alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    Jess Glynne

    Por antena 1

    news single img

    Jessica Hannah Glynne nasceu no dia 20 de outubro de 1989 em Hampstead, Londres. Mais conhecida como Jess Glynne, é uma das maiores estrelas do pop no Reino Unido. Sua conexão musical se desenvolveu graças ao apoio de seus pais, Laurence Glynne e Alexandra Glynne, principalmente de sua mãe que era A&R (Artists and Repertoire, uma divisão de uma gravadora responsável pela pesquisa de talentos e desenvolvimento artístico dos músicos) da Atlantic Records. Com 15 anos, Glynne se inscreveu no The X Factor, porém, desistiu ao longo do processo por desentendimento com a produção.

    Por conta do desempenho exemplar na escola, Jess conseguiu trabalhar em diversos locais antes de entrar de fato na indústria musical, lugares como uma butique, uma academia e um salão de beleza. Seu último local de trabalho na adolescência foi em uma empresa de gerenciamento musical, trabalhando com produtores e compositores, expandindo sua arte por quatro anos e dando um vislumbre do que viria a seguir. Glynne entrou em um curso de música na faculdade British Academy of New Music, onde conheceu a compositora Jin Jin (Jess Bennett) e o produtor Bless Beats.

    O pontapé inicial da sua carreira foi quando uma de suas parcerias com Jin Jin chamou atenção da Black Butter Records, seu co-presidente, Joe Grossa, disse que “a voz dela me enlouqueceu [...] Havia uma ferocidade nela. Ela pode falar sobre coisas cotidianas dessa maneira e é simplesmente épico”. Ela assinou com a gravadora um contrato de publicação, e foi apresentada a empresários, produtores e advogados responsáveis. Sua vida mergulhou de vez na música quando, em 2013, assinou com a Atlantic Records (a mesma de artistas como Sia, Ed Sheeran, Charlie Puth, Rita Ora etc.) e saiu da função de gestora de marca para uma empresa de bebidas.

    Durante o ano que iniciou sua carreira, o produtor Route 94 abordou a cantora para que ela emprestasse sua voz a sua composição “My Love”, já que na época havia uma amostra da música que ele estava proibido de usar, esse single foi lançado com primeiro lugar na parada britânica. Com seus vocais sendo lançados na compilação da DJ irlandesa Annie Mac em outubro de 2013, o grupo britânico Clean Bandit teve acesso a canção, e convidou Jess para a colaboração que iria ditar o rumo de sua carreira: “Rather Be”.

    Jack Patterson, um dos membros do trio Clean Bandit, se interessou pela voz da cantora por demonstrar calma e poder ao mesmo tempo. “Você consegue ouvir a fragilidade de sua personalidade, mas ao mesmo tempo há um poder brutal”, aponta Jack em entrevista. A canção foi lançada como single em 2014, entrando em primeiro lugar nas paradas do Reino Unido, tornando-se a música mais baixada e o terceiro single mais vendido daquele ano. O hit bateu o topo de cinco tabelas diferentes ao redor da Europa e Oceania, além da 10ª posição no Billboard Hot 100 dos Estados Unidos. Tanto “My Love”, quanto “Rather Be”, foram indicados ao BRIT Awards na categoria de melhor single britânico, mas com “Rather Be”, Jess Glynne levou o Grammy de melhor gravação dance de 2015.

    Após se tornar reconhecida mundialmente e catapultada para o sucesso dentro da Inglaterra, a cantora lançou seu single de estreia, como compositora, “Right Here”, que também apareceu em diversas paradas mundiais. Jess, ainda em 2014, compôs para artistas como Rita Ora, Iggy Azalea e até o grupo Little Mix. O trio Clean Bandit convidou a cantora para outra colaboração: o hit “Real Love”, que estreou em segundo lugar na parada britânica. Como segunda canção de trabalho, “Hold My Hand” fixou a artista no top do Reino Unido de uma vez, e junto da colaboração com o rapper Tinie Tempah, a cantora conseguiu a marca de quatro singles número um no país.

    Em 2015 foi lançado o álbum de estreia de Glynne, “I Cry When I Laugh”, lançado após a divulgação da faixa "Don’t Be So Hard on Yourself”. Com o disco, Jess se tornou a segunda artista solo do país a levar cinco singles para o topo das paradas musicais no Reino Unido, além do álbum ter alcançado ao top 1 também no lançamento com o total de 60 mil cópias vendidas (Atualmente, 900 mil cópias foram compradas).

    Em exatos três anos entre a estreia do primeiro álbum e a produção do segundo, Jess Glynne se tornou a mulher britânica que mais chegou ao topo das paradas, se tornando, neste quesito, a maior cantora de todos os tempos no país, chegando ao recorde de sete singles figurando o primeiro lugar na parada do país, e surpreendentemente, com apenas um álbum lançado até então. Glynne alcançou a marca com o single “These Days” do grupo Rudimental, ao lado do rapper Macklemore e Dan Clapen, a cantora estava em hiato desde 2015 e rumores de seu retorno ocorriam desde 2016.

    Em 2018, a cantora lançou o segundo álbum, “Always in Between”, que veio junto de uma turnê mundial. Com produção e até participação de Ed Sheeran, o álbum foi um sucesso internacional e manteve o histórico da cantora de atingir o primeiro lugar no Reino Unido.

    1. Home
    2. artistas
    3. jess glynne

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.