alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    Confira a entrevista exclusiva com o diretor de "Romeu e Julieta"

    Espetáculo fez sucesso entre o público e a crítica na temporada carioca e chegou neste mês à capital paulista

    Por Larissa Valença

    Placeholder - loading - news single img

    A versão musical inédita no país para o clássico “Romeu e Julieta”, com repertório de canções de Marisa Monte, está em cartaz em São Paulo no teatro Frei Caneca até o dia 21 de outubro. O espetáculo, que teve bom desempenho durante a temporada de estreia no Rio de Janeiro, levando mais de 50 mil espectadores ao teatro.  A direção da peça é de  Guilherme Leme Garcia e conta com Bárbara Sut  e Thiago Machado no elenco, interpretando o jovem e apaixonado casal.


    Conversamos com o diretor Guilherme Leme Garcia para saber mais detalhes sobre o processo de montagem e o espetáculo como um todo. Confira a entrevista completa:

     

    Antena 1: Como surgiu a ideia da montagem do espetáculo e do formato inédito?

    Guilherme: Eu assisti uma montagem do Antunes Filho há 30 anos, em São Paulo, e desde então fiquei totalmente emocionado. Sempre quis falar de Shakespeare para os jovens e trazer essa galera nova para o teatro. Quando eu comecei a pensar no espetáculo ele não era nem musical na verdade. Mas toda vez que eu ouvia uma música da Marisa Monte eu pensava que ficaria lindo em determinada cena. Quando o Gustavo Gasparani entrou para fazer o processo de criação, ele é apaixonado por Marisa Monte, grande amigo dela, juntamos os dois desejos e deu Marisa na cabeça!

     

    Antena 1: Quanto tempo levou para a montagem ser concebida? Como foi esse processo de criação? 

    Guilherme: O desejo de montar Romeu e Julieta na minha cabeça existe há mais de 30 anos. Há uns 10, montei um projeto de Romeu e Julieta. Na verdade, era um projeto social com o Vidigal e a Rocinha. Seria com o universo de funk, música do morro e atores das comunidades.  E as famílias na verdade seriam essa divisão de Rocinha e Vidigal. As comunidades entraram em guerra quando o projeto estava pronto para sair. Há uns 5 anos, quando eu estava fazendo o Rock in Rio, me veio de novo a vontade. Na época, conversei com a Aniela Jordan, da Aventura, e fomos amadurecendo a história. Há 2 anos, eu e Aniela conversamos mais sério e decidimos fazer.

     

    Antena 1: Como se deu a colaboração da atriz Vera Holtz?

    Guilherme: Vera é minha amiga e parceira artística há muitos anos. Sempre que temos oportunidade colaboramos direta ou indiretamente nos projetos do outro. Nesse caso chamei Vera, que não podia estar comigo integralmente por conta de gravações, para me auxiliar no processo de criação dos personagens.

     

    Antena 1: De que forma o espetáculo mescla a história de 1.500 com os tempos atuais? Qual a importância dessa mistura, na sua opinião? 

    Guilherme: O espetáculo é atemporal, com texto de 1500,  música dos anos 2000, figurino e cenário que circulam entre esses tempos. É o século XVI conversando com o século XXI. E a linguagem da adaptação do texto do Gustavo e do Eduardo Rieche ficou muito contemporânea. É uma linguagem tribalista, que tem muito a ver com a poesia que a Marisa Monte canta. Isso é importante para atrair ainda mais os jovens.

    Antena 1: Como é a sua relação com o elenco?

    Guilherme: A melhor possível. Antes de tudo sou ator e é claro que me sinto como parte do elenco apesar de estar dirigindo.

     

    Antena 1: De que modo foi o processo de escolha dos protagonistas? 

    Guilherme: Todo o elenco do musical foi escolhido em testes que fizemos por um mês no Rio de Janeiro e São Paulo.

     

    Antena 1:Quais foram os principais desafios enfrentados ao longo da montagem?

    Guilherme: Orquestrar toda equipe de criação para chegarmos num denominador comum.

     

    Antena 1:O que você mais gosta nessa adaptação?

    Guilherme: Os arranjos musicais e vocais acho que são a cereja do bolo. Apesar de toda parte estética também ser maravilhosa.

     

    Antena 1:Qual a sua expectativa para a temporada em São Paulo e como foi a no Rio de Janeiro? 

    Guilherme: As melhores possíveis. No Rio foi um sucesso! Sou muito confiante nesse projeto, acredito em toda equipe, elenco, produção, tinha certeza que daria certo.


    SERVIÇO - ROMEU & JULIETA

     

    Local: Teatro Frei Caneca (Rua Frei Caneca, 569 - Consolação, São Paulo - SP)

    Temporada: 10 de agosto a 21 de outubro

    Horários: sextas (20h30), sábados (16h e 20h) e domingos (19h)



    1. Home
    2. noticias
    3. confira a entrevista …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.