alexametrics
Conectando

    Estudos sugerem uma explicação de como fumar pode levar ao endurecimento das artérias.

    Estudo mostra que fumar enfraquece gene que protege as artérias

    Por Redação, antena 1

    Placeholder - loading - news single img

    Que fumar aumenta as chances de obstrução arterial todos sabem. Mas cientistas americanos alertam que isso acontece porque o tabagismo debilita um gene que protege estes importantes vasos sanguíneos.

     “Este foi um dos primeiros grandes passos rumo à resolução do complexo quebra-cabeça das interações genético-ambientais que levam a doenças coronarianas”, disse o autor do estudo, Danish Saleheen, professor assistente de bioestatística e epidemiologia da Perelm School of Medicine, da Universidade da Pensilvânia.

    Os especialistas agruparam dados genéticos de mais de 140 mil pessoas, que já tinham sido administrados em mais de duas dezenas de estudos anteriores, com foco particular em regiões do genoma associadas com alto risco de acúmulo de placa nas artérias cardíacas.

    “Uma mudança em uma única ‘letra’ do DNA no cromossomo 15, perto do gene que expõe uma enzima (ADAMTS7) produzida nos vasos sanguíneos, foi associada com 12 por cento de redução do risco em não fumantes”, destacou em nota.

    “No entanto, os fumantes com a mesma variação tiveram apenas 5% menos risco de doenças coronarianas, reduzindo em mais da metade o efeito protetor desta variação genética”, indicou-se.

    Estudos mostraram que nas células que recobrem as artérias do coração humano, a produção da enzima ADAMTS7 diminuiu significativamente quando as células continham esta variante do DNA de uma única letra.

    Para ler mais notícias, curta a página Antena 1 News no Facebook!

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.