alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE colombia

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Inglaterra bate Colômbia nos pênaltis e vai às quartas de final contra Suécia

    Inglaterra bate Colômbia nos pênaltis e vai às quartas de final contra Suécia

    Por Mitch Phillips

    MOSCOU (Reuters) - A Inglaterra finalmente acabou com a maldição dos pênaltis ao vencer a Colômbia por 4 x 3, nesta terça-feira, depois de empate por 1 x 1 nas oitavas de final da Copa do Mundo, em jogo em que os colombianos fizeram seu gol de empate nos acréscimos do segundo tempo.

    A seleção inglesa havia perdido todos os três confrontos decididos por pênaltis em Copa do Mundo e três de quatro na Eurocopa, mas venceu nesta terça, quando Mateus Uribe e Carlos Bacca desperdiçaram suas cobranças, deixando para Eric Dier chutar o pênalti decisivo e converter.

    Foi a primeira vez que a Colômbia esteve envolvida em uma disputa de pênaltis na Copa do Mundo e a equipe chegou a abrir vantagem quando Jordan Henderson errou seu chute - mas, desta vez, a sorte sorriu para a Inglaterra.

    Os ingleses abriram o placar na partida com Harry Kane, de pênalti, aos 12 do segundo tempo, seu sexto gol no torneio, e a Inglaterra parecia estar no caminho da classificação até que Yerry Mina marcou o gol de empate aos 48 minutos, de cabeça.

    Foi a primeira vitória da Inglaterra em um jogo eliminatório desde 2006, o que garantiu ao time uma vaga nas quartas de final contra a Suécia, que esteve longe de impressionar ao vencer a Suíça por 1 x 0 também nesta terça-feira.

    Depois vem uma potencial semifinal contra a anfitriã Rússia ou a Croácia.

    As esperanças da Colômbia sofreram um grande revés antes do início do jogo, quando o meia-atacante James Rodríguez foi descartado por causa de uma lesão na panturrilha, e, sem ele, a equipe adotou uma postura defensiva e pouco ameaçou.

    A Inglaterra sempre foi o time mais determinado em campo. Os sul-americanos estavam tentando segurar a pressão da rival, mas cometeram pênalti quando Carlos Sánchez agarrou Kane, o artilheiro da Copa, dentro da área.

    Depois de quatro minutos de paralisação, com reclamações dos colombianos, Kane manteve a calma e acertou sua terceira cobrança de pênalti no Mundial da Rússia.

    Quando Juan Cuadrado chutou uma boa chance por cima do travessão, a 10 minutos do final da partida, era um sinal de que haveria mais emoção.

    O goleiro da seleção da Inglaterra Jordan Pickford fez uma excelente defesa em chute longo de Uribe, mas na cobrança de escanteio - o primeiro da Colômbia no jogo - Mina subiu para marcar e empolgou os torcedores colombianos.

    Dier, reserva da Inglaterra, perdeu a melhor chance da prorrogação, ao cabecear por cima do gol, mas ele compensou de forma enfática com a penalidade decisiva.

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia Menos badalada, Colômbia tem mais gols que Brasil e Argentina nas duas últimas Copas

    Menos badalada, Colômbia tem mais gols que Brasil e Argentina nas duas últimas Copas

    Por Karolos Grohmann

    MOSCOU (Reuters) - A Colômbia, que enfrenta a Inglaterra nas oitavas de final da Copa do Mundo, pode não ser uma grande força como Brasil ou Argentina no futebol da América do Sul, mas a seleção cafetera marcou mais vezes que os dois rivais nas últimas duas edições do Mundial, mesmo jogando menos partidas. 

    Muitos torcedores ingleses estavam comemorando, apesar da derrota de sua seleção por 1 x 0 para a Bélgica na última partida da fase de grupos que determinou o jogo das oitavas contra os colombianos, já que o caminho até a final parece ser um pouco mais fácil. 

    Os ingleses poderiam enfrentar a Suécia ou a Suíça numa possível partida de quartas de final, enquanto a Bélgica pode ter pela frente Brasil, França ou Argentina na outra chave. 

    Mas uma análise sobre as partidas da Colômbia nesta Copa do Mundo e na edição de 2014 no Brasil revela que eles têm sido mais eficientes do que brasileiros e argentinos, ainda que disputando menos partidas. 

    Liderados por jogadores de altíssimo nível como James Rodríguez e Juan Cuadrado, mas sem o atacante Radamel Falcao Garcia em 2014, a Colômbia marcou 12 gols em cinco partidas na Copa do Mundo no Brasil, chegando até as quartas de final. 

    A seleção brasileira, semifinalista e anfitriã do torneio, marcou um gol a menos, mesmo jogando dois jogos a mais que os colombianos no torneio. A Argentina, que perdeu a final de 2014 para a Alemanha, teve um número ainda menor de oito gols em sete jogos no Brasil. 

    A história é parecida nesta edição do Mundial na Rússia onde a Colômbia, que tem Falcão desta vez, até teve desempenhos irregulares, mas já marcou mais vezes que a Argentina e o mesmo número de vezes que o Brasil. 

    A Argentina de Messi passou por pouco para a fase de mata-mata do torneio, com um gol nos últimos minutos do jogo contra a Nigéria, seu último na fase de grupos. O Brasil marcou cinco vezes no Grupo E, incluindo duas vezes nos acréscimos para vencer a Costa Rica.

    A Colômbia chegou às oitavas tendo marcado cinco gols nos três jogos do grupo, amparada por dezenas de milhares de torcedores. 

    Para mim, será um jogo brilhante no qual poderei participar , disse o técnico inglês Gareth Southgate. Parecia que a Colômbia tinha 30 ou 40 mil torcedores no estádio. Eu fui a dois de seus jogos no Brasil, foram ocasiões incríveis . 

    Eles têm alguns jogadores excelentes, alguns de ataque especialmente , disse. Mas também temos jogadores muito bons que estão acreditando e esperando o desafio .

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia Colômbia vence por 3 x 0 e elimina a Polônia do Mundial

    Colômbia vence por 3 x 0 e elimina a Polônia do Mundial

    Por Nick Mulvenney

    KAZAN, Rússia (Reuters) - Gols de Yerry Mina, Radamel Falcao e Juan Cuadrado deram à Colômbia uma convincente vitória por 3 x 0 neste domingo contra a Polônia, que foi eliminada da Copa do Mundo antes do último jogo pelo Grupo H.

    Japão e Senegal, que conquistaram vitórias em seus primeiros jogos, empataram por 2 x 2 no domingo e estão na disputa com a Colômbia para se classificar às oitavas de final.

    Mina marcou de cabeça aos 40 minutos, quando o meia Juan Fernando Quintero pegou a defesa da Polônia de surpresa com um toque curto para James Rodríguez, que acertou um belo cruzamento com o pé esquerdo para Mina abrir o placar.

    Outro bom passe de Quintero, no meio da defesa rival, garantiu ao capitão Falcao, que ficou de fora da Copa de 2014 devido a lesão, seu primeiro gol em mundial aos 25 do segundo tempo.

    James Rodríguez conseguiu sua segunda assistência cinco minutos depois, quando passou para Cuadrado fazer 3 x 0.

    O resultado coloca a Colômbia em terceiro lugar no grupo, com três pontos, um atrás de Japão e Senegal.

    Uma vitória sobre os africanos na última rodada da primeira fase, na quinta-feira, garantirá à Colômbia uma vaga nas oitavas de final.

    Para a Polônia, o otimismo promovido pela vaga nas quartas de final da Eurocopa de 2016 e uma forte campanha de classificação mostrou-se fora de lugar, já que sofreu a segunda derrota consecutiva.

    A partida ocorreu sob uma onda de barulho dos torcedores colombianos de camisa amarela, e as primeiras trocas foram frenéticas, com a Polônia enfrentando alguns desafios físicos e Robert Lewandowski recebendo muita atenção da defesa colombiana.

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia Presidente eleito da Colômbia enfrentará desafios com paz e economia em país dividido

    Presidente eleito da Colômbia enfrentará desafios com paz e economia em país dividido

    Por Julia Symmes Cobb

    BOGOTÁ (Reuters) - O presidente eleito da Colômbia, Iván Duque, prometeu unir um país dividido com seus planos de endurecer um acordo de paz com a guerrilha Farc e retomar o crescimento econômico, mas enfrentará grandes desafios quando tomar posse em agosto.

    O ex-senador de direita venceu com tranquilidade o segundo turno da eleição presidencial, no domingo, ao receber 54 por cento dos votos, mais que os 42 por cento que seu rival de esquerda Gustavo Petro obteve prometendo reformular o modelo econômico da Colômbia e combater a desigualdade.

    A reação do mercado à vitória de Duque deve ser morna, já que ele tinha uma grande vantagem nas pesquisas antes da votação e grande parte dos investidores apoia suas diretrizes econômicas pró-empresariado.

    Essa foi a primeira eleição presidencial desde o acordo de paz firmado em 2016 com as antigas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), que encerraram seu envolvimento em um conflito de cinco décadas que matou mais de 220 mil pessoas e deslocou milhões.

    Em seu discurso da vitória, Duque, de 41 anos, prometeu unir o país andino polarizado e enfrentar a corrupção, melhorar a segurança e aumentar as oportunidades de ensino.

    A paz é algo por que todos os colombianos anseiam, e paz significa que viramos a página nas fissuras que nos dividiram , disse Duque a uma plateia empolgada durante sua festa de comemoração em Bogotá sob uma chuva de confete.

    Duque, protegido do ex-presidente linha-dura Álvaro Uribe, ficou conhecido no Congresso por protestar contra o acordo de paz, que ele acredita ser brando demais com os ex-líderes rebeldes.

    Adotando um tom conciliador no domingo, ele prometeu levar adiante o desarmamento e a absorção dos rebeldes comuns à sociedade.

    Sua meta de reformular o acordo para impor punições mais duras a líderes das Farc devido a crimes de guerra enfrentará uma oposição considerável do Tribunal Constitucional e do Congresso, onde a maioria dos partidos é favorável à manutenção do acordo existente.

    Ele terá mais dificuldade para aprovar reformas no acordo de paz do que deseja que seus apoiadores acreditem , disse Sergio Guzman, principal analista do Control Risks para a Colômbia, dando ênfase ao Tribunal Constitucional, que já determinou que o pacto não pode ser alterado.

    Duque precisa incluir políticos de partidos de centro em seu gabinete se quiser unir o país, opinou Guzman. Ele deve revelar os nomes de alguns de seus ministros já nesta semana.

    (Reportagem adicional de Steven Grattan e Dylan Baddour)

    LER NOTICIA

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. /
    3. noticias
    4. /
    5. tags
    6. /
    7. colombia
    8. /

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.