alexametrics
Conectando

    O estudo afirmou que os anti-inflamatórios não-esteroides estão entre os medicamentos mais utilizados no mundo.

    Diclofenaco e ibuprofeno podem causar problemas no coração

    Por Redação, antena 1

    Placeholder - loading - news single img

    Uma pesquisa recentemente publicada pela revista científica European Heart Journal sugere que o uso de alguns tipos de anti-inflamatórios não-esteroides (AINE) pode ser prejudicial ao coração.

    De acordo com os pesquisadores, anti-inflamatórios como diclofenaco, naproxeno, ibuprofeno, celecoxib, rofecoxib e outros estão associados ao aumento do risco de parada cardíaca.

    Para chegar à conclusão, especialistas analisaram, durante 9 anos, as paradas cardíacas registradas fora dos hospitais na Dinamarca. Do total de pessoas que sofreram uma parada cardíaca, 12 por cento delas utilizaram algum tipo de anti-inflamatório até 30 dias antes do problema acontecer.

    Entre as pessoas que utilizaram algum tipo de AINE antes de sofrer a parada, 51 por cento delas consumiram ibuprofeno e quase 22 por cento fizeram uso do dicoflenaco – que são os mais consumidos na Dinamarca. Ainda segundo o estudo, o aumento do risco de parada cardíaca com o uso do ibuprofeno é de mais de 30 por cento. Já o uso do diclofenaco pode aumentar a incidência do problema em 50 por cento.

    No Brasil, a situação não é diferente e o uso indiscriminado de anti-inflamatório sem receita é comum. De acordo com o livro Tarja Preta  Os segredos que os médicos não contam sobre os remédios que você toma, de Marcia Kedouk, um dos 10 medicamentos mais vendidos é composto por diclofenaco.

    Para ler mais notícias, curta a página Antena 1 News no Facebook!

     

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.