alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE 2turno

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Haddad fala em ampliar alianças no 2º turno para 'construção democrática'

    Haddad fala em ampliar alianças no 2º turno para 'construção democrática'

    Por Isabel Marchenta

    SÃO PAULO (Reuters) - O candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, disse neste domingo estar confiante de que a eleição será resolvida no segundo turno, e que vai procurar formar alianças com todos aqueles que quiserem contribuir com a construção democrática do país, citando os candidatos Ciro Gomes (PDT), Marina Silva (Rede) e Henrique Meirelles (MDB).

    'Eu tenho o maior respeito pelos que concorreram no primeiro turno, sobretudo com aqueles que eu trabalhei. Eu trabalhei com a Marina, trabalhei com o Ciro Gomes, eu trabalhei com o Meirelles no governo Lula', disse Haddad após votar em uma escola em São Paulo.

    'Mas eu quero dizer que nós vamos procurar ampliar, para além dos partidos, as nossas alianças. O momento agora exige que nós estendamos a mão aos brasileiros e brasileiras que, independentemente de partidos, queiram contribuir com a construção do país, na construção democrática do país', acrescentou.

    O petista, que chegou ao colégio eleitoral por volta das 9h45 acompanhado por sua mulher, Ana Estela, também disse estar esperançoso de que um eventual segundo turno será 'mais civilizado' do que o primeiro.

    'O que é importante é que o Brasil vai viver um segundo turno. Segundo turno é sempre uma oportunidade renovada para as pessoas poderem votar em projeto... Eu estou muito esperançoso de que nós teremos um segundo turno muito mais civilizado do que tivemos no primeiro', disse o candidato ao som de gritos de ordem de apoiadores, e enquanto moradores de prédios no entorno batiam panelas.

    Houve trocas de ofensas entre os dois grupos após Haddad deixar a escola, mas sem confrontos.

    O candidato disse ainda que o Brasil corre o risco de perder as conquistas alcançadas nos últimos 30 anos.

    'O Brasil está correndo um grande risco, desnecessário, de botar abaixo as conquistas dos últimos 30 anos. Nós não podemos correr esse risco, o brasileiro não merece isso. E nós temos condição de esclarecer isso nas próximas 3 semanas, se Deus nos ajudar a chegar no segundo turno'.

    O candidato do PT seguiu para casa, onde deve ficar até as 17h, quando irá para um hotel na zona sul de São Paulo e deve acompanhar a apuração junto com sua vice, Manuela d’Ávila (PCdoB).

    Mais cedo, após tomar café da manhã no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, Haddad disse que há pessoas que não querem que haja uma comparação direta entre propostas no segundo turno, já que é 'mais fácil ganhar eleição sem se expor'.

    'Tem gente que não quer que tenha o segundo turno para que não haja comparação, é mais fácil ganhar eleição sem se expor, a exposição as vezes prejudica o candidato que não tem proposta', disse a jornalistas.

    De acordo com as últimas pesquisas Datafolha e Ibope, Haddad está em segundo lugar e deve disputar um segundo turno contra o candidato do PSL, Jair Bolsonaro, que lidera os levantamentos para a eleição deste domingo.

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia Haddad diz que 2º turno será bom para eleitor optar entre projetos muito diferentes

    Haddad diz que 2º turno será bom para eleitor optar entre projetos muito diferentes

    (Reuters) - O candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, disse neste domingo estar confiante de que terá um 'grande segundo turno', afirmando que há pessoas que não querem que haja uma comparação direta entre propostas já que é 'mais fácil ganhar eleição sem se expor'.

    'Tem gente que não quer que tenha o segundo turno para que não haja comparação, é mais fácil ganhar eleição sem se expor, a exposição as vezes prejudica o candidato que não tem proposta', disse Haddad a jornalistas após tomar café da manhã no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo.

    Haddad, que depois do café seguiu para São Paulo para votar, disse também que, se as pesquisas forem confirmadas, o eleitor terá facilidade em escolher no segundo turno devido às diferenças de projetos.

    'O segundo turno é bom para o Brasil. Você tem mais tempo para comparar projetos, mais tempo de diferenciar as propostas dos candidatos, e se confirmar o prognóstico das pesquisas, são projetos tão diferentes que vai ficar mais fácil para o cidadão optar no segundo turno', disse. 'Nós estamos com muita fé de que teremos um grande segundo turno', acrescentou.

    De acordo com as últimas pesquisas Datafolha e Ibope, Haddad está em segundo lugar e deve disputar um segundo turno contra o candidato do PSL, Jair Bolsonaro, que lidera os levantamentos para a eleição deste domingo.

    (Reportagem de Maria Clara Pestre, no Rio de Janeiro)

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia Todo mundo quer Bolsonaro no 2º turno porque ele 'perde para qualquer um', diz Alckmin

    Todo mundo quer Bolsonaro no 2º turno porque ele 'perde para qualquer um', diz Alckmin

    (Reuters) - O candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, afirmou nesta quarta-feira que 'todo mundo' quer disputar o segundo turno das eleições contra o Jair Bolsonaro, adversário do PSL, porque ele 'perde para qualquer um'.

    'O que todo mundo quer é o Bolsonaro no segundo turno, porque ele perde para qualquer um. Agora vamos trabalhar para chegar ao segundo turno e vamos chegar', disse Alckmin a jornalistas.

    Pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta, mostra Bolsonaro como líder nas intenções de voto ao Palácio do Planalto no cenário sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mas nas simulações de segundo turno o deputado perde em vários possíveis confrontos, inclusive para o tucano.

    Líder nas pesquisas e preso desde abril, o petista deve ter a candidatura ao Palácio do Planalto barrada pela Lei da Ficha Limpa. Ele foi condenado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) por corrupção e lavagem de dinheiro no processo do tríplex do Guarujá (SP).

    Alckmin --que fechou a maior aliança partidária para outubro, com nove partidos-- minimizou seu desempenho no levantamento. Na sondagem com a presença de Lula, registrou 6 por cento e sem o ex-presidente, 9 por cento.

    'A campanha vai começar mesmo dia 31, quando começa o horário do rádio e na televisão. Estamos otimistas para chegar ao segundo turno', disse ele, que cumpriu agenda no interior do Tocantins.

    O tucano afirmou que vai trabalhar para chegar ao segundo turno e citou o fato de que os números de pesquisas em Tocantins a 15 dias de uma votação se mostraram muito diferentes do resultado da eleição.

    Alckmin disse que acredita na campanha e no julgamento dos eleitores. 'Política você não obriga, você conquista', disse.

    (Por Ricardo Brito, em Brasília)

    LER NOTICIA

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. noticias
    3. tags
    4. 2turno

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.