alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    AS ÚLTIMAS NOVIDADES DO MUNDO DA MÚSICA

    Curiosidades, lançamentos e tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música

    FILTRE SUA PESQUISA

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Nile Rodgers é o Artista da Semana

    Nile Rodgers é o Artista da Semana

    Nile Rodgers, nascido em 19 de setembro de 1952, na cidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos, é o fundador da banda Chic. Ao longo de sua carreira, escreveu, produziu e tocou em discos que vendiam cumulativamente mais de 500 milhões de álbuns e 75 milhões de singles em todo o mundo.

    Antes de aprender a tocar guitarra aos 16 anos, Rodgers tocava flauta e clarinete. Na adolescência, tocava guitarra com bandas africanas, persas, latinas, jazz e boogaloo.

    Aos 19 anos, tocava guitarra como parte da banda house do mundialmente famoso Apollo Theatre (ao lado de nomes como Aretha Franklin e Funkadelic). Ele era provavelmente o único membro da banda da Vila Sésamo com uma afiliação anterior do Black Panther Party. Rodgers
    logo se cansou de seu status de músico de apoio, e procurou formar um grupo próprio.

    Foi assim que encontrou um músico com a mesma opinião: o baixista Bernard Edwards. Nos próximos anos, os dois tocaram juntos enquanto tocavam em bandas como a Big Apple Band, baseada no jazz fusion,, e o Allah & the Knife Wielding Punks, baseado na nova onda. Mas o amor da dupla permaneceu na dance music. Seu próximo projeto musical, Chic , colocou-os no mapa. Com o baterista Tony Thompson e os cantores Norma Jean Wright e Alfa Anderson completando a programação, Chic rapidamente conseguiu um contrato com a Atlantic.

    Chic desenvolveu um som que foi uma fusão de jazz, soul e grooves funk com melodias e letras com uma influência europeia. A Atlantic pegou uma opção de álbum com Rodgers e Edwards, que rapidamente escreveram mais canções, e o auto-intitulado de Chic.

    A banda marcou numerosas dez melhores hits e ajudou a impulsionar disco para novos níveis de popularidade, com "Le Freak", "I Want Your Love", "Everybody Dance","Dance, Dance, Dance", "My Forbidden Lover" e "Good Times" se tornando padrão R & B. "Le Freak" era o único disco triplo em platina da Atlantic Records na época, e "Good Times", o número 1 em agosto de 1979.

    We Are Family alcançou a posição No. 3 e permaneceu nas paradas bem em 1980. Os dois primeiros singles, alcançaram o número 1 na tabela R&B. Em abril de 2018, "We Are Family" foi selecionado para ser preservado na Biblioteca do Congresso.

    Além disso, Rodgers encontrou tempo durante esse período agitado para lançar dois álbuns solo: Adventures in the Land of the Good Groove, de 1983 e B-Movie Matinee, de 1985..

    Chic tornou-se um dos maiores grupos da dance music. Com o som de baixo altamente distintivo de Edwards e os licks de guitarra de Rodgers, suas canções e imagens acompanham o glamour e os floreios dramáticos com o funk / soul orquestral. Mas com o disco perdendo sua popularidade e os dois tendo diferenças criativas, Chic se separou em 1983, depois de lançar mais três álbuns de estúdio.

    Após o rompimento de Chic em 1983, Rodgers produziu "uma série dos maiores álbuns e singles da era pós-disco, incluindo “Let's Dance” de David Bowie, "Original Sin" de INXS , "The Reflex" e "Notorious" de Duran Duran e Madonna "Like a Virgin".

    A Chic foi restabelecida em 1992, com um novo álbum, Chic-ism, lançado no mesmo ano. Rodgers e Edwards mais tarde se apresentaram no Japão na primavera de 1996, com Edwards falecendo durante a turnê de pneumonia e Rodgers entrando em um período de luto. Chic, desde então, realizou em uma variedade de iterações ao longo dos anos.

    Rodgers tinha lutado contra o abuso grave de drogas e álcool durante grande parte de sua vida, mas completou com sucesso a reabilitação e permaneceu sóbrio por muitos anos. Ele foi diagnosticado com câncer de próstata em 2010, mas foi capaz de fazer uma recuperação completa.

    Rodgers e Bernard Edwards entraram para o Hall da Fama dos Compositores em 9 de junho de 2016. Em 2017, após 11 indicações para Chic, Rodgers foi incluído no Hall da Fama do Rock and Roll com um prêmio de Excelência Musical.

    Em junho de 2017, Rodgers e Chic retornaram ao Glastonbury Festival, como headliners no Pyramid Stage, para um público de quase 100.000 pessoas. Em setembro do mesmo ano, uma versão da canção de George Michael "Fantasy" foi lançada, creditada a "George Michael com Nile Rodgers". A faixa, lançada como um lado B pela gravadora de Michael em 1990, foi retrabalhada por Rodgers e o destacou na guitarra. Foi o único lançamento póstumo de Michael.

    5

    0

    2131

    1 D

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Reforma da Previdência dos militares resultará em economia de R$13 bi em 10 anos, diz Mourão

    Reforma da Previdência dos militares resultará em economia de R$13 bi em 10 anos, diz Mourão

    BRASÍLIA (Reuters) - O projeto com alterações na Previdência dos militares proposto pelo governo trará aos cofres públicos uma economia de 13 bilhões de reais em dez anos, disse nesta terça-feira o presidente em exercício, general Hamilton Mourão, bem abaixo dos 92 bilhões de reais inicialmente divulgados pela equipe econômica.

    Mourão, que responde interinamente pela Presidência da República durante a viagem do presidente Jair Bolsonaro aos Estados Unidos, afirmou a jornalistas que, mesmo com a mudança na estrutura de carreira dos militares, o projeto ainda será, do ponto de vista fiscal, positivo para a União.

    'Em torno de 13 bilhões (de reais) que vai economizar das Forças Armadas', afirmou.

    Quando apresentou a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que mexe nas regras previdenciárias para servidores públicos civis e trabalhadores da iniciativa privada, a equipe econômica divulgou que o projeto para os militares traria uma economia de 92,3 bilhões de reais em uma década, embora o texto ainda estivesse em formatação.

    Na véspera, o secretário especial da Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, indicou que a reforma trará também uma reestruturação na carreira dos militares, mas não quis mensurar esse impacto, se limitando a dizer que a ideia é que o Tesouro, ao fim, tivesse um ganho líquido no processo. [nE6N20700U]

    Considerando apenas as mudanças na assistência dos militares --ligadas à questão da Previdência-- a economia com os militares ficará por volta dos 92 bilhões de reais inicialmente estimados, acrescentou Marinho. Levando em conta esses dados, a reestruturação da carreira dos militares teria um custo de quase 80 bilhões de reais.

    Mourão ressaltou nesta terça-feira que o projeto está pronto e só depende de uma decisão presidencial para ser enviado ao Congresso Nacional.

    A apresentação da proposta tem sido uma demanda recorrente entre parlamentares, mesmo entre aliados do governo. Integrantes da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados, onde tramita a reforma da Previdência, já avisaram que não votarão a admissibilidade da proposta enquanto não chegar o projeto dos militares.

    “Já está tudo ajustado, ele (ministro da Defesa, general da reserva Fernando Azevedo e Silva) vai apresentar para o presidente (Jair Bolsonaro) amanhã para o presidente fechar esse pacote”, disse Mourão após reunião com o ministro.

    “Não tem nada faltando definir da parte do Ministério da Defesa, só a decisão presidencial agora.”

    Segundo o vice-presidente, a alíquota de contribuição dos militares deve passar gradualmente para 14 por cento – valor que incluirá o que é recolhido para plano de saúde dos integrantes das Forças Armadas.

    CARREIRA

    Publicamente, Marinho já chegou a dizer que as mudanças na carreira dos militares envolveriam algumas gratificações pelo aperfeiçoamento de cursos, além de um alongamento da carreira, com escalonamento de suboficiais, rumo a uma ascensão mais graduada ao longo do tempo.

    Em outra frente, o secretário ressaltou que o governo se debruçava sobre alterações no caso de transferência dos locais de trabalho de militares. [nL1N20V1OI]

    (Por Maria Carolina Marcello, texto de Marcela Ayres, edição de Eduardo Simões)

    1

    0

    8

    27 min

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Investigado por corrupção, chefe do Comitê Olímpico do Japão renunciará antes de Jogos de 2020

    Investigado por corrupção, chefe do Comitê Olímpico do Japão renunciará antes de Jogos de 2020

    Por Kiyoshi Takenaka e Jack Tarrant

    (Reuters) - O chefe do Comitê Olímpico do Japão (COJ), Tsunekazu Takeda, que está sendo investigado por corrupção, anunciou nesta terça-feira que deixará o cargo quando seu mandato terminar, em junho, e que renunciará ao Comitê Olímpico Internacional.

    Em dezembro, procuradores franceses interrogaram Takeda em Paris e o tornaram alvo de uma investigação formal devido à suspeita de corrupção na campanha vitoriosa de Tóquio para sediar a Olimpíada de 2020.

    Takeda, que foi presidente do comitê da campanha de Tóquio para os Jogos de 2020, disse durante uma reunião do conselho diretivo do COJ que renunciará e não buscará a reeleição.

    Em uma coletiva de imprensa realizada posteriormente nesta terça-feira, Takeda disse: 'Não acredito que tenha feito nada ilegal'.

    Quando indagado por que não entregou o cargo de imediato, ele respondeu: 'Fico triste por ter criado tanta confusão, mas acredito que é minha responsabilidade cumprir o resto do meu mandato'.

    Takeda dirige o COJ desde 2001, e sua renúncia cria apreensões a respeito do comitê nacional e da organização dos Jogos de Tóquio de 2020.

    'Sinto-me muito mal por estar causando uma perturbação dessas ao público antes dos Jogos de Tóquio do ano que vem', disse Takeda.

    'Pensei no futuro do COJ e cheguei à conclusão de que é mais adequado passar o COJ para líderes mais jovens que conduzirão a próxima geração, deixando-os criar a nova era do Japão através da Olimpíada de Tóquio'.

    A organização da Olimpíada de Tóquio disse em um email à Reuters: 'Estamos cientes do anúncio do presidente Takeda, do COJ, hoje de que ele deixará o cargo em junho. Entendemos que o presidente Takeda tomou sua própria decisão. Os detalhes ainda não foram esclarecidos, então gostaríamos de nos abster de comentários adicionais'.

    Takeda atua no Comitê Executivo da Tóquio 2020, mas ainda não está claro se também se afastará desta função.

    Investigadores franceses realizaram um inquérito de anos sobre a corrupção no atletismo, e no início de 2016 incluíram os processos de candidatura e seleção do Rio de Janeiro como sede dos Jogos de 2016 e de Tóquio para 2020.

    Pagamentos de vários milhões de dólares feitos pelo comitê de campanha de Tóquio a uma consultoria de Cingapura estão sendo examinados, e Takeda é suspeito de pagar propinas para garantir a vitória da candidatura japonesa.

    No caso do Rio, o ex-presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB) e líder da candidatura aos Jogos de 2016, Carlos Arthur Nuzman, foi preso em 2017 no âmbito de uma investigação sobre compra de votos na eleição olímpica.

    (Reportagem adicional de Chris Gallagher e Elaine Lies)

    0

    0

    6

    3 H

    Placeholder - loading - Imagem da notícia EUA querem que Brasil deixe lista de beneficiados da OMC em troca de apoio a entrada na OCDE, diz Guedes

    EUA querem que Brasil deixe lista de beneficiados da OMC em troca de apoio a entrada na OCDE, diz Guedes

    Por Lisandra Paraguassu

    WASHINGTON (Reuters) - Os Estados Unidos querem que o Brasil deixe a lista de países de tratamento especial e diferenciado da Organização Mundial do Comércio (OMC) em troca do apoio norte-americano à entrada na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), disse nesta terça-feira o ministro da Economia, Paulo Guedes.

    A proposta foi feita ao governo brasileiro pelo representante de Comércio dos EUA, Robert Lighthizer, em uma reunião na segunda-feira.

    A lista de países de tratamento especial e diferenciado da OMC, em que os países se autodenominam, dá vantagens especiais como mais tempo para cumprir acordos e outras flexibilidades.

    Contrário à lista, o governo norte-americano quer terminar com o modelo, do qual o Brasil participa até hoje, e quer ajuda do governo brasileiro.

    Segundo Guedes, Lighthizer disse que o Brasil precisa entender que para entrar na OCDE teria que deixar a lista de países de tratamento diferenciado.

    “Não tem troca, ele que está fazendo essa demanda”, disse Guedes.

    Pelo menos dois países membros da OCDE, Coreia do Sul e Turquia, estão na lista de países com tratamento diferenciado.

    De acordo com uma fonte que acompanha essas negociações, a questão do governo norte-americano com o Brasil é mais complexa.

    “Eles não querem que o Brasil entre por motivos que não sabemos. Cada vez que resolvemos uma questão que levantamos eles criam outro problema”, disse a fonte.

    0

    0

    17

    3 H

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Ex-governador do Paraná Beto Richa é preso pela terceira vez

    Ex-governador do Paraná Beto Richa é preso pela terceira vez

    (Reuters) - O ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB) foi preso nesta terça-feira no âmbito de uma investigação do Ministério Público do Paraná que investiga desvios em repasses para a construção de escolas no Estado, na terceira em vez que o político é preso em seis meses.

    De acordo com o MP paranaense, o ex-governador (2011 a 2018) foi detido ao lado de outras duas pessoas em operação deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), em desdobramento da operação Quadro Negro.

    A defesa de Richa afirmou que a determinação de prisão 'não traz qualquer fundamento', uma vez que os fatos são antigos e que todos os esclarecimentos necessários foram feitos. Segundo o advogado de Richa, Guilherme Brenner Lucchesi, 'as fraudes e desvios cometidos em obras de construção e reforma de colégios da rede pública de ensino foram descobertos e denunciados pela própria gestão do ex-governador'.

    Essa é a terceira prisão de Richa desde setembro do ano passado, quando ele foi preso pela primeira vez no âmbito de investigação do MP por suspeita de direcionamento de licitação e pagamento de propina em programa para recuperar e modernizar estradas rurais paranaenses.

    Após ser solto por determinação do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), Richa voltou a ser preso em janeiro, desta vez em decorrência de investigação da operação Lava Jato sobre recebimento de propina. Ele havia sido novamente solto no início de fevereiro, dessa vez por ordem do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

    (Por Pedro Fonseca, no Rio de Janeiro)

    0

    0

    13

    3 H

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Procuradores investigam possível motivação terrorista para ataque em Utrecht

    Procuradores investigam possível motivação terrorista para ataque em Utrecht

    Por Toby Sterling

    AMSTERDÃ (Reuters) - Procuradores da Holanda disseram nesta terça-feira que estão investigando uma possível motivação terrorista para o ataque a tiros em um bonde da cidade de Utrecht, que deixou três mortos e cinco feridos.

    Gokmen Tanis, um turco de 37 anos, foi preso depois de uma caçada humana das forças de segurança na segunda-feira e continua sob custódia.

    Procuradores disseram que ele é suspeito pelas três mortes, possivelmente com intenção terrorista. Dois outros suspeitos também estão sob custódia, informou a polícia, mas seu papel não está claro.

    'Até o momento, uma motivação terrorista está sendo cogitada seriamente', disseram procuradores em um comunicado, citando 'a natureza do ataque a tiros e uma carta encontrada no carro da fuga'.

    Mas ainda não está claro se Tanis, que tem um histórico de confrontos com as forças da lei, agiu devido a crenças políticas ou por vingança pessoal. 'Outros motivos não estão sendo descartados', disse o comunicado.

    Pela lei holandesa, Tanis precisa comparecer diante de um juiz até quinta-feira, mas não tem que ser acusado de imediato.

    As três vítimas holandesas foram identificadas como uma mulher de 19 anos e dois homens de 28 e 49 anos. Três outras, de idades que variam entre 20 e 74 anos, estão gravemente feridas.

    Procuradores disseram que até agora não conseguiram estabelecer uma conexão entre as vítimas e o suposto atirador.

    'É muito triste que coisas assim aconteçam no mundo nestes dias', disse Rene van Nieuwenhuizen, contadora e moradora de Utrecht, cidade pitoresca de 340 mil habitantes. 'Não acho que acontecerá comigo, mas acontece, e por isso pessoas são mortas'.

    Mahmut Tanis, tio de Gokmen que mora na Holanda, disse à agência estatal de notícias turca Anadolu que duvida de uma motivação radical.

    'Olhando a situação do meu sobrinho, a possibilidade de que o que ele fez foi um ataque terrorista é baixa', disse, acrescentando que não o via há anos e que suas ações podem derivar de 'assuntos do coração'.

    Tanis já havia sido preso, afirmaram procuradores, mas sem dar detalhes. Nem Tanis nem qualquer advogado que o represente comentaram de imediato.

    O primeiro-ministro holandês, Mark Rutte, convocou reuniões emergenciais imediatamente após o incidente, ocorrido três dias depois que um atirador solitário matou 50 pessoas em um massacre a tiros em duas mesquitas da cidade de Christchurch, na Nova Zelândia.

    (Reportagem adicional de Anthony Deutsch e Tuvan Gumrukcu)

    0

    0

    8

    4 H

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Físico brasileiro Marcelo Gleiser recebe Prêmio Templeton de U$1,4 milhão

    Físico brasileiro Marcelo Gleiser recebe Prêmio Templeton de U$1,4 milhão

    (Reuters) - O físico e astrônomo brasileiro Marcelo Gleiser recebeu o Prêmio Templeton de 2019, no valor de 1,4 milhão de dólares, por seu trabalho, que mistura ciência e espiritualidade.

    Gleiser, de 60 anos, é o primeiro latino-americano a ser agraciado com o prêmio, que homenageia 'uma pessoa viva que fez uma contribuição excepcional para a afirmação da dimensão espiritual da vida', disse a Fundação John Templeton, sediada nos Estados Unidos, em um comunicado nesta terça-feira.

    Professor do Dartmouth College, em New Hampshire, nos Estados Unidos, Gleiser escreveu livros de grande vendagem e participou de vários programas de televisão e rádio, debatendo a ciência como uma busca espiritual para entender as origens do universo e a vida na Terra.

    Entre os vencedores do prêmio, criado em 1972 pelo falecido investidor global Sir John Templeton, estão o Dalai Lama e a Madre Teresa de Calcutá. Em 2018 ele foi concedido ao Rei Abdullah 2º, da Jordânia.

    'Trabalharei mais duro que nunca para divulgar minha mensagem de unidade global e de conscientização planetária para um público mais amplo', disse Gleiser em um comunicado sobre o prêmio divulgado por Dartmouth.

    Gleiser estuda a intersecção entre o que chama de 'física do muito grande' e a 'física do muito pequeno' para reconstruir o início do universo, informou Dartmouth.

    Além de pesquisar as origens da vida na Terra, ele também analisa a possibilidade da vida fora do planeta, de acordo com a faculdade norte-americana.

    Gleiser nasceu em uma família da comunidade judaica do Rio de Janeiro e estudou no Brasil e no Reino Unido, disse a fundação, que incentiva o diálogo e a pesquisa de temas que vão da evolução ao perdão. Ele entrou no departamento de física e astronomia de Dartmouth em 1991.

    (Reportagem de Andrew Hay no Novo México)

    0

    0

    25

    4 H

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Mortes por ciclone em Moçambique devem crescer significativamente, diz Cruz Vermelha

    Mortes por ciclone em Moçambique devem crescer significativamente, diz Cruz Vermelha

    JOHANESBURGO (Reuters) - O número de pessoas mortas em Moçambique por fortes tempestades e inundações que atingiram o sudeste da África deve aumentar significativamente, disse a Cruz Vermelha nesta terça-feira.

    As equipes de resgate têm enfrentado dificuldades para avaliar a devastação causada pelo ciclone Idai, que chegou do Oceano Índico com ventos de a 170 km/h no final da semana passada, atingindo Moçambique e, depois, seus vizinhos do interior do Zimbábue e do Malaui.

    A contagem oficial de mortos em Moçambique é de 84, o presidente do país, Filipe Nyusi, disse na segunda-feira que sobrevoou algumas das áreas mais atingidas, viu corpos boiando em rios e que se estima que mais de 1.000 pessoas podem ter morrido no país.

    Também morreram 98 pessoas no Zimbábue, que também registrou ao menos 200 desaparecidos, disse o governo na segunda-feira.

    A tempestade atingiu a região próxima ao porto de Beira, em Moçambique, e inundou enormes áreas do local, destruindo estradas e redes de comunicações em todo território.

    A Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho publicou na internet imagens de drones que mostraram prédios no assentamento costeiro da Praia Nova, fora de Beira, danificados por ventos da tempestade.

    'Estamos trabalhando com a Nasa e a Agência Espacial Europeia para obter informações de satélite e ter uma visão completa das áreas afetadas e do número de pessoas presas lá', disse Caroline Haga, da Federação Internacional, à Reuters.

    'Devido ao tamanho dessas áreas, esperamos que o número de mortes aumente significativamente.'

    As pessoas ainda estavam presas nas áreas mais elevadas do país, disse Gerald Bourke, do Programa Mundial de Alimentos da ONU.

    'Não temos dados claros sobre o número de mortes, mas estamos olhando para áreas enormes que estão debaixo d'água. Estamos vendo metro após metro de aldeias sob vários metros de água', disse Bourke.

    (Reportagem de Mfuneko Toyana)

    0

    0

    18

    4 H

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. noticias

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.