alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    Conheça a dieta da saúde planetária

    O modelo alimentar pode ser benéfico ao planeta e aos habitantes, e não retira a carne e os laticínios totalmente do cardápio

    Por Larissa Valença

    Placeholder - loading - news single img

    Segundo publicação da rede BBC, cientistas, ao tentar encontrar um meio de alimentar mais 10 bilhões de pessoas nas próximas décadas, tendo em vista que a população mundial está crescendo, acabaram encontrando uma dieta que, segundo os pesquisadores, tem o potencial de salvar vidas, dando de comer aos indivíduos que vão surgir, sem ocasionar danos exorbitantes ao planeta.

    Um detalhe interessante é que o modelo não exclui totalmente a carne e os laticínios. Porém, é necessário realizar uma grande modificação relativa ao tamanho das porções e se ater ao que realmente é colocado no prato.

     

    No caso, para os adeptos da carne vermelha, não será necessário cortá-la completamente, e sim reduzir o seu consumo. Para aqueles que comem o item diariamente, será preciso ingerir apenas um hambúrguer por semana ou um bife grande por mês.

     

    Ao seguir a dieta, é possível, também, consumir semanalmente certas porções de peixe e frango. Porém, a grande fonte de proteína está nas verduras e legumes.


    Algumas das recomendações são: consumir nozes e uma boa porção de leguminosas diariamente, o que inclui feijões, grão de bico e lentilhas.

     

    Outra indicação é: comer bastante frutas, verduras e legumes, que devem ser, basicamente, a metade de cada refeição.

     

    Aliás, há mais uma restrição voltada agora aos "legumes ricos em amido", como batata e aipim.

    Veja a dieta:

    1. Nozes - 50g por dia
    2. Feijão, grão de bico, lentilhas e outras leguminosas - 75g por dia
    3. Peixe - 28g por dia
    4. Ovos - 13g por dia (pouco mais de um por semana)
    5. Carne - 14g de carne vermelha por dia e 29g de frango por dia
    6. Carboidratos - 232g por dia de grãos integrais, como pão e arroz, e 50g por dia de legumes e verduras ricos em amido
    7. Laticínios - 250g, o equivalente a um copo de leite
    8. Legumes (300g) e frutas (200g)

    A dieta permite consumir 31g de açúcar e cerca de 50g de óleos, como azeite.

     

    Mas, você deve estar se perguntado como esse regime visa proteger as pessoas, propriamente?

    De acordo com os pesquisadores, estima-se que cerca de 11 milhões de pessoas morram a cada ano em países desenvolvidos, em grande parte, por conta de enfermidades, como ataques cardíacos, derrames e certos tipos de câncer, todas essas doenças estão associadas a dietas não saudáveis. É aí que o modelo pode fazer a diferença...

     

    Então, em resumo, a ideia dos cientistas é, de fato, conseguir prover recursos suficientes para alimentar a população, à medida que ela cresça, e ao mesmo tempo, visa beneficiar o meio ambiente. Conseguindo atenuar as emissões de gases de efeito estufa responsáveis pelas mudanças climáticas, impedir a extinção de espécies, não ampliar as terras agrícolas e preservar a água.

     

    Porém, somente essa medida ainda não é suficiente. Também, seria crucial, por exemplo, minimizar bastante o desperdício de comida.

     

    1. Home
    2. noticias
    3. conheca a dieta da saude …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.