Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Veja todas as Notícias.

    Conheça o superadobe

    Material de construção impacta positivamente no ambiente e ainda é resistente a abalos sísmicos

    Placeholder - loading - Recurso empregado na construção dessas casas pode salvar vidas. Crédito da imagem: Getty Images
    Recurso empregado na construção dessas casas pode salvar vidas. Crédito da imagem: Getty Images

    Publicada em  

    Você já ouviu falar no superadobe, um material de construção sustentável e que, também, é resistente a terremotos? O item pode salvar vidas, segundo publicação da rede britânica BBC.

     

    Ele é feito a partir de terra, não requer recursos externos e pode auxiliar quem vive em zonas sísmicas a ter mais segurança.

     

    Desenvolvido pelo arquiteto iraniano-americano, Nader Khalili, o sistema de construção foi apresentado pela primeira vez em um evento, da Nasa, agência espacial americana, em 1984, que focava na difusão de ideais relativas à confecção de estruturas na Lua e em Marte, a partir de materiais disponíveis localmente.

     

    O superadobe é fabricado com o uso da terra e de materiais orgânicos. A mistura é fortificada com cal, posteriormente, tudo é comprimido em sacos de polipropileno, que são empilhados uns sobre os outros - eles são separados a cada camada por arame farpado. Dessa forma, os sacos ficam firmes e isso cria as paredes da estrutura.

    Casas construídas com a utilização do material são capazes de durar séculos, e o mais interessante é que essa é uma produção acessível, de baixo custo.

     

    Nader Khalili se inspirou em residências antigas de regiões de clima extremo, como, por exemplo, levou em conta, os desertos do Oriente Médio.

    Mas, será que realmente funciona, no caso de terremotos?

     

    Depois do abalo sísmico de magnitude 7,2 no Nepal em 2015 e o furacão Maria em Porto Rico, os edifícios construídos com o superadobe permaneceram no lugar. Ou seja, já existem provas de que é possível suportar desastres naturais devastadores.

     

    Aliás, hoje em dia, há várias residências de superadobe ao redor do mundo. E existem abrigos de emergência realizados com o item, como, também, casas luxuosas, ou seja, segue impactando de modo bem positivo na vida de diferentes classes sociais.

    Últimas Notícias

    Placeholder - loading - Imagem da notícia ‘Cry Maho’: novo filme de Clint Eastwood fala sobre o significado do sucesso

    ‘Cry Maho’: novo filme de Clint Eastwood fala sobre o significado do sucesso

    Neste mês de setembro foi lançado Cry Macho, o mais novo filme do consagrado ator e diretor, Clint Eastwood. Mesmo com 91 anos e com uma certa fragilidade na aparência, o astro se mostra incansável, chegando a montar a cavalo e cavalgar em uma cena. “Trate o cavalo como um amigo e ele vai cuidar de você", disse sobre a tensão sentida por todos no set ao verem um homem dessa idade subir no animal.

    No longa, Clint assume o papel de Mike Milo, um ex-peão de rodeio que está velho e bem distante de seus dias de glória. Devendo um favor a seu chefe, Mike aceita a tarefa de resgatar seu filho, Rafo, de sua mãe abusiva. O único porém é que o garoto mora no México.

    A obra, baseada no livro homônimo de 1975 escrito por N. Richard Nash, já teve outras diversas tentativas frustradas de adaptação para as telonas, das quais se destacam duas: uma que seria estrelada por Roy Scheider (ator de Tubarão) em 1991 e uma por Arnold Schwarzenegger em 2011, após seu mandato como governador da Califórnia. 

    Durante a produção, que sofreu com a pandemia do coronavírus, houve um grande susto com a ocorrência de um caso de infecção entre uma das atrizes - que, felizmente, era um falso positivo e não atrapalhou o processo de filmagem.

    Cry Macho está em cartaz nos cinemas e disponível no serviço de streaming HBO Max. Veja o trailer:

    Clint Eastwood e sua trajetória em Hollywood

    Eastwood começou sua carreira em 1955, mas ascendeu ao estrelato com seus papéis em filmes de faroeste, como a consagrada Trilogia dos Dólares do diretor italiano Sergio Leone, com Por um Punhado de Dólares (1964), Por uns Dólares a Mais (1965) e Três Homens em Conflito (1966)

    Tal como em suas últimas realizações como diretor, como Gran Torino (2008) e A Mula (2018), ele aproveita para refletir a relação entre o Clint ícone - imponente e classicamente sério - e o Clint homem, agora mais velho e com a simples preocupação de contar uma história.

    Dê play no vídeo abaixo para conferir os trailers de Gran Torino (2008) e A Mula (2018):

    ‘Gran Torino’ (2008) 



    ‘A Mula’ (2018)

    33 min
    1. Home
    2. noticias
    3. conheca o superadobe

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.