alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    Consumir carboidratos de forma moderada prolonga a vida

    E, se for cortar carboidratos de sua dieta, pense cuidadosamente sobre como substituí-los.

    Por Letícia Furlan

    Placeholder - loading - news single img

    Segundo um novo estudo publicado na The Lancet Public Health, as pessoas que consomem metade de suas calorias totais em carboidratos podem ter um risco menor de morte prematura do que aquelas que seguem dietas muito altas ou muito baixas do nutriente.

    Os pesquisadores estimaram aqueles que comiam uma quantidade moderada de carboidratos aos 50 anos tinham uma expectativa de vida de cerca de 83 anos – em comparação com 82 anos para quem come muito, e 79 para quem come pouco.

    Para o estudo, os pesquisadores analisaram dados fornecidos por cerca de 15.500 adultos norte-americanos de meia idade. Todos os participantes completaram um questionário detalhado de dieta no início do estudo, depois outro seis anos depois. Eles também forneceram informações sobre seus antecedentes demográficos, níveis de educação e renda, tabagismo, hábitos de exercícios e históricos médicos. Os pesquisadores então os rastrearam por cerca de 25 anos. 

    Foi descoberto que o risco de mortalidade era maior para aqueles nas extremidades alta e baixa do espectro de carboidratos - ou seja, aqueles que consumiam mais de 70 por cento ou menos de 40 por cento de suas calorias totais de carboidratos.  

    Existem algumas explicações possíveis para esse padrão, de acordo com o estudo. Aqueles que estão na parte alta da escala podem estar consumindo grandes quantidades de carboidratos refinados, que não têm muito valor nutricional e podem ter consequências para o peso e a saúde geral, escrevem os autores. Enquanto isso, pelo menos nos EUA, aqueles que não ingerem muitos carboidratos tendem a consumir carne e produtos lácteos, o que pode aumentar o risco de doenças cardíacas e morte, diz o jornal. Aqueles no meio podem encontrar um melhor equilíbrio.

    Essas tendências apontam para outra conclusão do artigo: se você for cortar carboidratos de sua dieta, pense cuidadosamente sobre como substituí-los. Tanto a nova pesquisa como vários estudos nutricionais anteriores sugerem que as pessoas que trocam carboidratos por proteínas e gorduras derivadas de plantas, como feijão, nozes e sementes, podem ter um risco menor de morte do que aqueles que substituem carboidratos por proteínas e gorduras animais.

    Para ler mais notícias, curta a página Antena 1 News no Facebook!

     

    1. Home
    2. noticias
    3. consumir carboidratos de …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.