Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
Ícone seta para a esquerda Veja todas as Notícias.

Doença degenerativa pode ser corrigida, afirmam especialistas

Segundo Cientistas britânicos, essa pode ser a maior descoberta nessa área em 50 anos

Placeholder - loading - Imagem da noticia "Doença degenerativa pode ser corrigida, afirmam especialistas"

Publicada em  

Cientistas dizem ter feito a maior descoberta em décadas contra doenças degenerativas. Pesquisadores conseguiram interromper o desenvolvimento de uma enfermidade genética, que ataca e danifica o cérebro.

A equipe tem esperança, que com a novidade, a doença de Huntington possa ser freada ou até mesmo prevenida.

Essa enfermidade pode ser considerada a junção do Parkinson, Alzheimer e doença do neurônio motor. Um paciente entra em declínio permanente, por conta da morte de células cerebrais. Isso repercute no movimento, comportamento, memória e na capacidade de refletir claramente. Quem está nessa condição costuma morrer 10 ou 20 anos após o começo dos sintomas.


No Reino Unido, a expectativa é que 25 mil pessoas possam desenvolver a doença ao ficar mais velhos.

Uma falha genética é capaz de corromper a proteína huntingtina, que se transforma em uma assassina de células cerebrais. Essa proteína, no geral, é essencial para o desenvolvimento do cérebro. O tratamento visa silenciar esse gene.


Experimentos foram feitos em humanos no Hospital Nacional de Neurologia e Neurocirurgia de Londres. Os médicos temiam que a injeção do remédio desencadeasse em uma meningite fatal. No entanto, no primeiro teste, a droga mostrou que tem a capacidade de reduzir significativamente os níveis de huntingtina no cérebro.


Pormenores da descoberta serão apresentados pela comunidade científica e publicados no ano que vem.

Escrito por Redação

Últimas Notícias

Placeholder - loading - Imagem da notícia Adele conta a história de “Hello”

Adele conta a história de “Hello”

Adele, em entrevista à revista ELLE, contou as histórias de suas composições. A estrela dividiu suas inspirações e experiencias ao mergulhar na criatividade para criar as mais belas músicas.

“Eu acho que minhas letras provavelmente mudaram ao longo do tempo em questão de crescimento de vocabulário, considerando que comecei com 19 anos. Definitivamente eu li mais LINK desde aquela época, então acho que minha imaginação floresceu”, contou Adele.

“Eu lembro, quando tinha 19 anos, que eu usava muito a palavra ‘por que’. É tão preguiçoso. Uma vez eu estava em um estúdio com a Sia e ela medisse para não usar essa palavra assim, para não ser preguiçosa”.

Easy On Me

“Ela me fala sobre o quão perdida eu estava quando eu saí de meu casamento. Muitos amigos eu estavam comigo nesse período da sua vida disseram que eu tinha que pegar leve comigo e não me cobrar tanto de minhas decisões e coisas assim. Me diziam que eu tinha que me dar um tempo e era realmente isso”, contou a cantora sobre o processo para compor esse sucesso.

Hello

“A canção fala sobre um estranhamento comigo mesma. Eu falava da mudança que minha vida tinha sofrido com a fama e com a chegada de um filho. Quando um filho chega ele muda todas as suas perspectivas e essa música é sobre isso. É uma pergunta de quem sou eu, mas não me sinto mais assim”, explicou a cantora, que diz ser uma ótima canção

Chansing Paper

“Eu tinha terminado com meu namorado e correndo para arrumar uns papéis na cidade e ninguém estava atras de mim, falando de relacionamentos, então era só eu atrás dos papeis”, contou Adele

All I Ask

“Tão dramática, eu escrevi essa música com Bruno Mars e foi um dos melhores momentos da minha vida. Ela fala sobre como pessoas que se amam em um relacionamento podem acabar se odiando tanto. Ela também fala sobre o fechamento que precisa ter no final de uma relação”.

A cantora também falou de outras canções e você pode ver a entrevista inteira a baixo.

Veja também

GEORGE EZRA DIZ QUE PODE SE AFASTAR DOS HOLOFOTES DEPOIS DE SUA TURNÊ

“LINKEE”: JOGO GANHA NOVA VERSÃO DO CANTOR NICK JONAS

8 H
  1. Home
  2. noticias
  3. doenca degenerativa pode ser …

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.