alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    Nápoles e a tecnologia

    Cidade italiana vem sendo escolhida como palco de empresas e academias do setor tecnológico

    Por Larissa Valença

    Placeholder - loading - news single img

    Segundo reportagem publicada pela rede BBC, Nápoles, na Itália, conhecida como capital mundial da pizza, vem se desenvolvendo em um outro aspecto: na tecnologia. Empresas desse setor estão se mostrando interessadas no local, e é o caso da Apple.

    Aliás, nos últimos anos, no lugar vem surgindo uma comunidade crescente de startups tecnológicas de criadores de aplicativos.

    Então, há expectativa é que isso não mude somente a reputação de Nápoles, como, também, reverta o número grande de jovens, muitos graduados, que emigram ou para o Norte da Itália, ou para o exterior na busca de trabalho.

    Uma quantidade significativa de empresas da área nasceu na cidade, como a influente companhia de marketing Buzzoole, e a corporação focada em tecnologia agrícola Evja, que fabrica sensores colocados nos campos, transmitindo em tempo real indicações sobre a expansão dos cultivos.

     

    Uma informação interessante é que Nápoles, que tem nome derivado do grego, "neapolis", significa cidade nova. Agora, uma questão fica no a: será que a cidade vai se reinventar de novo e ficará, no futuro, conhecida como a capital da tecnologia? Façam suas apostas.

     

    Apple

     

    É claro que a cena mudou totalmente com a chegada da Apple. Em 2015, a empresa americana abriu uma academia, em parceria com a Universidade de Nápoles Federico II. Com o programa, os estudantes passam um ano se capacitando para se transformarem em desenvolvedores, programadores, criadores de aplicativos e empreendedores de startups.

    Nesse ano, 400 já se graduaram. Sendo que 70% do público do curso é formado por italianos. A maioria da região de Campania.

    A Apple concluiu que seria melhor e mais impactante para a companhia criar o ambiente de estudos em Nápoles do que centros tecnológicos mais estabelecidos, na Europa, como Lisboa, Dublin ou Berlim.

     

    A presença da gigante, com certeza, impulsionou que outras organizações trilhassem o mesmo caminho. Nesse ano, por exemplo, uma empresa de redes de informática de grande porte, a Cisco, também, inaugurou a sua academia por lá.

     

     

    1. Home
    2. noticias
    3. napoles e a tecnologia

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.