alexametrics
Conectando

    Segundo pesquisa, não se alimentar bem na primeira refeição do dia pode acarretar em inúmeros problemas, como uma doença que desencadeia em problemas cardiovasculares como infarto e AVC.

    Comer bem no café da manhã reduz risco de enfermidade, aponta estudo

    Por Redação, antena 1

    Placeholder - loading - news single img

     

     Segundo estudo, não se alimentar bem no café da manhã pode acarretar em inúmeros problemas, como aumentar o risco de ter aterosclerose, e maiores níveis de glicose em jejum do que aqueles que comem bem na primeira refeição. Além de que quem pula essa importante etapa pode apresentar maior circunferência abdominal, pressão arterial e mais lipídios no sangue. 

    Não ter o costume de fazer essa primeira alimentação já foi relacionado ao aumento do risco de síndrome metabólica e problemas na dieta. Mas, agora novo estudo sugere que deixar de fazer a refeição ou se alimentar mal nesse período dobra o risco de aterosclerose. Essa doença é caracterizada pelo acúmulo de placas de gordura e outras substâncias, como o cálcio, nas artérias, isso eleva o risco de problemas cardiovasculares como infarto e acidente vascular cerebral (AVC). 

    Mudança de comportamento

    A pesquisa mostra que modificando um simples hábito, os indivíduos conseguem reduzir risco de enfermidade cardiovascular.

    O estudo não estabeleceu uma relação direta entre a falta da primeira refeição e o aumento do acúmulo das placas de gordura. Mais pesquisas precisam ser feitas. No entanto, acredita-se que quem não come bem no café da manhã tenta compensar e comer mais coisas ao longo do dia.


    Inúmeros Malefícios


    De acordo com os cientistas, pessoas que têm o hábito de pular a primeira refeição, ao invés de emagrecer, como muitos desejam, acabam comendo mais e consumindo alimentos menos saudáveis.

    Além de que isso pode provocar desequilíbrios hormonais e alterar os ritmos circadianos.

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.