alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASILANTENA 1

    Estudos comprovam vantagens em aprender um novo idioma já adulto

    Geralmente, crianças pequenas estão relacionadas a uma maior desenvoltura na hora de fixar uma nova língua.

    Placeholder - loading - news single img

    Publicada em  

    É admirável como crianças pequenas conseguem aprender um novo idioma facilmente. Segundo Carmen Rampersad, diretora da creche bilíngue Spanish Nursery, em Londres, “nessa idade, as crianças não aprendem um idioma - elas o adquirem”.

    Ao comparar a desenvoltura dos pequenos com a dificuldade de um adulto em cursos de idiomas, seria simples concluir que o melhor é começar a aprender uma nova língua já na infância. Mas a ciência oferece uma visão muito mais complexa de como nossa relação com os idiomas evolui ao longo da vida.

    Cada fase da vida pode nos oferecer diferentes vantagens no aprendizado de idiomas. Os bebês têm um ouvido melhor para sons diferentes; as crianças conseguem assimilar sotaques nativos com uma velocidade surpreendente; já os adultos têm uma capacidade de atenção maior e habilidades cruciais, como o grau de instrução, que permitem expandir continuamente o vocabulário.

    E outros fatores, além da idade, como circunstâncias sociais, métodos de ensino e mesmo sentimento, também podem afetar o número de idiomas que falamos e com que desenvoltura.

    No caso do chamado "aprendizado explícito", estudo que se dá em uma sala de aula com um professor explicando as regras do idioma, a idade é uma vantagem.

    "As crianças pequenas são muito ruins no aprendizado explícito porque não têm controle cognitivo, capacidade de atenção e memória", diz Antonella Sorace, professora de linguística do desenvolvimento e diretora do Centro de Assuntos Bilíngues da Universidade de Edimburgo, na Escócia.

    Um estudo realizado em Israel descobriu, por exemplo, que os adultos eram melhores em compreender uma regra de linguagem artificial e aplicá-la a novas palavras. Os pesquisadores sugeriram que os alunos mais velhos podem se beneficiar de habilidades que chegam com a maturidade, como estratégias mais avançadas de solução de problemas e maior experiência linguística.

    Em outras palavras, os alunos mais velhos tendem a saber muito sobre si mesmos e sobre o mundo ao seu redor e podem usar esse conhecimento para processar novas informações.

    Já as crianças mais novas se destacam em aprender implicitamente, ouvindo nativos falando e tentando imita-los. Mas esse tipo de aprendizado requer muito convívio com nativos.

    Para ler mais notícias, curta a página Antena 1 News no Facebook!

     

    1. Home
    2. noticias
    3. estudos comprovam vantagens …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.