitorou riscos de geadas na madrugada de terça-feira, disse que não teve relatos de ocorrência do fenômeno em intensidade capaz de prejudicar o milho segunda safra, lavoura que tem a maior área plantada no momento no Estado.

    'Sem relatos de geada, sem danos esperados. Em geral, temperaturas baixas, mas sem formação de geada em escala', disse Edmar Gervásio, do Departamento de Economia Rural (Deral).

    O Paraná espera colher uma safra recorde de milho de inverno, de 16 milhões de toneladas.

    Conforme a Somar Meteorologia, 'entre simulações que indicaram menos e mais frio com geadas, prevaleceu as que indicaram menos frio e geadas', tendência que deve se manter nos próximos dias.

    'Seguindo a lógica, ainda há previsão de geadas em áreas do norte do Paraná, Mogiana, sul de Minas Gerais e Cerrado na quarta, quinta e eventualmente na sexta-feira, mas não de forma tão abrangente', afirmou a Somar, citando áreas de café.

    Segundo boletim na manhã de terça-feira da Rural Clima, que não havia recebido reportes de eventuais geadas na última madrugada, a passagem de um ciclone no Rio Grande do Sul e Santa Catarina também deve trazer mais nebulosidade, evitando uma queda maior das temperaturas nos próximos dias.

    Para o agrometeorologista Marco Antônio dos Santos, da Rural Clima, entre quarta e quinta-feira seguem os riscos de geadas, mas elas serão pontuais em algumas áreas agrícolas.

    'Como estamos vendo neste momento, tem uma cobertura de nuvens por conta da passagem do ciclone, e as temperaturas não caem tanto... isso atenua um pouco a queda das temperaturas...', disse o agrometeorologista.

    Segundo a Climatempo, na quinta-feira, embora as simulações mostrem o espalhamento do frio com potencial para geadas também no Triângulo Mineiro e Cerrado (áreas produtora de café), há previsão de nuvens na madrugada, fazendo com que o fenômeno aconteça de forma mais pulverizada, e não seja tão abrangente.

    Há, ainda, riscos para a formação de geadas no Paraná, Alta Paulista, Mogiana e sul de Minas Gerais na quarta-feira, acrescentou a Climatempo.

    NOVA MASSA

    'A partir de sexta-feira o tempo abre completamente', disse Santos, da Rural Clima, citando eventuais maiores riscos com geadas, até pela chegada de uma nova massa de ar polar ao país no final de semana, que poderia ser mais severa do que a atual para áreas de milho, café e cana, entre outras.

    'Esta daqui (a nova massa polar) me traz mais preocupações do que a desta semana, tem uma onda de frio maior do que esta, vai levar a uma queda monumental nas temperaturas no final de semana', disse ele.

    Com relação ao ciclone, ele disse que a região leste do Rio Grande do Sul e Santa Catarina poderá ter nas próximas 24 horas fortes rajadas de vento, com velocidade acima de 90 km/h.

    (Por Roberto Samora e Marcelo Teixeira)

    Escrito por Reuters

    Últimas Notícias

    1. Home
    2. noticias
    3. frio traz risco de geadas …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.