alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    Segundo estudioso, ser humano pode ter no máximo 150 amigos

    Para Antropólogo, as pessoas possuem tal limite porque é necessário disponibilizar tempo e atenção a esse tipo de relação

    Por Larissa Valença

    Placeholder - loading - news single img

    Um jornal espanhol abordou uma teoria, que evidencia informações bem curiosas: pessoas têm uma certa limitação quando o assunto é a quantidade de amigos. 

    Entendendo essa ideia

    De acordo com Robin Dunbar, antropólogo da Universidad de Oxford, desenvolveu na década de 90 a Teoria do Cérebro Social. Mostrando que o tamanho do órgão é o principal indicador do tamanho dos grupos sociais dos primatas. Quanto maior o neocórtex, maior o número de indivíduos que vivem em comunidade.

    Levando em conta que o ser humano não tem uma quantidade infinita de capital social, o tempo e a energia que ele é capaz de dispor são limitados.

    Ter um número maior de relações implica em uma consequência: a quantidade de capital social que uma pessoa pode dedicar a outros do mesmo círculo é menor. O pesquisador, então, considerou o tamanho do neocórtex humano e chegou a um número máximo de 150 amigos. Para ele, qualquer coisa, além disso, ficaria muito difícil de ser gerenciado.

    De acordo com o estudioso, uma pessoa, pode ter, geralmente: um ou dois 'melhores amigos', cinco 'amigos íntimos', 15 'bons amigos', 50 'amigos próximos', e mais 'amigos distantes'. E você concorda com a ideia?

    1. Home
    2. /
    3. noticias
    4. /
    5. segundo estudioso ser humano …
    6. /

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.