alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE ajuda

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Operação traz avanços a investigações sobre assassinato de Marielle, diz polícia

    Operação traz avanços a investigações sobre assassinato de Marielle, diz polícia

    Por Rodrigo Viga Gaier

    RIO DE JANEIRO (Reuters) - O chefe da Polícia Civil do Rio de Janeiro confirmou a realização da operação desta quinta-feira para avançar nas investigações em torno do assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista dela Anderson Gomes.

    Os mandados de prisão, condução coercitiva, intimações e busca e apreensão foram cumpridos no Rio e em Minas Gerais

    'Esse foi muito bem... estamos trabalhando muito para dar uma resposta e para que o crime seja esclarecido para toda sociedade', disse o chefe da Polícia Civil, Rivaldo Barbosa, a jornalistas.

    Segundo ele, a investigação é sigilosa e a revelação de detalhes poderia atrapalhar a condição das apurações.

    Fontes ouvidas pela Reuters revelaram que as peças e personagens envolvidos na morte de Marielle e Anderson já foram identificadas, mas ainda faltam as provas necessárias para fechar inquérito e oferecimento de denúncia à Justica.

    'Os alvos hoje têm um monte de crimes nas costas e alguns ligação direta e indireta com o crime da Marielle. O que se quer com a operação é arrancar deles mais elementos para fundamentar a investigação', disse uma fonte, sob a condição de anonimato, ressaltando que a quadrilha de hoje tinha ligação com clonagem de carro e teria clonado o veículo usado no assassinato da vereadora e do motorista.

    “Uma investigação tem que levar provas robustas e concretas para a condenação e isso que estamos fazendo', acrescentou o chefe da Polícia Civil.

    O crime duplo completa nove meses nessa sexta-feira. Marielle, de 38 anos, foi alvejada em março com tiros na cabeça dentro do carro em que estava com outras duas pessoas por um atirador que disparou nove vezes de um outro carro. O motorista do veículo da parlamentar também morreu, e uma assessora da vereadora ficou ferida.

    0

    0

    6

    2 D

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Trump ameaça cortar ajuda a Honduras devido a caravana de imigrantes

    Trump ameaça cortar ajuda a Honduras devido a caravana de imigrantes

    WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ameaçou cortar fundos de ajuda destinados a Honduras se o país da América Central não detiver uma caravana de pessoas que está seguindo para os EUA.

    'Os Estados Unidos informaram fortemente o presidente de Honduras que, se a grande caravana de pessoas que está rumando aos Estados Unidos não for detida e levada de volta a Honduras, não se dará mais dinheiro ou ajuda a Honduras, entrando em vigor imediatamente!', escreveu Trump no Twitter.

    Em meio a uma jornada rumo ao norte, mais de 3 mil imigrantes cruzaram de Honduras para a Guatemala na segunda-feira depois de um confronto com um batalhão de choque da polícia e alertas de Washington para que os imigrantes não tentem entrar nos EUA ilegalmente.

    A multidão mais do que dobrou de tamanho desde sábado, quando cerca de 1.300 pessoas partiram do norte hondurenho para o que foi apelidado de 'Marcha do Imigrante', disse um organizador. Os imigrantes planejam buscar o status de refugiados no México ou atravessar para os EUA.

    A Reuters não conseguiu verificar de forma independente o número de participantes, mas imagens mostraram um grupo carregando mochilas e enchendo estradas próximas da fronteira, alguns acenando com a bandeira de Honduras.

    Países da América Central, de onde milhares de imigrantes fugiram nos últimos anos, estão sendo cada vez mais pressionadas pelo governo Trump para fazerem mais para conter a imigração em massa.

    (Por Doina Chiacu)

    0

    0

    9

    2 M

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Luz e TVs voltam em cidade indonésia devastada por tremor, mas destino de milhares ainda é desconhecido

    Luz e TVs voltam em cidade indonésia devastada por tremor, mas destino de milhares ainda é desconhecido

    Por Kanupriya Kapoor

    PALU, Indonésia (Reuters) - Alguns serviços começaram a voltar ao normal nesta quinta-feira em Palu, cidade da Indonésia atingida por um terremoto e um tsunami, mas o destino de milhares de pessoas em distritos vizinhos continua desconhecido quase uma semana após o desastre.

    A pequena cidade de 370 mil habitantes se tornou o foco dos esforços de ajuda depois do tremor de magnitude 7,5 e do tsunami ocorridos na sexta-feira no litoral oeste da ilha de Sulawesi.

    A ajuda internacional para os sobreviventes foi acelerada, mas estradas destruídas, deslizamentos de terra e comunicações danificadas isolaram comunidades de áreas mais remotas, o que deixa os moradores cada vez mais desesperados por necessidades básicas, já que o socorro mal tem chegado.

    Até esta quinta-feira o saldo oficial de mortes era de 1.424, mas é grande o temor de que o número aumente, uma vez que a maioria dos mortos de que se tem notícia é de Palu, enquanto os números de vítimas em áreas remotas ainda são escassos ou desconhecidos. No todo, as áreas mais afetadas abrigam cerca de 1,4 milhão de pessoas.

    A cidade situada 1.500 quilômetros a nordeste de Jacarta, a capital indonésia, ficou à beira do caos nesta semana, testemunhando surtos de saques, mas a recuperação ficou evidente com a volta da energia elétrica e a reabertura de algumas lojas e bancos, além da restauração do serviço de telefonia de uma grande operadora.

    'A energia voltou parcialmente, as comunicações funcionam, a distribuição de água e alimento prossegue e continuará', disse o porta-voz da Agência Nacional de Mitigação de Desastres, Sutopo Purwo Nugroho, em um boletim.

    Filas ordeiras se formaram em postos de combustível após a chegada de suprimentos. A operadora portuária estatal Pelindo IV disse que o porto de Palu, danificado pelo terremoto e pelo tsunami, está aberto, mas um repórter da Reuters presente na cidade disse não ter visto nenhuma atividade de transporte.

    Os agentes de resgate estão abrindo caminho para os distritos circundantes, cujos moradores disseram estar à caça de cocos, bananas e mandioca.

    Em vilarejo, moradores de se precipitaram sobre um helicóptero da Cruz Vermelha que pousou perto da cidade de Donggala, ao noroeste de Palu, para distribuir pão e alimento, relatou um fotógrafo da Reuters.

    (Reportagem adicional de Tom Allard, em Palu; Agustinus Beo da Costa, Maikel Jefriando, Tabita Diela, Gayatri Suroyo, Fransiska Nangoy, Fanny Potkin, Ed Davies e Fergus Jensen, em Jacarta; Stephanie Ulmer-Nebehay, em Genebra; Matt Spetalnick, em Washington)

    0

    0

    20

    2 M

    Placeholder - loading - Imagem da notícia China diz estar disposta a dar toda ajuda que puder à Venezuela

    China diz estar disposta a dar toda ajuda que puder à Venezuela

    PEQUIM (Reuters) - A China está disposta a dar toda a ajuda que puder à Venezuela, disse o primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, ao presidente venezuelano, Nicolás Maduro, nesta sexta-feira, mas a mídia estatal não mencionou novos recursos chineses para o país sul-americano.

    Maduro está passando quatro dias na China para debater acordos econômicos, e o país-membro da Opep, que está em crise, tenta persuadir seu principal financiador asiático a desembolsar novos empréstimos.

    Li disse a Maduro que a China apoia os esforços da Venezuela para desenvolver sua economia e melhorar o padrão de vida das pessoas, e está disposta a dar toda a ajuda que puder, noticiou a televisão estatal chinesa, sem dar detalhes.

    A China também está disposta a continuar desenvolvendo negócios e trocas comerciais e espera que a Venezuela consiga oferecer mais 'apoio institucional e garantias legais', acrescentou Li.

    Em um encontro separado com o presidente chinês, Xi Jinping, Maduro agradeceu à China por sua compreensão e seu apoio de longo prazo, disse a mídia chinesa.

    A Venezuela está disposta a 'explorar métodos de financiamento eficazes' com a China e fortalecer a cooperação com o parceiro no setor energético, acrescentou Maduro, segundo a mídia estatal, sem dar detalhes.

    Xi disse a Maduro que os dois países deveriam promover uma cooperação mutuamente benéfica para levar as relações a um novo patamar, e que deveriam consolidar a confiança política mútua, de acordo com a TV estatal.

    A China apoiará, como antes, os esforços do governo venezuelano para buscar a estabilidade e o desenvolvimento, acrescentou Xi.

    A reportagem não fez menção sobre a China ter concordado em providenciar novos fundos à Venezuela.

    Durante uma década a China injetou mais de 50 bilhões de dólares na Venezuela por meio de acordos de petróleo em troca de empréstimos que ajudaram Pequim a garantir suprimentos de energia para sua economia de crescimento rápido, ao mesmo tempo em que fortalecia um aliado anti-EUA na América Latina.

    Mas o fluxo de dinheiro parou quase três anos atrás, quando a Venezuela pediu uma mudança nos termos de pagamento devido à queda nos preços do petróleo e à diminuição da produção de petróleo do país, fatores que lançaram a economia de controle estatal em uma crise marcada pela hiperinflação.

    Em julho o Ministério das Finanças venezuelano disse que receberia 250 milhões de dólares do Banco de Desenvolvimento da China para fortalecer sua produção petrolífera, mas não deu detalhes.

    (Por Ben Blanchard, Cheng Fang e Chen Aizhu)

    0

    0

    21

    3 M

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Japão luta para levar ajuda a vítimas das piores enchentes em décadas

    Japão luta para levar ajuda a vítimas das piores enchentes em décadas

    Por Kiyoshi Takenaka e Issei Kato

    KURASHIKI, Japão (Reuters) - O Japão se esforçou nesta terça-feira para restaurar a prestação de serviços essenciais depois que o pior desastre climático em 36 anos no país matou ao menos 155 pessoas, enquanto sobreviventes enfrentam riscos de saúde decorrentes das temperaturas altas e da falta de água, e as equipes de resgate mantêm uma busca desesperada por vítimas.

    Chuvas torrenciais desencadearam enchentes e deslizamentos de terra no oeste do Japão na semana passada, causando morte e destruição, especialmente em localidades construídas décadas atrás perto de encostas íngremes. Cerca de 67 pessoas estão desaparecidas, disse o governo.

    O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, cancelou uma viagem ao exterior para lidar com o desastre, que a certa altura obrigou vários milhões de pessoas a deixarem suas casas.

    O premiê recebeu algumas críticas depois que uma foto circulou pelo Twitter mostrando-o junto com o ministro da Defesa em um jantar com parlamentares na quinta-feira passada, quando as chuvas começaram a aumentar.

    Abe viu sua aprovação se recuperar de um escândalo de suspeita de nepotismo e está determinado a evitar outros contratempos antes da eleição da liderança do partido governista em setembro.

    A energia só não foi restaurada em 3.500 casas, mas mais de 200 mil pessoas continuam sem água sob um sol escaldante e temperaturas que chegam a 33 graus Celsius em algumas das áreas mais atingidas, como a cidade de Kurashiki.

    Surgiram pedidos para a instalação de ar-condicionado devido ao fato de as temperaturas terem passado dos 30 graus hoje, e ao mesmo tempo precisamos restaurar os meios de socorro , disse o ministro das Finanças, Taro Aso, a repórteres após uma reunião de gabinete.

    0

    0

    44

    5 M

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. noticias
    3. tags
    4. ajuda

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.