alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE expulsao

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Venezuela expulsa embaixador alemão por interferência em assuntos internos

    Venezuela expulsa embaixador alemão por interferência em assuntos internos

    CARACAS (Reuters) - O governo da Venezuela disse nesta quarta-feira que expulsou o embaixador alemão por interferir nos assuntos internos do país, dois dias após o diplomata ter recebido o líder da oposição, Juan Guaidó, no aeroporto de Caracas.

    O governo do presidente Nicolás Maduro disse que o embaixador Daniel Kriener tinha 48 horas para deixar a Venezuela e o acusou de violar as normas diplomáticas internacionais, apesar de não detalhar as ações que levaram à sua expulsão.

    'A Venezuela considera inaceitável que um diplomata estrangeiro desempenhe, em seu território, um papel público de apoio a um líder político alinhado com a agenda conspiratória de setores extremistas da oposição venezuelana', disse o governo em um comunicado.

    Uma porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Alemanha confirmou que a Venezuela havia expulsado o embaixador.

    Kriener, junto com embaixadores e diplomatas de outras embaixadas europeias, foi ao aeroporto na segunda-feira para apoiar Guaidó, que arriscou ser preso em seu retorno à Venezuela por desrespeitar uma proibição imposta judicialmente de viajar para visitar outros países latino-americanos.

    A maioria das nações ocidentais, incluindo a Alemanha, reconhece Guaidó como o legítimo chefe de Estado da Venezuela e apoia seu plano de instalar um governo de transição antes das eleições livres. Guaidó denuncia Maduro como um usurpador cuja reeleição, em 2018, resultou de votos fraudulentos. Maduro diz que ele é vítima de um golpe.

    A embaixada alemã não respondeu imediatamente a um pedido de comentário sobre sua expulsão.

    (Por Angus Berwick)

    0

    2

    21

    2 M

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Organizações de direitos humanos e meio ambiente pedem exclusão da Vale do Pacto Global da ONU

    Organizações de direitos humanos e meio ambiente pedem exclusão da Vale do Pacto Global da ONU

    SÃO PAULO (Reuters) - Organizações globais de meio ambiente e direitos humanos pediram nesta terça-feira que a Vale seja excluída do Pacto Global, da Organização das Nações Unidas (ONU), após o rompimento da barragem em Brumadinho no dia 25 de janeiro, que deixou mais de 160 mortos.

    A denúncia aponta que a Vale falhou ao não avaliar adequadamente os riscos, ao deixar de tomar medidas preventivas e de mitigação e ao não adotar medidas que evitassem a repetição de um desastre como o de Mariana, em 2015.

    De acordo com as organizações, no rompimento da barragem de rejeitos da Mina Córrego do Feijão identifica-se 'séria violação de direitos humanos' e 'graves danos ambientais' pela mineradora, o que fere os princípios do Pacto Global, uma rede de responsabilidade corporativa que engloba mais de 9 mil empresas mundiais.

    As mais de 15 organizações que assinam o texto também apontaram a Vale como violadora persistente, citando o caso do rompimento da barragem da Samarco, uma joint venture da Vale e da australiana BHP Billiton, em Mariana em 2015.

    'O rompimento da barragem de Brumadinho apenas três anos após o desastre de Mariana demonstra que houve uma falha sistêmica das políticas e procedimentos da Vale na prevenção de catástrofes socioambientais', afirmou o coordenador de Desenvolvimento e Direitos Socioambientais da Conectas Direitos Humanos, Caio Borges.

    De acordo com as organizações, se trata de um 'caso sem precedentes de má conduta corporativa' e o pior acidente trabalhista da história do Brasil.

    'Essa maneira de conduzir negócios viola os princípios do Pacto Global da ONU e os padrões internacionais de sustentabilidade. A exclusão da Vale do Pacto Global da ONU seria uma sinalização de que haverá consequências para empresas que cometem violações egrégias', explicou Borges.

    As entidades pedem, para o caso de a Vale não ser excluída, que o conselho do pacto suspenda a empresa por pelo menos 12 meses e que seja exigido neste período que a mineradora apresente relatórios periódicos sobre o progresso das medidas de remediação e que adote garantias de que não haverá outro desastre semelhante.

    O Pacto Global é uma iniciativa de caráter voluntário, em que a empresa se compromete a implementar princípios de sustentabilidade e em consonância com as metas da ONU para ser incluída na lista de empresas participantes.

    Na sexta-feira, a operadora da bolsa de valores de São Paulo, B3 anunciou que excluirá a ação da Vale do ISE, o índice de sustentabilidade da bolsa, a partir de terça-feira.

    (Por Laís Martins)

    1

    0

    41

    3 M

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. noticias
    3. tags
    4. expulsao

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.