alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE ford

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Ford fechará fábrica no ABC este ano após sair de negócio de caminhões na América do Sul

    Ford fechará fábrica no ABC este ano após sair de negócio de caminhões na América do Sul

    Por Alberto Alerigi Jr.

    SÃO PAULO, 19 Fev (Reuters) - A Ford anunciou nesta terça-feira vai sair do negócio de caminhões na América do Sul e fechar neste ano sua fábrica em São Bernardo do Campo, na região do ABC paulista.

    A fábrica, que produz também o compacto Fiesta, emprega cerca de 3 mil funcionários e o impacto da decisão será 'significativo' sobre o número de demissões da unidade, afirmou a montadora.

    A unidade, a primeira da montadora norte-americana no Brasil, foi inaugurada em 1967, e em 2001 passou também a produzir caminhões.

    A Ford afirmou que vai continuar as vendas do carro e dos caminhões da linha Cargo, F-4000 e F350 até o final dos estoques.

    'Não faz sentido manter produção em São Bernardo sem manter a produção de caminhões', afirmou a empresa.

    Procurado, o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC não pode comentar o assunto de imediato.

    A Ford, que em caminhões compete no Brasil contra os grupos Volkswagen , Daimler e Volvo, teve vendas de 9.300 caminhões em 2018, crescimento de 19 por cento sobre o ano anterior.

    O desempenho, porém, ficou abaixo da expansão de vendas do segmento no período, de 46 por cento, segundo dados da associação de montadoras de veículos, Anfavea.

    Já o Fiesta acumulou vendas de 14.505 veículos em 2018, queda de cerca de 24 por cento sobre 2017, segundo dados da associação de concessionários Fenabrave.

    O anúncio da Ford ocorre após a General Motors ameaçar em janeiro não continuar a operar da mesma forma no Brasil e estava negociando incentivos tributários com o governo do Estado de São Paulo, onde mantém fábricas em São Caetano do Sul e São José dos Campos. A montadora fechou acordo com metalúrgicos, congelando salários este ano e promovendo reajuste abaixo da inflação em 2020.

    'O Brasil era um dos maiores mercados de caminhões para Ford. Mas o anúncio não se relaciona ao momento atual da indústria de veículos do país, que projeta crescimento este ano, após um forte crescimento das vendas de caminhões no ano passado', disse o gerente de desenvolvimento de negócios da consultoria automotiva Jato Dynamics, Milad Kalume Neto. 'É uma decisão estratégica deles para focar em carros e comerciais leves (SUVs)', acrescentou.

    A Ford também tem uma fábrica de veículos e motores em Camaçari (BA), inaugurada em 2001, onde produz o Ka e o utilitário EcoSport, e uma unidade de produção de motores e transmissões em Taubaté (SP), que não foram atingidas pelo anúncio desta terça-feira. Em Camaçari, a empresa está negociando uma redução de 700 funcionários com sindicato local, informou a entidade.

    A montadora norte-americana havia informado em 10 de janeiro que iria demitir milhares de funcionários e fechar fábricas na Europa como parte de um plano para voltar ao lucro na região. Os fechamentos na Europa e em São Bernardo do Campo, segundo a Ford, fazem parte de um plano de reestruturação de 11 bilhões de dólares. Em comunicado, o presidente da Ford América do Sul, Lyle Waters, afirmou que a montadora segue comprometida com a região, onde não é lucrativa atualmente.

    A Ford vai registrar encargos de 460 milhões de dólares com a decisão de fechar a fábrica em São Bernardo, com a maior parte do impacto sendo registrado neste ano. Desse total, 360 milhões referem-se a compensações de funcionários, concessionários e fornecedores.

    O presidente da associação de concessionários da Ford (Abradif), Luiz Albuquerque, afirmou que a decisão da montadora 'nos dá tranquilidade, porque a Ford estava perdendo dinheiro na região nos últimos quatro ou cinco anos e o encerramento da produção de caminhões vai quase que completamente zerar o prejuízo que tiveram nos últimos anos'.

    Albuquerque comentou que se reuniu com a liderança da Ford na semana passada e recebeu garantia de novos investimentos da montadora em carros no país nos próximos três ou quatro anos.

    (Com reportagem adicional de Marcelo Rochabrun, em São Paulo, e Ben Klayman, em Detroit)

    0

    0

    42

    3 M

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Ford vai fechar fábrica no ABC em 2019

    Ford vai fechar fábrica no ABC em 2019

    SÃO PAULO (Reuters) - A Ford anunciou nesta terça-feira vai sair do negócio de caminhões na América do Sul e fechar neste ano sua fábrica em São Bernardo do Campo, na região do ABC paulista.

    A fábrica, que produz também o compacto Fiesta, emprega cerca de 3 mil funcionários e o impacto da decisão será 'significativo' sobre o número de demissões da unidade, afirmou a montadora.

    A unidade, a primeira da montadora norte-americana no Brasil, foi inaugurada em 1967, e em 2001 passou também a produzir caminhões.

    A Ford afirmou que vai continuar as vendas do carro e dos caminhões F-4000 e F350 até o final dos estoques.

    'Não faz sentido manter produção em São Bernardo sem manter a produção de caminhões', afirmou a empresa.

    Procurado, o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC não pode comentar o assunto de imediato.

    A Ford, que em caminhões compete no Brasil contra os grupos Volkswagen, Daimler e Volvo, teve vendas de 9.300 caminhões em 2018, crescimento de 19 por cento sobre o ano anterior.

    O desempenho, porém, ficou abaixo da expansão de vendas do segmento no período, de 46 por cento, segundo dados da associação de montadoras de veículos, Anfavea.

    Já o Fiesta acumulou vendas de 14.505 veículos em 2018, queda de cerca de 24 por cento sobre 2017, segundo dados da associação de concessionários Fenabrave.

    O anúncio da Ford ocorre após a General Motors ameaçar em janeiro não continuar a operar da mesma forma no Brasil e estava negociar incentivos tributários com o governo do Estado de São Paulo, onde mantém fábricas em São Caetano do Sul e São José dos Campos. A montadora fechou acordo com metalúrgicos, congelando salários este ano e promovendo reajuste abaixo da inflação em 2020.

    A Ford também tem uma fábrica de veículos e motores em Camaçari (BA), onde produz o Ka e o utilitário EcoSport, e uma unidade de produção de motores e transmissões em Taubaté (SP).

    (Por Alberto Alerigi Jr.)

    0

    0

    66

    3 M

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Volkswagen e Ford vão anunciar aliança automotiva

    Volkswagen e Ford vão anunciar aliança automotiva

    Por Ben Klayman e Jan Schwartz

    DETROIT, Estados Unidos (Reuters) - Volkswagen e Ford Motor devem revelar uma aliança nesta terça-feira que combina forças em veículos comerciais e provavelmente vai ser ampliada na área de desenvolvimento conjunto de veículos elétricos e tecnologia de direção autônoma, em estratégia para ajudar as empresas a economizarem bilhões de dólares.

    Ford e Volkswagen vão anunciar a parceria durante o salão do automóvel de Detroit, disse o presidente-executivo do grupo alemão, Herbert Diess, a jornalistas na segunda-feira. As montadoras nos últimos meses vinham discutindo cooperação em vans e outros veículos comerciais e tinham afirmado que qualquer aliança ampliada não envolveria uma fusão ou participações acionárias.

    Os termos do acordo devem incluir combinação de recursos em direção autônoma e investimento da Volkswagen nesta área da Ford. Enquanto isso, a Ford deverá licenciar a plataforma de veículos elétricos da Volkswagen, conhecida como MEB, disseram fontes.

    Diess confirmou no salão que a aliança vai permitir à Volkswagen acessar a plataforma de picape média Ranger da Ford.

    A aliança com a Volkswagen é uma grande aposta para o presidente-executivo da Ford, Jim Hackett, desde que assumiu o comando da montadora em maio de 2017 no lugar de Mark Fields, com mandato para acelerar o processo decisório da empresa e cortar custos. Alguns analistas e investidores têm se mostrado frustrados com o preço da ação da Ford e sentem falta de detalhes sobre o plano de 11 bilhões de dólares de Hackett para a reestruturação da montadora norte-americana.

    Na semana passada, a Ford anunciou que vai cortar milhares de empregos, descontinuar veículos que não geram retorno e fechar fábricas como parte de esforços para recuperar a lucratividade das operações do grupo na Europa.

    0

    0

    17

    4 M

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. noticias
    3. tags
    4. ford

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.