alexametrics
Conectando

    Dormir mal à noite pode aumentar o risco do Mal de Alzheimer

    Pessoas com pior qualidade do sono apresentaram maior quantidade de marcadores biológicos no fluido espinhal para a doença.

    Por Redação

    Placeholder - loading - news single img

    Aqueles que dormem mal à noite podem enfrentar riscos ainda mais graves que a insônia. De acordo com uma pesquisa publicada no periódico científico Neurology, quem dorme mal pode ter o risco de Alzheimer aumentado.

    Cientistas da Universidade de Wisconsin, nos Estados Unidos, descobriram que pessoas com dificuldade para dormir apresentam mais marcadores biológicos para a doença no líquido cefalorraquidiano – um fluido amortecedor que circula entre o cérebro e a coluna vertebral –, o que indica maior risco de desenvolver a doença no futuro.

    Os pesquisadores reuniram cerca de 100 pessoas com uma idade média de 63 anos que tinham habilidades normais de pensamento e memória, mas com probabilidade de desenvolver o Alzheimer. Elas foram questionadas sobre a qualidade do sono e foram coletadas amostras dos fluidos espinhais de cada um para medir a presença dos marcadores biológicos.

    Aquelas que relataram pior qualidade do sono apresentaram uma quantidade maior de marcadores biológicos no fluido espinhal para a doença de Alzheimer do que as outras.

    Apesar de haver a associação entre problemas de sono e o Alzheimer, nem todo mundo que tem problemas para dormir está destinado a desenvolver a doença. Foi observado um grupo de pessoas, e nesse grupo houve a associação. Mas quando se considerar cada indivíduo separadamente, nem todos mostram esse padrão.

    Mesmo assim, os pesquisadores acreditam que os resultados aumentam a evidência da relação entre a qualidade do sono e o Alzheimer. “Nossos achados demonstram que essa relação está presente no final da meia idade na ausência de comprometimento cognitivo”, disse Barbara Bendlin, professora na Universidade de Wisconsin. “O sono pode ser um fator de risco modificável para a doença de Alzheimer nos primeiros estágios da doença, antes que apareçam os sintomas”.

    Para ler mais notícias, curta a página Antena 1 News no Facebook!

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.