Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Veja todas as Notícias.

    Álbuns do Momento: DNA, do Backstreet Boys

    O nono disco de estúdio da banda estreou em primeira posição na Billboard 200

    Placeholder - loading - news single img
    Backstreet Boys em photoshoot do disco DNA ANTENA1/divulgacao

    Publicada em  

    Em janeiro deste ano, o Backstreet Boys lançou DNA, seu nono álbum de estúdio. O material conta com faixas escritas por Lauv, Andy Grammer e Stuart Crichton. Foi precedido pelos singles "Don't Go Breaking My Heart", "Chances", "No Place".

    Os Backstreet Boys passaram os últimos dois anos explorando a nostalgia com sua residência Larger Than Life em Las Vegas. Mas o álbum DNA , o 10º LP é uma prova de que eles não vivem inteiramente no passado.

    Como evidenciado com o primeiro single do álbum, o DNA “Don't Go Breaking My Heart”, permanece fiel ao som pop do BSB, enquanto evolui sua produção para o cenário de rádio de hoje (e funcionou tão bem, que ganhou o grupo sua primeira indicação ao Grammy em 17 anos e a primeira Pop Songs em 11 anos). Essa evolução carrega todo o resto das 12 faixas do DNA, ao mesmo tempo em que também apresenta o conjunto mais diversificado do Backstreet Boys, com dicas de R&B, country e funk.

    Esse álbum refletiu um som mais maduro para a boyband icônica e também foi seu primeiro lançamento com os cinco integrantes desde 2005, com Never Gone. O disco estreou em primeiro lugar na Billboard 200 dos EUA, com 234.000 unidades equivalentes a álbuns , das quais 227.000 eram vendas de álbuns, tornando-se o primeiro álbum número um dos Backstreet Boys desde Black & Blue em 2000.

    Há até mesmo uma música a capella, “Breathe” - a melhor vitrine das habilidades vocais do BSB em DNA. Ao contrário das outras canções, “Breathe” é mais lenta, ritmada apenas pelas vozes dos cantores.

    Sempre por dentro dos lançamentos internacionais, a canção integra a programação da Antena 1. Confira no vídeo a seguir:

    Vulcão Nyiragongo: Crianças esperam reencontrar famílias

    Transcrito: 
    Centenas de milhares de pessoas fugiram após a erupção do vulcão Nyiragongo. Naomi perdeu de vista a família no meio do caos. Ela jamais esquecerá o momento em que o céu ficou vermelho.
     
    Naomi (criança deslocada): ”Disse à minha mãe: ’Olha, mãe, o vulcão entrou em erupção.’ Nós saímos e muitos estavam a fugir. Foi aí que nos perdemos uns dos outros. Eu estava apavorada. Estava a tremer. Não conseguia sequer correr para casa.”
     
    Muitas das 400 mil pessoas que fugiram vieram para a cidade de Sake. De acordo com a ONU, há quase mil crianças desaparecidas. Bahati Batitsie trabalha como voluntário para a Cruz Vermelha. Ate agora, ele e os colegas conseguiram encontrar as famílias de 700 crianças. Bahati tem 6 filhos e acolhe outras 3 crianças. São muitas bocas para alimentar.
     
    Bahati Batitsie Fidel (Voluntário da Cruz Vermelha): “Eu sacrifico o pouco que tenho, o que Deus me deu. É assim que alimento as crianças, mas é uma luta.”
     
    Muitas pessoas estão desesperadas. Bebem a água do lago que pode causar cólera. A equipe humanitária tenta oferecer o básico, como farinha.
     
    Bahati Batitsie Fidel (Voluntário da Cruz Vermelha): “As condições de vida são muito más. Não há comida nos mercados. Pessoalmente, não estou a ganhar nada, sou pobre.”
     
    Naomi acha que sabe onde podem estar os seus pais. Mas esse sítio fica longe e o transporte é caro.
     
    Naomi (criança deslocada): ”Depois de encontrar a minha mãe e o meu pai, gostaria de me mudar para cá, porque gosto de aqui estar."

    A brincar sobre a lava de uma antiga erupção. As crianças esperam rever as suas famílias em breve. 
    Veja também:

    3 H

    1. Home
    2. noticias
    3. albuns do momento dna do …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.