alexametrics
Conectando

    Médicos apontam que a ingestão do hormônio da tireoide para emagrecer é altamente prejudicial, isso pode impactar negativamente na saúde.

    Ingestão de Doses extras de hormônios da tireoide para emagrecer pode levar a problemas cardíacos

    Por Redação, antena 1

    Placeholder - loading - news single img

    Segundo médicos, a ingestão do hormônio da tireoide para emagrecer é altamente prejudicial. Ainda de acordo com especialistas, essa é uma tendência crescente,  que pode impactar no funcionamento cardíaco, levando a sérios problemas.

    A glândula tireoide serve, entre outras coisas, para fabricar os hormônios  T3 e T4, que ajudam a regular o metabolismo e estimulam o sistema nervoso a produzir compostos, como a adrenalina. Isso aumenta o consumo de oxigênio celular no organismo,  fazendo com que as células gastem energia.


    A ingestão do T3 e T4 pode levar ao emagrecimento, pois ativa a queima de energia. Mas, essa prática é condenável, de acordo com os profissionais da saúde, devido aos diversos riscos que pode ocasionar.

    Segundo especialistas,  essas substâncias aumentam o metabolismo basal. A taxa de metabolismo basal é a quantidade mínima de calorias necessárias para manter as funções vitais do organismo. Ou seja esse metabolismo é imprescindível para os batimentos cardíacos, a temperatura do corpo, o consumo de oxigênio e até mesmo o para funcionamento dos rins.

    A ingestão dessas substâncias pode causar efeitos extramamento nocivos, e principalmente, pode impactar num órgão vital, que é sensível a ação hormonal: o coração. De acordo com endocrinologistas, a ingestão da dose extra hormonal acelera o funcionamento cardíaco- o que pode ocasionar  taquicardia; arritmia e até insuficiência cardíaca.  

    Além disso, há risco de derrame cerebral, fraqueza muscular; alterações psiquiátricas como alucinações, esquizofrenia, quadros de ansiedade; insônia; tremores;  alterações menstruais e de fertilidade

    A levotiroxina sódica é a forma sintética do hormônio T4 produzido pela tireóide. Segundo médicos, esse medicamento não deve ser usado para induzir perda de peso em pacientes sem hipotireoidismo.  Pois, se a pessoa não possui a enfermidade e começa a tomar o T4, ela pode desenvolver um hipertireoidismo proveniente do uso indevido da medicação, o que pode gerar osteoporose,, perda de cabelo, e até  infarto agudo do miocárdio.

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.