alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    Saiba o porquê é tão normal não lembrar os nomes das pessoas

    Especialista do exterior conta o motivo e indica técnicas eficientes para fugir desse erro

    Por Larissa Valença

    Placeholder - loading - news single img

    É sempre curioso pensar qual seria a justificativa, quando esquecemos nomes próprios. O diretor do programa voltado à memória da Universidade da Califórnia não só desvendou o mistério como, também, forneceu dicas para ajudar as pessoas a não cometerem mais esse tipo de equívoco, que é tão comum.

    Quais são as razões?

    Há uma explicação simples: nós não estamos interessados. De acordo com o norte-americano, as pessoas lembram com mais facilidade das coisas que elas estão motivadas a aprender. Algumas vezes, o ser humano até está focado nesse tipo de aprendizado. No entanto, em outras situações, isso é apenas algo passageiro e inerente ao cotidiano.

    Segundo o expert no assunto, ao analisar a tarefa como um todo, é possível notar que a atividade não é tão simples o quanto parece. Afinal, todos ficamos mais suscetíveis a esquecermos nomes comuns, por exemplo, ou porque não há interesse ou o motivo pode ser este: já conhecemos inúmeras pessoas com o mesmo nome. Entretanto um nome diferenciado, por sua vez, pode ser facilmente reconhecido, contudo, é mais complicado memorizá-lo. Ou seja, em resumo, de qualquer forma, independentemente do nome, é necessário encontrar um espaço em um cérebro, que já está lotado de informações.

    Fora que não é simplesmente lembrar o nome de alguém, e sim relacioná-lo ao rosto da pessoa em questão. O profissional descreve que o ser humano pode não ser capaz de encontrar a informação porque há muita competição entre outros nomes e outros rostos presentes na memória.

    Aliás, quem, na hora de um diálogo está focado em gerar uma boa impressão pode cometer esse engano. Pois, quando o foco e a energia estão voltados a outros assuntos, nesse caso, o cérebro pode deixar de arquivar informações que acabou de aprender e depois a tendência é se esforçar para tentar retomar aquela parte da interação.

    Dicas

    Repetir o nome da pessoa após alguém ter mencionado isso é uma boa saída, apontada pelo norte-americano. É mais fácil de lembrar, pois estará aprendendo imediatamente, olhando para o rosto de alguém e então pronunciando a palavra.


    É indicado, também, tentar testar você mesmo, puxando a informação no momento da conversa ou em alguns minutos depois. Essa técnica pode ajudar a reter tal  tipo de dado.

    E se mesmo assim continuar esquecendo, a recomendação é tentar lembrar de detalhes do momento em que conheceu uma pessoa, como o cenário. A ideia é tentar reconstruir cognitivamente cada passo.

    1. Home
    2. /
    3. noticias
    4. /
    5. saiba o porque e tao normal
    6. /

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.