alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    Músico B.B. King morre aos 89 anos

    Conheça a trajetória do cantor considerado Rei do Blues

    Por Amanda Brandão

    Placeholder - loading - news single img

    Nascido em 1925, em Mississipi, nos Estados Unidos, Riley Ben King ficou mundialmente conhecido como B.B. King e tornou-se uma das lendas do gênero musical Blues.

    Na última noite, do dia 14 de maio, o cantor faleceu em sua residência, na cidade de Las Vegas. O músico estava hospitalizado desde abril por conta de complicações causadas pela diabetes e morreu aos 89 anos.

    Desde o fim de 2014, B.B. King já não apresentava um bom estado de saúde. Em outubro de 2014, o artista foi internado e teve que cancelar uma turnê pela América do Norte.

    A última mensagem do cantor aos fãs foi postada em 1º de maio, no facebook. O texto falava sobre a ida pra casa e agradecia a todas as orações.

    Como surgiu o Rei do Blues

    O guitarrista, compositor e cantor B.B. King dedicou a vida musical ao estilo “Blues Boy”, que acabou inspirando as primeiras letras do nome artístico. A carreira começou oficialmente em 1949, quando lançou o primeiro disco. O músico tornou-se sucesso regional nos anos 50. Mais tarde, canções como “Sweet Sixteen” dariam fama nacional ao cantor.

    Em 1951, a música “Three O’Clock Blues” liderou as paradas musicais do mundo todo no estilo Rhytm and Blues, atingindo a marca de 17 semanas no topo dos rankings. O título de Rei do Blues começava a nascer a partir de então. Ele foi convidado para apresentar-se em diversas edições do Festival Newport, de Monterrey, onde dividiu palco com a outra lenda da guitarra: Jimi Hendrix.

    A voz rouca de B.B. King foi revelada como sucesso internacional em 1968, quando realizou o primeiro show na Europa. Logo depois, em 1971, o cantor estaria também no Japão.

    Ao lado de sua guitarra, nomeada “Lucille”, foi considerado um dos melhores guitarristas do mundo pela revista Rolling Stone, juntamente a Eric Clapton e Jimi Hendrix. O talento do americano com o instrumento era apreciado nos famosos solos, nos quais usava pouquíssimas notas. O músico costumava dizer, inclusive, que podia fazer uma nota valer por mil.

    Além disso, ele foi influência para grandes nomes da música como Eric Clapton, Mike Bloomfield, U2, The Rolling Stones e Stevie Ray Vaughan. Por ser um dos cantores mais respeitados do Blues, foi o responsável por aproximar o estilo musical a todas as gerações.

    Durante toda a carreira, B.B. King teve um inesquecível ritmo frenético de turnês – quase 300 shows por ano. Ele chegou a realizar performances em diversos locais do mundo em um único dia. As vindas para o Brasil foram inúmeras desde os anos 70, sendo que a última aconteceu em 2012.

    Com suas canções que falam de amor e angústia, o Rei do Blues apresentou-se em quase 100 países, sempre com a guitarra “Lucille”. A canção “The Trill is Gone” tornou-se uma das principais da carreira do músico e sempre esteve presente nos shows.

    B.B. King sempre foi querido por todo tipo de público - mesmo na época em que o mundo musical era dividido entre o tradicional público afro-americano e os fãs de música pop e de rock.

    A marca histórica do americano foi ser aceito em lugares que até então eram fechados para músicos negros. Um dos momentos mais memoráveis de toda a trajetória aconteceu em 1968, quando foi ovacionado de pé por um público - composto em sua maioria por brancos- no teatro Fillmore West, na Califórnia.

    B.B. King é dono de uma enorme discografia. Desde 1949, o “Blues Boy” alçou voos: lançou mais de 40 discos de estúdio, sem contar os inúmeros álbuns ao vivo. Realizou 15 mil shows, foi premiado pelo Grammy 15 vezes e recebeu diversas honrarias ao redor do planeta. Em 2006, o artista foi condecorado com a “medalha presidencial da liberdade” - principal distinção civil estadunidense.

    A marca musical de B.B. King não o deixará morrer em memórias do mundo todo. O cantor reinventou o Blues e apagou a imagem de estilo ligado a drogas, álcool e violência. O talento do americano foi apresentado nos palcos até os últimos dias de vida.

    1. Home
    2. /
    3. noticias
    4. /
    5. m sico b b king morre aos 89 …
    6. /

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.