alexametrics
Conectando

    O músico exige seus direitos por meio de uma lei

    Paul McCartney processa gravadora e cobra direitos autorais dos Beatles

    Por Redação, antena 1

    Placeholder - loading - news single img

    Paul McCartney está processando a gravadora Sony para cobrar os direitos autorais de algumas de suas canções lançadas com os Beatles. O cantor exige direitos sobre as músicas que ele escreveu em parceria com John Lennon entre setembro de 1962 e junho de 1971.

    A ação é baseada na Lei de Direitos Autorais de 1976 dos Estados Unidos, que dá a artistas como Paul – que transferiu seus direitos autorais para terceiros antes de 1978 –, o direito de anular os mesmos e recuperar seus interesses.

    O processo diz que o músico pode rescindir os acordos de direitos autorais 56 anos após a data do original. Uma vez que as primeiras composições são de 1962, ele tem o direito a partir de 2018.

    McCartney, já ciente da lei, começou a apresentar notificações para reclamar os seus direitos de autoria em outubro de 2008.

    Segundo a ação atual, os direitos do astro entrarão em vigor a partir de 5 de outubro de 2018. O britânico, por sua vez, exige uma declaração da Sony de que os direitos autorais serão revertidos para ele até lá.

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.