alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE coreiadosul

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Japão e Coreia do Sul conversam com EUA para evitar prejuízos por sanções ao Irã

    Japão e Coreia do Sul conversam com EUA para evitar prejuízos por sanções ao Irã

    Por Kaori Kaneko e Jane Chung

    TÓQUIO/SEUL (Reuters) - O Japão e a Coreia do Sul, dois grandes compradores de petróleo iraniano, estão conversando com o governo dos Estados Unidos para tentar evitar impactos negativos devido à adoção de sanções de Washington que visam excluir o Irã dos mercados internacionais.

    Os EUA estão exigindo que os países interrompam todas as importações de petróleo iraniano a partir de novembro, disse uma autoridade de alto escalão do Departamento de Estado norte-americano na terça-feira, e o governo Trump aumentou a pressão para que seus aliados cortem o financiamento a Teerã.

    Tóquio e Seul obtiveram dispensas que lhes permitiram comprar quantidades limitadas de petróleo do Irã durante uma rodada anterior de sanções encerradas em 2016, mas desta vez Washington adotou uma postura mais rígida.

    O secretário-chefe do gabinete japonês, Yoshihide Suga, disse em uma coletiva de imprensa nesta quarta-feira que o Japão e os EUA estão conversando sobre as sanções ao Irã, mas não quis revelar detalhes.

    O Japão e os EUA estão conversando agora sobre a readoção de sanções contra o Irã, e não quero revelar os detalhes dos debates , disse Suga. Estamos analisando atentamente o impacto que a medida dos EUA causaria, e gostaríamos de negociar com países envolvidos, inclusive os EUA, para que não haja um impacto adverso em empresas japonesas , acrescentou.

    Na Coreia do Sul, um funcionário do Ministério da Energia que não quis ser identificado disse que o governo continuará negociando com os EUA para obter uma isenção das sanções.

    Estamos na mesma posição do Japão. Estamos conversando com os EUA e continuaremos negociando para obter uma isenção , afirmou.

    Embora as remessas de petróleo não tenham sido mencionadas por nenhum dos funcionários, a ameaça de perder o suprimento iraniano paira sobre os dois países, que importam praticamente todo o petróleo que necessitam.

    O Irã é o terceiro maior exportador da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), e Japão e Coreia do Sul são dois de seus maiores compradores, assim como China e Índia.

    Clientes japoneses, sul-coreanos e indianos já começaram a reduzir suas compras do Irã.

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia Coreia do Norte e Coreia do Sul realizarão reencontros de famílias separadas pela guerra

    Coreia do Norte e Coreia do Sul realizarão reencontros de famílias separadas pela guerra

    Por Joyce Lee

    SEUL (Reuters) - Delegações da Coreia do Norte e da Coreia do Sul concordaram nesta sexta-feira em realizar os primeiros reencontros de famílias separadas pela Guerra da Coreia, de 1950 a 1953, em três anos.

    As reuniões, agendadas para o período do 20 a 26 de agosto, são uma questão delicada, especialmente para familiares idosos que participam de encontros emotivos depois de décadas de separação, e ocorrem de forma esporádica em épocas de boas relações entre as duas Coreias.

    As organizações da Cruz Vermelha dos dois países prepararão os reencontros, que envolverão cerca de 200 pessoas selecionadas dos dois lados, disseram as entidades em comunicado conjunto depois de uma reunião de delegações.

    Os reencontros estão entre as medidas prometidas pelo líder norte-coreano, Kim Jong Un, e o presidente sul-coreano, Moon Jae-in, como parte de uma grande melhoria nas relações bilaterais ocorrida neste ano, após temores de guerra surgidos no ano passado em decorrência dos programas nuclear e de mísseis de Pyongyang.

    O mundo todo está admirado com os desdobramentos incríveis entre a Coreia do Norte e do Sul , disse Pak Yong Il, líder da delegação norte-coreana nas conversas realizadas em um hotel no Monte Kumgang, destino turístico da Coreia do Norte.

    As tensões entre as duas Coreias se amenizaram significativamente depois de uma cúpula entre o líder norte-coreano, Kim Jong, Un e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, na qual os dois concordaram em trabalhar para a desnuclearização da península coreana.

    Os reencontros acontecerão no Monte Kumgang, informaram os dois países, e 100 pessoas de cada nação serão escolhidas para rever parentes que não encontram há tempos.

    Autoridades sul-coreanas pediram muitas vezes que as visitas fossem retomadas por serem uma questão humanitária e de direitos humanos , especialmente porque muitos dos indivíduos já estão na faixa dos 80 e 90 anos.

    Os primeiros reencontros foram realizados em 1985, e cerca de 20 foram organizados desde então, os mais recentes em 2015.

    (Reportagem de Joyce Lee; Reportagem adicional de Christine Kim e Haejin Choi)

    LER NOTICIA

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. /
    3. noticias
    4. /
    5. tags
    6. /
    7. coreiadosul
    8. /

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.