Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
Ícone seta para a esquerda Veja todas as Notícias.

Revista TIME nomeia os 10 melhores álbuns de 2022

Beyoncé, Saya Gray e Rosalía estão entre os selecionados

Placeholder - loading - Divulgação
Divulgação

Publicada em  

Conhecida por seus rankings anuais, a Revista TIME divulgou, no último domingo (20/11), sua lista dos dez melhores discos lançados neste ano. Como um todo, os críticos exaltaram o caráter inovador das obras, enfatizando as produções que se encaixam em mais de uma categoria de gênero e tema. Confira a lista completa:

10. Motomami, de Rosalía

A cantora espanhola teve um bom ano: lançou seu terceiro álbum de estúdio, se apresentou no Brasil pela primeira vez e retornará em 2023 como uma das atrações do Lollapalooza.

Seu sucesso está intimamente relacionado com o álbum em questão. Depois de ser lançado, conquistou o reconhecimento de diversos críticos musicais e ocupou os topos das paradas em ao menos sete países diferentes.

No decorrer da obra, Rosalía brinca com diferentes gêneros musicais, e, com isso, produziu algo completamente inovador. Para a Revista TIME, a artista “saiu totalmente da caixa, levanto sua capacidade criativa ao limite absoluto”.

Imagem de conteúdo da notícia "Revista TIME nomeia os 10 melhores álbuns de 2022" #1
Toque para aumentar

9. You Can’t Kill Me, de 070 Shake

O segundo álbum de estúdio da rapper e cantora norte-americana Danielle Balbuena, também conhecida como 070 Shake, foi nomeado por sua “potência vocal”, “transcendência de categorização” e “letras firmes, mas também sensíveis”.

De acordo com a revista, a compositora apresenta um projeto diferente do seu primeiro lançamento, mas com o mesmo impacto lírico. “Em meio a batidas pesadas e sintetizadores, Shake retorna às suas contemplações usuais: as adversidades e alegrias da vida, os altos e baixos do amor”, explica.

Imagem de conteúdo da notícia "Revista TIME nomeia os 10 melhores álbuns de 2022" #2
Toque para aumentar

8. Mr. Morale & The Big Steppers, de Kendrick Lamar

O quinto álbum de estúdio do rapper norte-americano é uma resposta honesta e ponderada às expectativas nele depositadas. Como colocam os críticos da TIME, “em sua década no centro das atenções, Kendrick Lamar acumulou uma reputação quase messiânica – ele é o vencedor do Pulitzer, autor de cantos em prol dos direitos civis, herdeiro de Tupac destinado a carregar ... o mundo em seus ombros.”

A construção musical e os temas explorados refletem um compositor em conflito consigo mesmo. Lamar aborda assuntos polarizantes, como ansiedade, cancelamento, paternidade e transgeneridade, de maneira corajosa.

Imagem de conteúdo da notícia "Revista TIME nomeia os 10 melhores álbuns de 2022" #3
Toque para aumentar

7. Big Time, de Angel Olsen

A cantora e compositora estadunidense Angel Olsen lançou, em 2022, seu sexto álbum de estúdio. Nele, mergulha sem medo em sua própria intensidade e processa seus sentimentos.

Os autores da TIME explicam: o disco foi gravado logo depois da morte dos pais da cantora. Por isso “trata de grandes emoções, grandes arranjos musicais, grandes vocais, grandes temáticas de amor, perda, depressão e perseverança.”

Imagem de conteúdo da notícia "Revista TIME nomeia os 10 melhores álbuns de 2022" #4
Toque para aumentar

6. Electricity, de Ibibio Sound Machine

Descrito pela TIME como um “pop combustível”, ‘Electricity’ traz a vocalista Eno Williams cantando em Ibibio, idioma nativo do povo de mesmo nome que vive na Nigéria.

O ritmo dançante, as trocas culturais e as construções sonoras de auges e quedas da obra são alguns dos pontos destacados pelos críticos musicais.

Imagem de conteúdo da notícia "Revista TIME nomeia os 10 melhores álbuns de 2022" #5
Toque para aumentar

5. It’s Almost Dry, de Pusha T

A Revista Time se refere ao quarto álbum de estúdio do rapper norte-americano Pusha T como “uma epopeia gangster imersiva brutal, mas também uma sondagem estilosa, materialista e psicologicamente”.

Mergulhado em referências próprias, o trabalho conta com a participação de produtores respeitados como Pharrell Williams e Kanye West.

Imagem de conteúdo da notícia "Revista TIME nomeia os 10 melhores álbuns de 2022" #6
Toque para aumentar

4. Chloe and the Next 20th Century, de Father John Misty

No mundo do folk rock contemporâneo, Josh Tillman, ou Father John Misty, é lembrado por constantemente entregar composições polarizantes. Porém, diferentemente de projetos passados ambicioso, ele se afasta de seu lado teatral e épico no seu quinto álbum de estúdio.

Na visão da TIME, “se inspirando em elementos como big band, bossa nova e trilhas sonoras da época dourada de Hollywood, o disco é uma rica e nobre história que traz narrativas vintages e ficcionais para as canções.”

Imagem de conteúdo da notícia "Revista TIME nomeia os 10 melhores álbuns de 2022" #7
Toque para aumentar

3. Reinassance, de Beyoncé

Fortemente aguardado e aclamado, o sétimo álbum de estúdio da Beyoncé foi um marco para a dance music. Em uma celebração de gêneros de música negra e queer como disco, house e ballroom, a artista canta sobre liberdade, alegria e exploração.

“São poucos os artistas que podem lançar um álbum tão tarde e ainda assim comandar a ‘música do verão’ junto de todas as pistas de dança, mas, como ela mesma nos conta em ‘Alien Superstar', Beyonce é e sempre será aquela garota”, resume o artigo.

Dito e feito: logo após seu lançamento, todas as 16 músicas do LP ocuparam diferentes posições no Billboard Hot 100. O disco completo também estreou no topo da Billboard 200.

Imagem de conteúdo da notícia "Revista TIME nomeia os 10 melhores álbuns de 2022" #8
Toque para aumentar

2. 19 Masters, de Saya Gray

O primeiro álbum de disco da canadense Saya Gray chamou a atenção dos analistas musicais por uma gama de fatores: dos áudios falados e ideias não concretizadas aos toques sutis da guitarra, é um trabalho experimental e ousado.

“Na sua estrutura dispersa e descabelada, existe algo envolvente a ser encontrado em todo canto melódico, seja na sua segunda ou décima escuta”, colocam os escritores.

Imagem de conteúdo da notícia "Revista TIME nomeia os 10 melhores álbuns de 2022" #9
Toque para aumentar

1. Um Verano Sin Ti, de Bad Bunny

O artista porto-riquenho Bad Bunny levou o topo com seu quarto álbum de estúdio pelo seu “apelo universal”. Em quase uma hora e meia de música, ele viaja por diversos gêneros musicais - reggaeton, merengue, cumbia e techno são apenas alguns deles. Seu coração partido pode ser o tema central da obra, mas isso não anula os tributos e intervenções que Benito faz em nome da sua terra natal.

Por isso, a Revista Time classifica que “escutar esse álbum, se permitir mover e se mobilizar por ele é um ato de desafio, celebração e amor radical”.

Imagem de conteúdo da notícia "Revista TIME nomeia os 10 melhores álbuns de 2022" #10
Toque para aumentar

Veja também:

LETRA E TRADUÇÃO: JUST LIKE JESSE JAMES- CHER

DUA LIPA PARTICIPA DE SHOW DE ELTON JOHN

Imagem de conteúdo da notícia "Revista TIME nomeia os 10 melhores álbuns de 2022" #11
Toque para aumentar

Descontos especiais para distribuidores

Últimas Notícias

  1. Home
  2. noticias
  3. revista time nomeia os 10 …

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.