alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    Especialistas são favoráveis à existência de um final de semana mais longo

    Professores da Universidade de Oxford acreditam que a melhor opção é que, em vez de 2, sejam 3 dias

    Por Larissa Valença

    Placeholder - loading - news single img

    De acordo com publicação de um jornal colombiano, os profissionais gabaritados do Reino Unido analisaram o comportamento de inúmeros trabalhadores de uma empresa britânica, e para eles, o ideal seria prolongar o final de semana, a fim de influenciar positivamente no aumento da felicidade e da produtividade laboral.

    Os educadores, da escola de negócios Saïd, de Oxford, acham que o período de folga semanal deveria ser de três dias em vez de dois (sábado e domingo) como de costume, isso poderia ajudar no aumento da eficácia dos empregados. E, também, implicaria na alegria.

    O grupo foi liderado Jan-Emmanuel De Neve, professor com experiência em estudar assuntos voltados à economia do comportamento e bem-estar humano. Os pesquisadores realizaram um trabalho por seis meses com trabalhadores da empresa britânica BT, e concluíram que mudar o esquema laboral forneceria benefícios empresariais e pessoais.

    Segundo De Neve, uma semana de trabalho composta por quatro dias seria o mais indicado, no que concerne à melhora do equilíbrio da vida profissional e pessoal, e seria favorável ao potencial de felicidade em se tratando de produtividade.


    O estudo
     


    Para isso, os colaboradores da empresa foram submetidos a certas solicitações: eles, que tinham jornadas em centros de chamada, qualificaram os níveis de felicidade em uma escala de 1 a 5 a cada semana. E a análise mostrou que nas semanas com 4 dias, certas particularidades foram destaques: os empregados fizeram um número maior de chamadas, mais coisas foram vendidas e houve menos ausências. Os clientes, também, afirmaram que a qualidade das chamadas foi melhor. Além de que tais dias foram associados com mais positivismo entre os trabalhadores.

    Segundo o estudioso, isso acontece, pois, os empregados tiveram mais oportunidade para relaxar e descansar, favorecendo a harmonia entre os mundos profissional e pessoal. "Quando alguém é mais positivo em relação ao trabalho e a vida no trabalho, esses fatores se associam com a capacidade de ser mais produtivo”, completa.

    Vale lembrar que os resultados ainda são preliminares. 

    1. Home
    2. noticias
    3. especialistas sao favoraveis …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.