alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    Estudo relaciona tratamento para infertilidade com câncer de próstata

    Homens que foram submetidos ao ICSI, um tratamento especificamente para a infertilidade masculina, tiveram um risco aumentado.

    Placeholder - loading - news single img
    Mesa de um médico consultando um paciente (Foto: Pixabay)

    Publicada em  

    Homens que fazem tratamento de fertilidade têm maior risco de câncer de próstata mais tarde na vida, sugeriu um estudo. A pesquisa, publicada no British Medical Journal, analisou 1,2 milhão de gestações na Suécia ao longo de 20 anos.

    Homens que foram submetidos à injeção intracitoplasmática de espermatozoides (ICSI), um tratamento especificamente para a infertilidade masculina, tiveram um risco aumentado de câncer de próstata. O Prostate Cancer UK disse, no entanto, que os pesquisadores devem observar uma faixa etária muito mais ampla antes de concluir que os homens que fazem tratamento de fertilidade correm maior risco.

    Pesquisadores da Universidade de Lund, na Suécia, usaram dados de registros nacionais de nascimento e câncer. Eles analisaram mais de um milhão de nascimentos entre 1994 e 2014 e casos de câncer.

    A maioria dos bebês (97%) foi concebida naturalmente e 20.618 (1,7%) foram concebidos usando fertilização in vitro, embora os dados não mostrem se os problemas de fertilidade estão relacionados ao homem ou à mulher.

    Cerca de 14.882 (1,3%) nascimentos resultaram do ICSI, onde um único espermatozóide de boa qualidade é selecionado e injetado diretamente no óvulo. O ICSI foi usado pela primeira vez na Suécia em 1992.

    O estudo

    Entre o grupo de concepção natural, 0,28% foram diagnosticados com câncer de próstata, em comparação com 0,37% no grupo de fertilização in vitro e 0,42% entre os que tinham ICSI.

    Homens do grupo ICSI também tiveram um risco maior de desenvolver câncer de próstata de início precoce, antes dos 55 anos.

    Yvonne Lundberg Giwercman, que liderou o estudo, disse à BBC News que os números de câncer de próstata são bastante pequenos, “mas esses homens são muito jovens”. "Eles são um grupo pequeno e de alto risco, e devemos segui-los mais de perto."

    Ela disse que esperava que houvesse mais estudos para investigar por que essa relação existia.

    Allan Pacey, professor de andrologia da Universidade de Sheffield, disse que a questão proposta merece atenção, mas acrescentou que é “importante deixar claro que isso não ocorre porque as técnicas de reprodução assistida causam câncer de próstata, mas provavelmente porque as duas têm uma causa comum de alguma forma”.

    "Talvez todos os homens diagnosticados com um problema de fertilidade na faixa dos 20 e 30 anos devam receber um folheto explicando o que isso pode significar para eles na faixa dos 50 e 60 anos, para que possam estar cientes de possíveis problemas futuros e sejam incentivados a visitar seu médico um pouco mais rápido do que costumam fazer. "

    Pouca evidência

    Mas Simon Grieveson, da Prostate Cancer UK, disse que é importante não "tirar conclusões precipitadas" com base neste estudo.

    "O câncer de próstata é mais comum em homens acima de 50 anos. Os homens envolvidos neste estudo eram mais jovens, em média, e, portanto, já têm um risco muito baixo de câncer de próstata.

    "Este estudo precisaria analisar uma faixa etária muito mais ampla para entender completamente se os homens que se submetem ao tratamento de fertilidade têm realmente um risco maior.

    "Se isso puder ser comprovado, mais pesquisas serão necessárias para determinar a causa subjacente. Até então, há poucas evidências de que haveria algum benefício em monitorar esses homens mais de perto".

    Ele acrescentou ainda acrescentou que “ é importante que todos os homens estejam cientes dos riscos de câncer de próstata, e os homens preocupados com a doença falem com seu médico de família. No entanto, casais que consideram o tratamento de fertilidade não devem se deixar levar por esses resultados".

    1. Home
    2. noticias
    3. estudo relaciona tratamento …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.