alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    Briga dentro dos escritórios pelo ar-condiconado pode ter motivo científico

    Segundo um estudo recente, mulheres conseguem exercer melhor as tarefas quando estão em um ambiente mais quente.

    Placeholder - loading - news single img
    Mulher sentindo frio (Foto: Shutterstock)

    1563

    Publicada em  

    Um novo estudo, publicado na revista PLOS One, mostrou que as mulheres têm um desempenho melhor em tarefas cognitivas em ambientes mais quentes. Os homens, por outro lado, se saem melhor quando estão em locais mais frios. A informação acaba incitando ainda mais as brigas dentro dos escritórios pela temperatura do ar condicionado.

    “Há toda essa evidência de que as mulheres gostam de temperaturas mais altas, e há alguns artigos dizendo que a temperatura do escritório é sexista. Nós pensamos: "Isso é uma coisa real ou é apenas conforto?", Diz o coautor do estudo, Agne Kajackaite, pesquisador de economia ética e comportamental do Centro de Ciências Sociais de Berlim.

    Os pesquisadores recrutaram quase 550 estudantes universitários alemães para descobrir. Grupos de alunos concluíram tarefas em salas que variavam de 16,19 a 32,57 graus Celsius.

    Eles descobriram que as mulheres tiveram melhor desempenho em tarefas matemáticas e verbais à medida que a temperatura aumentava, enquanto o oposto era verdadeiro para os homens. Para cada aumento de um grau Celsius na temperatura, as mulheres responderam cerca de 1,75% mais questões de matemática corretamente e 1% mais perguntas verbais corretamente. Mas até mesmo uma diferença dessa magnitude é importante, diz Kajackaite, especialmente porque as preferências de temperatura geralmente variam em mais de um grau.

    É claro que o estudo não garante que toda mulher tenha um desempenho melhor no calor, mas os resultados sugerem que vale a pena levar o debate do termostato a sério, diz ela.

    "Quando começamos em baixas temperaturas, a diferença de gênero é enorme na tarefa de matemática", diz ela. "À medida que a temperatura aumenta, as mulheres se tornam cada vez melhores e, em algum momento, não há diferenças de gênero".

    Ainda assim, mais pesquisas, que durem mais tempo, são necessárias. Mesmo que os resultados não sejam suficientes para mudar a política do escritório, Kajackaite diz que as pessoas devem prestar atenção em como se sentem mais à vontade em um ambiente de trabalho ou aprendizado. "A temperatura pode afetar não apenas o conforto, mas o desempenho diário das pessoas", diz ela.

    Para ler mais notícias, curta a página Antena 1 News no Facebook!

     

     

      1. Home
      2. noticias
      3. briga dentro dos escritorios …

      Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.