alexametrics
Conectando

    Foi confirmado que o cantor sofria com crises de abstinência por causa de medicamentos

    Documentos judiciais sobre morte de Prince foram divulgados nesta semana

    Por Redação, antena 1

    Placeholder - loading - news single img

    De acordo com documentos judiciais divulgados na última segunda-feira, dia 17, a morte de Prince tem relação com um histórico de crises de abstinência que o músico tinha por causa do abuso de analgésicos opioides – usados para aliviar dores, mas que se ingeridos de forma indevida e contínua causam dependência física.

    Investigadores encontraram diversas pílulas etiquetadas como “Watson 853”, que é a identificação para o genérico hidrocodona-acetaminofeno, em vários cômodos da propriedade do artista.

    A busca ainda encontrou outras “pílulas de diversas substâncias narcóticas controladas” em recipientes.

    Os documentos afirmam que os detetives foram “informados por testemunhas entrevistadas, de que Prince tinha tido recentemente um histórico de sofrer com crises de abstinência, que seriam o resultado do abuso de medicações sob receita”.

    Prince foi encontrado morto, aos 57 anos de idade, no dia 21 de abril de 2016. A causa oficial de morte do astro foi definida no ano passado como uma overdose acidental e autoadministrada do analgésico fentanil.

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.