alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    Saiba que dieta seguir para evitar pedras nos rins segundo The New York Times

    Uma dieta rica em cálcio, ao contrário do que muitos pensam, pode ajudar a diminuir o risco.

    Por Letícia Furlan

    Placeholder - loading - news single img

    Para diminuir a propensão a pedras nos rins, um artigo do jornal americano The New York Times indica: beba mais líquidos, consuma menos sódio e coma uma dieta que inclua alimentos ricos em cálcio. O resto depende da composição química das suas pedras.

    Mais de 90 por cento delas contêm cálcio, geralmente na forma de oxalato de cálcio, fosfato de cálcio ou hidroxiapatita. Menos frequentemente, as pedras são formadas de ácido úrico ou outros produtos químicos. E diferentes tipos podem ocorrer na mesma pessoa.

    Como a maioria das pedras contém cálcio, os médicos aconselharam os pacientes a limitar a quantidade de cálcio em suas dietas. Apesar de lógica, a recomendação estava errada.

    No início dos anos 90, um grupo de médicos de Harvard seguiu por quatro anos mais de 45 mil homens que nunca tiveram um cálculo renal e chegaram a uma conclusão surpreendente: dietas com alto teor de cálcio na verdade diminuem o risco de pedras nos rins.

    O grupo continuou a acompanhar esses pacientes por 14 anos e novamente descobriu que o cálcio na dieta oferecia uma proteção contra pedras, embora isso fosse evidente apenas em homens com menos de 60 anos. Dietas ricas em magnésio, potássio e fluidos também pareciam ser protetoras. 

    Em 2005, o grupo expandiu sua análise para mais de 240 mil. Eles descobriram que a obesidade e o ganho de peso, particularmente em mulheres, aumentavam o risco de formação de cálculos. 

    Isso os levou a estudar a dieta DASH – rica em frutas, legumes, nozes e legumes, laticínios com baixo teor de gordura e grãos integrais; e baixo teor de sódio, bebidas açucaradas e carnes vermelhas e processadas. A dieta é endossada pela American Heart Association e pelo National Institutes of Health. E o grupo de Harvard descobriu que ela diminuiu o risco de pedras nos rins. 

    Mas as recomendações de dietas são várias. Felizmente, a American Urological Association simplifica: 

    Beba pelo menos 2,5 litros - cerca de dois terços de um galão - de líquidos por dia. 

    Limite a ingestão de sódio para 2.300 miligramas por dia. 

    Consumir 1.000 a 1.200 miligramas de cálcio na dieta por dia. 

    Um equívoco comum sobre fluidos merece uma menção especial. A água não é o único fluido que protege contra pedras nos rins. Água, café, chá, vinho, bebidas alcoólicas e suco de laranja parecem ser protetores. Refrigerantes e outras bebidas açucaradas, por outro lado, aumentam o risco de formação de pedra. Finalmente, verifique com seu médico, que pode oferecer recomendações específicas, dependendo da composição química de suas pedras. 

    Para ler mais notícias, curta a página Antena 1 News no Facebook!

    1. Home
    2. noticias
    3. saiba que dieta seguir para …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.