alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE desiste

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia 'Deixa as investigações continuarem', diz Bolsonaro sobre situação do ministro do Turismo

    'Deixa as investigações continuarem', diz Bolsonaro sobre situação do ministro do Turismo

    BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro preferiu nesta sexta-feira se esquivar sobre se as investigações que envolvem o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, criam constrangimento para o governo dele.

    'Deixa as investigações continuarem', disse Bolsonaro, ao fim de entrevista coletiva que concedeu no Palácio do Planalto após receber credenciais de seis novos embaixadores de outros países no Brasil.

    Na véspera, o ministro do Turismo desistiu de um recurso contra decisão do ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, que rejeitou a remessa para o Supremo de investigação do Ministério Público Eleitoral em Minas Gerais para apurar eventuais irregularidades na distribuição de fundos públicos para custear candidaturas do PSL no Estado.

    Em nota, a defesa do ministro do Turismo informou que o recurso havia sido feito por 'decisão unilateral e sem a anuência ou concordância' do ministro, com o objetivo de cumprir os prazos processuais. Segundo a defesa, a desistência atende a uma determinação do ministro.

    No recurso, a defesa do ministro tinha pedido para que Fux reconsiderasse a decisão anterior ou alternativamente submetesse o pedido para apreciação do plenário do Supremo.

    A defesa do ministro havia insistido para que o caso fosse para o STF com o argumento de que os crimes sob investigação teriam sido cometidos em tese por ele como deputado federal, e que um posicionamento diferente desse desconsidera por completo o entendimento do Supremo referente ao foro privilegiado. A corte decidiu restringir o alcance do foro a crimes cometidos no exercício do cargo e em razão dele.

    O ministro, que foi presidente do PSL mineiro e deputado federal mais votado no Estado, teria patrocinado um esquema de candidaturas laranjas, todas abastecidas com recursos públicos recebidos pelo PSL, segundo reportagem do jornal Folha de S.Paulo. Ele nega irregularidades.

    Na quinta-feira, a Procuradoria Regional Eleitoral de Minas Gerais instaurou um procedimento de recolhimento de informações para analisar a prestação de contas da candidata a deputada estadual Zuleide Aparecida de Oliveira, integrante do PSL que afirmou à Folha que o atual ministro do Turismo a teria convidado pessoalmente para uma candidatura-laranja nas eleições do ano passado.

    Ainda segundo o jornal, o acerto para a candidatura-laranja envolveria o compromisso de devolução de parte dos recursos do fundo eleitoral ao partido.

    Além da apuração preliminar relacionada às contas, a Procuradoria também determinou a remessa de cópia da reportagem ao promotor eleitoral da 26ª Zona Eleitoral de Belo Horizonte, para ciência. É o promotor eleitoral que tem a competência para conduzir uma investigação criminal sobre o caso.

    (Reportagem de Ricardo Brito)

    0

    0

    8

    2 S

    Placeholder - loading - Imagem da notícia PSDB fecha apoio a Davi Alcolumbre em articulação anti-Renan e para isolar MDB, diz fonte

    PSDB fecha apoio a Davi Alcolumbre em articulação anti-Renan e para isolar MDB, diz fonte

    BRASÍLIA (Reuters) - Na esteira da decisão do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) de desistir de se lançar candidato a presidente do Senado, o PSDB fechou apoio à candidatura de Davi Alcolumbre (DEM-AP) numa articulação que conta com o apoio de outros partidos, como o PSD, para criar uma frente para barrar Renan Calheiros (MDB-AL) e isolar o MDB --a maior bancada--, disse à Reuters uma fonte envolvida diretamente nas costuras.

    O acordo que patrocina a candidatura de Alcolumbre envolve trabalhar pela defesa da votação aberta para a escolha dos dirigentes da Mesa Diretora, o que poderia dificultar a eleição de Renan, disse a fonte.

    Nessa costura, o PSD, a segunda bancada com 10 senadores, quer escolher a primeira-secretaria do Senado, espécie de prefeitura por tratar de todos os assuntos administrativos do orçamento bilionário da Casa. O PSD também quer emplacar o senador Omar Aziz (PSD-AM) na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE).

    O PSDB poderia ficar com a presidência da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), colegiado pelo qual passam as principais proposições legislativas da Casa.

    A sessão para a eleição da Mesa Diretora está marcada para as 18h. O grupo de Alcolumbre recolhe assinaturas para garantir que o plenário decida pela votação aberta para a eleição da Mesa Diretora, contrariando o entendimento do regimento interno da Casa.

    O senador do DEM tem defendido que se realize uma votação aberta --com a declaração de voto-- para a Mesa Diretora do Senado, fórmula que ele considera mais fácil para vencer Renan. Antes da votação, os senadores serão empossados e há a expectativa de que haja pedidos para que se faça a votação aberta.

    Nos bastidores, Tasso trabalhava para que o MDB escolhesse a ex-líder e senadora Simone Tebet (MS) para a disputa. Mas o partido na véspera decidiu lançar o nome de Renan Calheiros (AL), ex-presidente do Senado e desafeto de Tasso. Por isso, os tucanos fecharam apoio a Alcolumbre.

    Outro senador que cogitou disputar a presidência do Senado, Major Olimpio (PSL-SP), que é do mesmo partido do presidente Jair Bolsonaro, teria desistido de sua candidatura, disse uma fonte à Reuters, mas posteriormente ele acabou por registrar sua candidatura à presidência do Senado.

    (Reportagem de Ricardo Brito)

    0

    0

    21

    1 M

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Flávio Rocha desiste de candidatura à Presidência e PRB é cobiçado por MDB e PSDB

    Flávio Rocha desiste de candidatura à Presidência e PRB é cobiçado por MDB e PSDB

    BRASÍLIA/RIO DE JANEIRO (Reuters) - O empresário Flávio Rocha desistiu de sua pré-candidatura à Presidência da República pelo PRB nesta sexta-feira, reforçando a cobiça de MDB e PSDB pelo apoio do partido na eleição de outubro deste ano.

    Em nota do PRB, assinada também por Rocha e pelo presidente do partido, ex-ministro Marcos Pereira, a sigla defende o diálogo em busca de proposta mais equilibrada para o Brasil e que é fundamental que as forças de centro busquem união.

    Há um entendimento claro de que o país não pode flertar com os extremos e, por isso, mais do que nunca durante todo o processo, é fundamental que as forças de centro se unam num único projeto , afirma o PRB no comunicado.

    Ao deixar a pré-candidatura, o PRB e Flávio Rocha abrem espaço para o diálogo firme em busca de construir a proposta mais equilibrada para o Brasil. O país não pode errar , acrescenta o partido.

    Segundo a nota, o PRB vai se dedicar agora a liderar esse processo e fazer valer a vontade da maioria dos brasileiros, que é o equilibro econômico, a retomada do crescimento e o reencontro com o emprego .

    Logo após o anúncio da desistência, MDB e PSDB --partidos do chamado centro político que lançaram respectivamente o ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles e o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin ao Planalto-- manifestaram interesse em se aliar ao PRB, partido que conta com 21 deputados e dois senadores.

    O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, disse que o PRB faz parte do governo do presidente Michel Temer e que representantes do MDB já devem estar buscando contato com a legenda para uma eventual aliança.

    Marun disse também que Rocha é um nome importante, poderia ser avaliado para participar de uma chapa para a Presidência .

    Já o secretário-geral do PSDB, deputado Marcus Pestana, disse que há boas perspectivas de o PRB apoiar Alckmin, que o tucano vinha sendo cuidadoso ao tratar disso em respeito à postulação de Rocha e que agora, com a retirada dele, as conversas devem se intensificar.

    Há uma afinidade e uma porta aberta muito grande , disse Pestana, um dos formuladores de um manifesto pela união do que chama de centro democrático reformista.

    Vem no sentido do nosso movimento de unidade do centro democrático contra a possibilidade de radicalização extrema... É uma sinalização importante do Flávio e do PRB , acrescentou.

    DEVER CUMPRIDO

    Em vídeo anunciando sua desistência, Rocha também falou sobre uma convergência para evitar candidatos dos extremos do espectro político.

    Retiro minha pré-candidatura não com tristeza, mas com a certeza de ter cumprido com o meu dever como cidadão e apaixonado pelo Brasil. Eu e meu partido entendemos que o Brasil passa por um momento turbulento e não pode flertar com os extremos e, mais do que nunca, vemos como necessário que todos se unam num projeto de convergência , disse o empresário.

    Estou convicto que ajudei a inspirar aqueles que produzem e que querem produzir... apresentei agenda liberal na economia e de modernização da nossa economia e mostrei que não há melhor programa social que o emprego.

    Na pesquisa CNI/Ibope divulgada em junho, o empresário aparecia com apenas 1 por cento das intenções de voto, mesmo percentual registrado por Meirelles. Alckmin, por sua vez, registrou entre 4 e 6 por cento dependendo do cenário do levantamento.

    (Reportagem de Rodrigo Viga Gaier, no Rio de Janeiro; Ricardo Brito e Lisandra Paraguassu, em Brasília; e Eduardo Simões, em São Paulo)

    0

    0

    17

    8 M

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. noticias
    3. tags
    4. desiste

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.