alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE abusos

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Papa promete acabar com acobertamento em carta aos católicos sobre abuso sexual

    Papa promete acabar com acobertamento em carta aos católicos sobre abuso sexual

    CIDADE DO VATICANO (Reuters) - O papa Francisco, que enfrenta crises simultâneas de abuso sexual por parte de clérigos católicos em diversos países do mundo, escreveu uma carta inédita pedindo que todos os católicos do mundo ajudem a erradicar 'essa cultura da morte'.

    Na carta divulgada nesta segunda-feira, endereçada ao 'povo de Deus', Francisco também prometeu que nenhum esforço será poupado para prevenir o abuso sexual e seu acobertamento.

    'Nós percebemos que essas feridas nunca desaparecem e que exigem que nós condenemos vigorosamente essas atrocidades e que juntemos nossas forças para erradicar essa cultura da morte', disse.

    A carta também respondeu a um recente relatório de um grande júri do Estado norte-americano da Pensilvânia sobre abusos cometidos dentro da igreja.

    Francisco disse que embora a maior parte dos casos mencionados no relatório 'pertença ao passado', está claro que o abuso foi 'por muito tempo ignorado, mantido em silêncio ou silenciado'.

    Uma autoridade do Vaticano disse que essa é a primeira vez que um papa escreve a todos os cerca de 1,2 bilhão de católicos do mundo sobre abuso sexual. Cartas anteriores sobre o escândalo foram endereçadas a bispos ou a fieis de determinados países.

    Na semana passada, um grande júri da Pensilvânia divulgou as descobertas da maior investigação sobre abuso sexual na história da Igreja Católica nos Estados Unidos, revelando que 301 padres haviam abusado sexualmente de menores durante os últimos 70 anos no Estado.

    A carta de Francisco foi divulgada no momento em que a Igreja enfrenta escândalos de abuso sexual em diversos países, incluindo Estados Unidos, Chile e Austrália, e dias antes de o papa visitar a Irlanda, que ainda está se recuperando dos efeitos de sua própria crise de abusos sexuais.

    (Reportagem de Philip Pullella)

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia Revelações de abusos sexuais cometidos por clérigos nos EUA impulsionam reformas de leis

    Revelações de abusos sexuais cometidos por clérigos nos EUA impulsionam reformas de leis

    Por Scott Malone e Gabriella Borter

    BOSTON/NOVA YORK (Reuters) - A revelação mais recente de amplos abusos sexuais de crianças cometidos por clérigos da Igreja Católica Romana deu força a esforços de deputados, incluindo um parlamentar da Pensilvânia que disse ter sido estuprado por um padre quando criança, para facilitar processos judiciais em casos do tipo.

    O deputado estadual Mark Rozzi, de 47 anos, disse lutar há anos para dar a pessoas que dizem ter sido abusadas sexualmente quando crianças mais tempo para relatar tais crimes à polícia na Pensilvânia, um dos 14 Estados norte-americanos considerando projetos de lei para estender o estatuto de limitações por tais ofensas.

    “Nós vamos conseguir o que as vítimas querem”, disse Rozzi em entrevista por telefone nesta quarta-feira, um dia após um relatório mostrar que 301 padres abusaram sexualmente de cerca de mil crianças durante os últimos 70 anos na Pensilvânia.

    “Ou você apoia as vítimas, ou você apoia pedófilos”, disse Rozzi.

    O relatório foi a revelação mais recente em um escândalo que abalou a Igreja Católica desde que o Boston Globe relatou em 2002 que padres haviam abusado de meninos e meninas e que líderes da Igreja haviam acobertado os abusos.

    Relatos similares surgiram na Europa, Austrália e Chile, gerando processos judiciais, levando dioceses à falência e minando a autoridade moral da liderança da Igreja, que possui cerca de 1,2 bilhão de membros em todo o mundo.

    O estatuto de limitações é uma lei que exige que procuradores apresentem um caso criminal dentro de um certo período de tempo. O grupo de direitos Child USA informou que tais estatutos podem bloquear a justiça, uma vez que crianças podem não perceber que foram vítimas de crimes sexuais por décadas.

    Amy Hill, uma porta-voz da Conferência Católica da Pensilvânia, o braço político dos bispos no Estado, se negou nesta quarta-feira a dizer se os bispos apoiam ou são opostos à eliminação do estatuto de limitações.

    “O momento de discutir legislação virá mais tarde”, disse. “Nosso foco agora é em melhorar maneiras para que sobreviventes e suas famílias possam se recuperar”.

    No passado, o grupo havia se posicionado contra a ideia.

    LER NOTICIA

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. noticias
    3. tags
    4. abusos

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.