Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Veja todas as Notícias.

    Cafeína, no chá e café, pode oferecer o mesmo risco ao feto

    Para especialistas do exterior, o ideal é deixar de consumir esse tipo de produto ao longo da gravidez

    Placeholder - loading - news single img

    Publicada em  

    De acordo com pesquisa publicada por uma famosa agência de notícias internacional, grávidas, que consomem cafeína- proveniente do chá ou café, podem ter bebês menores do que quem para de tomar os itens durante essa fase.

    Até mesmo, aquelas que ingerem menos do que 200 miligramas de café, a quantidade apontada como segura ao longo desse período, de acordo com o Colégio Americano de Obstetras e Ginecologistas, apresentam um maior risco de ter um parto prematuro ou do bebê nascer com peso mais baixo.

    Para um dos autores do estudo, Ling-Wei Chen, pesquisador da ''University College Dublin’’, na Irlanda, a recomendação, para quem está grávida ou visa ficar, é, ao menos, limitar o consumo de cafeína, presente no café e chá.

    O estudo não trouxe à tona as causas e efeitos. Mas, várias pesquisas anteriores relacionaram à exposição a cafeína no útero a efeitos negativos, segundo Chen e a sua equipe, que publicaram o documento no ''The American Journal of Clinical Nutrition’’.

    Inclusive, na maioria dos trabalhos, o café foi a principal bebida consumida- com a substância.

    Para o estudo feito na Irlanda, por exemplo, foram observados 941 pares de mães e crianças nascidos no país, onde as pessoas, no geral, bebem mais chá do que café. Aproximadamente, metade das mulheres bebiam chá, enquanto 40% ingeriam café.

    Cada 100 ml de cafeína consumida diariamente durante o primeiro trimestre da gravidez estava associado com 72-gramas de peso a menos do bebê, como, também, a idade gestacional significativamente menor, comprimento de nascimento e circunferência da cabeça.

    Mulheres, que tomaram um nível muito grande de cafeína, tiveram bebês com peso 170 gramas menor do que aquelas que consumiram o mínimo da bebida, a pesquisa apontou. Uma ressalva importante se a cafeína era proveniente do chá ou do café, isso não fez diferença nos resultados.

     

    Um copo de 355 ml de café fresco contém aproximadamente 200 mg de cafeína, porém, o chá, geralmente, tem menos cafeína e a quantidade pode variar de acordo com o tipo do líquido, por exemplo.


    De acordo com outros especialistas do exterior, o indicado é tentar reduzir o máximo possível a ingestão desse componente. Na verdade, o ideal, mesmo, é cortar totalmente o consumo do item durante a gestação.

    1. Home
    2. noticias
    3. cafeina no cha e cafe pode

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.