alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    Saiba tudo sobre o sarampo e sobre a sua imunização

    Apesar da atual campanha ser voltada às crianças, adultos também devem se imunizar.

    Por Letícia Furlan

    Placeholder - loading - news single img

    A Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo já começou e vai até o dia 31 de agosto, com foco nas crianças de 1 a 5 anos. Mas o que muitos não sabem é que os adultos também podem – e devem – se imunizar. 

    O Ministério da Saúde, no entanto, disponibiliza duas doses para os indivíduos entre 12 meses e 29 anos. Na rede pública, também é possível a vacinação gratuita ate os 49 anos – neste caso, uma dose é administrada. 

    O govenno recomenda, no entanto, que os adultos que quiserem tomar a vacina vão até os postos somente após o fim da campanha deste ano direcionada às crianças para não sobrecarregar as unidades de saúde.

    "Os indivíduos acima de 50 anos provavelmente já pegaram a doença e já estariam imunizados pelas altas taxas de vacinação nos mais jovens. Mas nada impede que procurem a vacina individualmente", afirma a especialista Isabela Ballalai.  

    Quem não pode tomar a vacina?

    Gestantes, casos suspeitos de sarampo, crianças menores de seis meses de idade e pessoas imunocomprometidas (com doenças que abalam fortemente o sistema imune).

    A vacina é segura?

    Sim, afirmam o Ministério da Saúde e a Sociedade Brasileira de Imunizações. Ela é feita de vírus atenuado e em décadas de imunização no mundo inteiro, apenas casos de alergia a produtos do leite contidos na vacina foram reportados.

    Mas hoje há também opções sem traços de lactoalbumina (proteína do leite da vaca).

    Não lembro se tomei a vacina. Devo tomar?

    "No sinal de qualquer dúvida sobre se tomou a vacina ou não, ou se teve a doença no passado, vale tomar a vacina. Na pior das hipóteses, a pessoa vai se imunizar à toa" -- Isabela Ballalai.

    O que é o sarampo?

    O sarampo é uma doença causada por um vírus e que está eliminada do Brasil desde os anos 1990, apesar dos surtos pontuais desde então.

    Os sintomas começam com febre acompanhada de tosse persistente, irritação ocular e coriza, segundo informações da Fiocruz. Pode causar infecção nos ouvidos, pneumonia e convulsões. No limite, a doença provoca lesão cerebral e morte. Manchas vermelhas na pele são uma característica conhecida da doença. Elas aparecem primeiro no rosto e vão em direção aos pés. O vírus também pode atingir as vias respiratórias, causar diarreias e até infecções no encéfalo.

    A transmissão ocorre diretamente, de pessoa para pessoa, por tosse, espirro, fala ou respiração. Por isso, a doença é considerada altamente contagiosa e a única forma efetiva de prevenção é a vacina.

    Segundo o Ministério da Saúde, não há tratamento específico para o sarampo. É recomendável a administração de vitamina A para reduzir casos fatais. Já nos casos sem complicações mais graves, é recomendável manter a hidratação, uma boa alimentação e o controle da febre.

    Para ler mais notícias, curta a página Antena 1 News no Facebook!

    1. Home
    2. noticias
    3. saiba tudo sobre o sarampo e

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.