alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE alcantara

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Brasil e EUA fecham novo acordo para uso comercial da base de Alcântara

    Brasil e EUA fecham novo acordo para uso comercial da base de Alcântara

    Por Lisandra Paraguassu

    BRASÍLIA (Reuters) - Os governos do Brasil e dos Estados Unidos concluíram um novo acordo para uso comercial pelos norte-americanos da base de Alcântara, a ser assinado durante a visita oficial do presidente Jair Bolsonaro, entre os dias 17 e 19 deste mês, disseram à Reuters duas fontes do Itamaraty.

    O novo Acordo de Salvaguardas Tecnológicas permitirá que os norte-americanos usem a base --considerada a melhor localização do mundo para lançamento de foguetes-- para seu programa espacial, em troca de pagamento pelo uso. O Brasil, no entanto, não terá direito de acesso à tecnologia usada pelos Estados Unidos em mísseis, foguetes, artefatos e satélites, como o governo brasileiro chegou a requerer.

    No entanto, o novo acordo retira a segregação de uma área da base, como estava prevista no texto inicial, negociado em 2000, em que apenas os norte-americanos teriam acesso. A nova proposta delimita uma área de acesso restrito, mas não impede a entrada de brasileiros.

    Localizada na altura do Equador, a base de Alcântara, pela sua posição geográfica, queima 30 por cento menos combustível nos lançamentos e os foguetes podem carregar mais peso.

    Essa não é a primeira tentativa do governo brasileiro usar a base para captar recursos ou tecnologia. A primeira tentativa foi feita em 2000, mas o acordo assinado pelo governo de Fernando Henrique Cardoso foi rejeitado pelo Congresso por dar controle total de uma área da base aos norte-americanos.

    Durante o governo de Luiz Inácio Lula da Silva um acordo de operação conjunta e transferência de tecnologia foi assinado com a Ucrânia, em que o país europeu desenvolveria o veículo lançador de satélite que o Brasil ajudaria a financiar.

    O acordo foi denunciado --um jargão diplomático que significa rompimento unilateralmente-- pelo Brasil em 2012, depois de o governo brasileiro já ter investido mais de 400 milhões de reais sem que a Ucrânia tivesse colocado sua parte e nem desenvolvido os foguetes. A disputa entre os dois países ainda continua, já que a Ucrânia não aceitou o rompimento do acordo.

    24

    3 M

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Estação espacial de Alcântara prepara abertura para pequenas empresas de satélites

    Estação espacial de Alcântara prepara abertura para pequenas empresas de satélites

    Por Anthony Boadle

    CENTRO DE LANÇAMENTO DE ALCÂNTARA (Reuters) - O Brasil está pronto para lançar pequenos foguetes comerciais a partir de seu Centro de Lançamento de Alcântara, próximo à Linha do Equador, assim que fechar um acordo para salvaguardar a tecnologia norte-americana dominante no setor, afirmou nesta sexta-feira o major-brigadeiro Luiz Fernando Aguiar, da Força Aérea Brasileira (FAB), responsável pela coordenação do programa.

    Aguiar disse que o Brasil quer obter uma parte do negócio de lançamento espacial de 300 bilhões de dólares ao atrair empresas norte-americanas interessadas em lançar pequenos satélites a um custo menor a partir da base de Alcântara, no Maranhão.

    'O mercado de microssatélites é mais atrativo hoje e estamos interessados ??no nicho de 50 a 500 quilos', disse Aguiar à Reuters na principal plataforma de lançamento da base. 'Estamos desenvolvendo um foguete para microssatélites. Para isso esta torre está totalmente pronta.'

    A cooperação espacial entre Estados Unidos e Brasil deu um grande passo quando os países assinaram um acordo de Consciência Situacional Espacial, no mês passado, durante uma visita a Brasília do secretário de Defesa dos EUA, James Mattis.

    O acordo sobre o compartilhamento de dados de rastreamento em tempo real sobre objetos e detritos no espaço é necessário para desenvolver um negócio de lançamento de satélites sem o risco de colisão.

    Boeing Co e Lockheed Martin Corp visitaram em dezembro o Centro de Lançamento de Alcântara, que é especialmente atraente para empresas menores, como a Tucson, porque a sua localização equatorial corta custos de combustível, permitindo cargas mais pesadas.

    Mas o plano do Brasil de se tornar um novo centro na indústria espacial dependerá da conclusão de um acordo de salvaguarda de tecnologia com os Estados Unidos para proteger o lançamento espacial norte-americano e a tecnologia de satélite, disse Aguiar. Sem isso, nenhum foguete dos EUA pode decolar do país.

    'É um país (EUA) que domina plenamente a área de espaço e queremos começar com boas parcerias. Nossa expectativa é que (o acordo) esteja pronto no início do ano que vem', acrescentou Aguiar à Agência Brasil.

    69

    9 M

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. noticias
    3. tags
    4. alcantara

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.