alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    Geração atual pode ser menos imediatista do que as anteriores, sugere teste

    Segundo experimento, crianças de hoje em dia são capazes de esperar melhor por recompensas quando comparadas as outras gerações

    Por Redação

    Placeholder - loading - news single img

     Contra as apostas de uma centena de especialistas, o teste de autocontrole mais famoso da psicologia evidencia que as crianças atuais conseguem esperar mais por recompensa dos que as anteriores. 

    Pesquisador dos anos 1970 criou um teste bem simplificado para conseguir mensurar o autocontrole de crianças com menos de 10 anos. No experimento, os pequenos ficavam sentados em frente a uma mesa, sobre o objeto estava um doce (marshmallow, ou bolacha, dependendo da preferência do participante).

    As regras eram o voluntário podia comer o doce de imediato, mas se conseguisse esperar por cerca de 15 minutos, a criança ganharia um segundo doce como recompensa. Depois de explicar como funcionava, os pesquisadores saiam da sala, mas continuavam observando os pequenos sem que eles soubesssem.

    O teste foi publicado pela primeira vez em 1968, nesse momento, uma quantidade pequena das crianças comia o doce no momento que os cientistas saiam. A maioria dos voluntários tentou segurar a vontade e cerca de 1/3 deles conseguiu ganhar o segundo prêmio. No entanto, isso não foi uma tarefa muito fácil. Alguns  ficavam de costas para o doce ou tapavam os olhos, outros tentavam se distrair mexendo no cabelo e nas mãos e alguns até faziam carinho no marshmallow como se fosse um animal de estimação.

    O experimento ficou famoso, e depois disso surgiram outros estudos complementares que associavam a paciência para aguardar recompensas às melhores notas, índice de massa corporal (IMC), e até mesmo, escolhas de vida no futuro.

    Nos anos 50, um outro pesquisador chegou a conclusão que essa capacidade varia de acordo com a geração. Esse estudioso americano da Universidade da Califórnia juntou mais de 20 testes científicos que usaram esse experimento com o doce entre 1968 e 2017, em décadas distintas. Com isso,  foi possível analisar os resultados masi detalhadamente: criança a criança.

    Antes de divulgar a conclusão da pesquisa, o cientista foi atrás de dezenas de especialistas os quais faziam suposições de que 50% das crianças atuais seriam piores em comparação as gerações anteriores. O resultado foi impressionante pois, ao contrário das previsões, a paciência das crianças somente aumentou. A cada década, os pequenos se tornaram mais resistentes e conseguiam esperar pela conquista do doce duplo.

    1. Home
    2. noticias
    3. geracao atual pode ser menos …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.