Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
Ícone seta para a esquerda Veja todas as Notícias.

As apostas da Antena 1 para o Grammy 2020!

Maior premiação do mundo da música acontece nesse domingo (26)

Placeholder - loading - Lana Del Rey, Billie Eilish e Taylor Swift ANTENA1/Divulgação
Lana Del Rey, Billie Eilish e Taylor Swift ANTENA1/Divulgação

Publicada em  

Um dos momentos mais aguardados por inúmeros amantes da música está logo ali na esquina! Neste próximo domingo (26), acontece o Grammy Awards, premiação de maior prestígio no mundo da música.

Leia também: A lista completa de indicados ao Grammy Awards 2020

Entre os indicados, nomes como Lizzo e Billie Eilish se destacaram pela grande quantidade de nomeações, mas veteranas como Beyoncé e Lady GaGa também garantiram seu lugar na lista!

Entrando na onda da premiação, a Antena 1 decidiu publicar suas apostas para os vencedores nas principais categorias da noite. Todos prontos?


ÁLBUM DO ANO

"I,I"- Bon Iver

"Norman F***ing Rockwell" — Lana Del Rey

"When We All Fall Asleep Where Do We Go" — Billie Eilish (aposta Antena 1)

"Thank U, Next" — Ariana Grande

"I Used to Know Her" — H.E.R.

"7" — Lil Nas X

"Cuz I Love You" — Lizzo

"Father of the Bride" — Vampire Weekend

Ariana Grande teve o maior ano de sua carreira com o lançamento de seu quinto álbum de estúdio, thank u next. Já Lizzo despontou em todos os charts com os superhits Good as Hell e Truth Hurts, porém nenhum deles fazem parte seu álbum indicado. Tanto Ariana quanto Lizzo têm chances, mas nenhuma delas conseguiu o que o álbum de Billie Eilish conquistou. Totalmente inovador, When We All Fall Asleep Where Do We Go não para de receber críticas positivas e segue como favorito na maior categoria da noite.


MÚSICA DO ANO

"Always Remember Us This Way" — Natalie Hemby, Lady Gaga, Hillary Lindsey e Lori McKenna

"Bad Guy" — Billie Eilish O'Connell e Finneas O'Connell (aposta Antena 1)

"Bring My Flowers Now" — Brandi Carlile, Phil Hanseroth, Tim Hanseroth e Tanya Tucker

"Hard Place" — Ruby Amanfu, Sam Ashworth, D. Arcelious Harris, H.E.R. e Rodney Jerkins

"Lover" — Taylor Swift

"Norman F***ing Rockwell" — Jack Antonoff e Lana Del Rey

"Someone You Loved" — Tom Barnes, Lewis Capaldi, Pete Kelleher, Benjamin Kohn e Sam Roman

"Truth Hurts" — Steven Cheung, Eric Frederic, Melissa Jefferson e Jesse Saint John

Não tem jeito, apesar de categoria conter grandes nomes como Lady GaGa e Taylor Swift, Bad Guy de Billie Eilish ainda conseguiu ter maior relevância durante o último ano. Será que a composição de Billie e seu irmão mais velho leva a melhor?


MELHOR ÁLBUM VOCAL DE POP

"The Lion King: The Gift" — Beyoncé

"When We All Fall Asleep, Where Do We Go" — Billie Eilish

"Thank U, Next" — Ariana Grande (aposta Antena 1)

"No. 6 Collaborations Project" — Ed Sheeran

"Lover" — Taylor Swift

Uma das categorias mais disputadas sempre é a de álbum pop, mas parece que vai ser diferente dessa vez. Ninguém sabe como Ed Sheeran conquistou a indicação com o pior trabalho de sua carreira e o álbum de Beyoncé não possui nem mesmo uma pontinha de pop. Apesar de ter Billie Eilish como favorita da noite, essa é a chance do Grammy para premiar Ariana Grande, também queridinha dos votantes.


MELHOR PERFORMANCE DE POP EM GRUPO OU DUO


“Boyfriend” — Ariana Grande e Social House

“Sucker” — Jonas Brothers

“Old Town Road” — Lil Nas X e Billy Ray Cyrus

“Señorita” — Shawn Mendes e Camila Cabello (aposta Antena 1)

Essa é a prova do quanto os votantes do Grammy adoram Ariana Grande. Boyfriend é uma boa canção, apenas não no nível do prêmio. A banda Jonas Brothers também provou seu potencial conquistando seu merecido lugar na lista de indicados, mas sem fôlego para se equiparar à Old Town Road ou Señorita. As últimas duas são as favoritas na categoria, mas ainda é mais seguro apostar em Señorita, fenômeno no segundo semestre de 2019.


ARTISTA REVELAÇÃO

Billie Eilish (aposta Antena 1)
Lil Nas X
Lizzo
Maggie Rogers
Rosalía
Tank and the Bangas
Yola

Vai ser uma pena assistir Lizzo sair da premiação, injustamente, de mãos abanando. Mas esta é a categoria de Billie Eilish. Com apenas 17 anos, a adolescente lançou um dos álbuns mais comentados dos últimos anos e ainda não cometeu nenhum deslize em seus projetos. Ame ou odeie, você ouviu falar de Billie Eilish em 2019.

Últimas Notícias

Placeholder - loading - Imagem da notícia Air Europa traz moderno Boeing 787 Dreamliner na rota de Salvador a Madri

Air Europa traz moderno Boeing 787 Dreamliner na rota de Salvador a Madri

A companhia aérea Air Europa retomará suas atividades na capital baiana a partir do dia 21 de dezembro. Os voos têm previsão de decolagem sempre às quartas e sextas-feiras, embarcando os passageiros no moderno Boeing 787 Dreamliner, considerado um dos mais eficientes equipamentos à disposição no mercado.

A Vinci, operadora do Aeroporto Internacional de Salvador - Dep. Luís Eduardo Magalhães, comemora a volta da parceria com a companhia espanhola, após o hiato ocasionado pela pandemia do Covid-19. “Madri é uma das cidades mais emblemáticas da Europa e a retomada do voo tornará mais fácil para nossos passageiros voar para o continente. Estamos muito animados com a volta do voo da Air Europa, que atenderá a uma demanda crescente do turismo receptivo à cidade de Salvador, tanto para passageiros quanto para cargas”, disse David Thompson, diretor comercial do Aeroporto de Salvador.

Modernidade

O novo avião da Air Europa é o mais sustentável disponível no mercado atualmente. Entre suas vantagens, destacam-se a redução em 60% do impacto sonoro emitido, além da redução de 20% de consumo de combustível. A aeronave não impacta apenas na sustentabilidade, mas também no conforto oferecido ao passageiro, com uma nova classe executiva e entretenimento individual na classe econômica. Os passageiros poderão contar, ainda, com serviço wi-fi, com diferentes opções, de acordo com o volume de navegação necessária, streaming, além de um completo e variado entretenimento audiovisual.

5 H
Placeholder - loading - Imagem da notícia As 5 capas de álbum mais icônicas da história

As 5 capas de álbum mais icônicas da história

Uma boa identidade visual tem a função de atribuir significado e sentido para aquilo que nossos ídolos querem transmitir através de suas canções. Como música é uma arte de muitas camadas e facetas, o que está estampado nas capas de álbuns é essencial para nos aprofundarmos ainda mais nas composições alheias. Por isso, a Antena 1 decidiu explorar algumas das capas que mais se destacaram na indústria da música.

Confira:

Breakfast in America – Supertramp

O sexto álbum de estúdio da banda de rock inglesa, Supertramp, foi lançado em 1979. A arte da capa foi desenvolvida pelos artistas Mike Doud e Mick Haggerty, e desenvolvida pelo próprio grupo. A ideia era representar todas as mudanças e dificuldades pelas quais os membros estavam passando por se mudar da Inglaterra para os Estados Unidos.

[music-item artistSlug=supertramp musicSlug=goodbye-stranger]

O design representa diversos monumentos de Manhattan como se fossem parte de uma mesa de café da manhã. Um exemplo disso é a própria garçonete que veste um uniforme amarelo mostarda, a mulher representa a Estátua da Liberdade.

Com um ar cômico e muito criativo, a capa ficou extremamente reconhecida. Logo, no 22º Grammy Awards em 1980, “Breakfast in America” ganhou dois prêmios de Melhor Pacote de Álbum e Melhor Gravação Não Clássica

Alladin Sane – David Bowie

O sexto álbum de estúdio do músico inglês, David Bowie foi divulgado em 1973, e até hoje é um grande marco na história da música. A arte é um dos grandes símbolos que marcaram a carreira do camaleão, e foi desenvolvida por Brian Duffy.

Com grande influência dos Rolling Stones em suas músicas, o álbum apresenta um novo personagem do artista, Alladin Sane. O nome é um trocadilho com "A Lad Insane" (um rapaz insano, em tradução livre), que Bowie descreveu como "Ziggy Stardust vai para a América". O britânico já tinha um grande e conhecidíssimo personagem que virou o pseudônimo do artista, Ziggy Stardust – ele foi a persona de palco de Bowie durante 1972 e 1973.

A arte da capa, fotografada por Brian Duffy, foi a capa mais cara já feita na época. Mostra um raio no rosto de Bowie e representa a dupla personalidade do personagem Aladdin Sane, além os sentimentos mistos que Bowie tinha sobre suas turnês e o estrelato. É considerada uma de suas imagens mais icônicas da indústria.

Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band – The Beatles

Os Beatles possuem diversas capas revolucionárias, porém a do álbum “Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band” é icônica demais e tem muitos significados escondidos. O disco foi divulgado em 1967 e a arte desenvolvida por Paul McCartney, Peter Blake, Jann Haworth e Robert Fraser.

4 H
  1. Home
  2. noticias
  3. as apostas da antena 1 para o …

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.