alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASILANTENA 1

    Navio de resgate espanhol vaga na costa da Itália com 62 imigrantes africanos a bordo

    Placeholder - loading - news single img
    Migrante a bordo de barco de resgate da ONG Open Arms no mar Mediterrâneo. 24/11/2019. REUTERS/Juan Medina

    Publicada em  

    Por Juan Medina

    A BORDO DO OPEN ARMS, COSTA DA SICÍLIA (Reuters) - Autoridades italianas retiraram 11 imigrantes do navio Open Armas, mas não garantiram o acesso da embarcação ao porto, deixando-o em mar com 62 imigrantes a bordo, afirmou neste domingo uma porta-voz para a missão espanhola de resgate.

    Entre os retirados do navio estão duas crianças e suas famílias, várias pessoas sofrendo de queimaduras e um homem com um ferimento de bala em seu pé. Eles serão levados ao porto italiano de Augusta.

    O Open Arms resgatou 73 imigrantes de um bote de borracha lotado que estava à deriva a cerca de 50 milhas da costa da Líbia na noite de quarta-feira e está procurando um porto seguro para os que estão a bordo.

    A Itália permitiu que a embarcação adentrasse suas águas nacionais para se proteger de uma tempestade, mas até agora não permitiu que o navio aportasse, disse a organização filantrópica.

    O chefe da missão Open Arms, Ricardo Gatti, que está a bordo do navio, disse que a organização pediu para atracar na Itália e em Malta, mas que não recebeu autorização. A Itália sugeriu que o navio atracasse no porto líbio de Trípoli, disse.

    'Continuamos pedindo porto seguro para desembarcar, o que é uma obrigação legal do governo, de acordo com as convenções internacionais. Temos pessoas embarcadas que provavelmente precisam ser retiradas por conta de questões de saúde', disse Gatti.

    Escrito por Reuters

    1. Home
    2. noticias
    3. navio de resgate espanhol …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.