alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE idlib

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Rebeldes sírios veem acordo sobre Idlib como vitória; Damasco diz ser teste para Turquia

    Rebeldes sírios veem acordo sobre Idlib como vitória; Damasco diz ser teste para Turquia

    AMÃ/BEIRUTE (Reuters) - Autoridades de oposição da Síria louvaram um acordo entre a Rússia e a Turquia a respeito da província síria de Idlib nesta terça-feira, dizendo que o pacto poupou a região controlada por rebeldes de uma ofensiva sangrenta do governo e que frustrará o objetivo do presidente Bashar al-Assad de recuperar toda a Síria.

    O governo da Síria, embora tenha saudado o acordo revelado na segunda-feira, prometeu levar adiante sua campanha para retomar 'cada centímetro' do país. O embaixador sírio no Líbano disse que o acordo testará a capacidade da Turquia de cumprir a promessa de desarmar os rebeldes.

    Em uma cúpula realizada na segunda-feira, o presidente russo, Vladimir Putin, o aliado mais poderoso de Assad, e o presidente turco, Tayyip Erdogan, concordaram em criar uma zona desmilitarizada em Idlib da qual se exigirá a saída de rebeldes 'radicais' até meados do próximo mês.

    O pacto diminuiu a possibilidade de uma ofensiva do governo sírio que, segundo um alerta da Organização das Nações Unidas (ONU), criaria uma catástrofe humanitária na região de Idlib, lar de cerca de três milhões de habitantes.

    A região de Idlib e o território adjacente ao norte de Aleppo representam o último grande bastião opositor da Síria, onde o apoio militar iraniano e russo ajudou Assad a reconquistar a maioria das áreas antes dominadas pela insurgência.

    Mas a grande oposição turca a um ataque em Idlib obstruiu os planos do governo para uma ofensiva, e o acordo anunciado na segunda-feira parece manter um papel para Ancara no noroeste – algo que Assad considera inaceitável.

    'O acordo de Idlib poupa as vidas de civis e impede que sejam alvos diretos do regime. Ele enterra o sonho de Assad de impor seu controle total sobre a Síria', disse Mustafa Sejari, autoridade do Exército Livre da Síria (FSA), à Reuters.

    'Esta área continuará nas mãos do Exército Livre da Síria e forçará o regime e seus apoiadores a iniciarem um processo político sério, que leve a uma transição verdadeira para acabar com o controle de Assad', disse Sejari.

    O porta-voz da opositora Comissão de Negociações da Síria disse que o acordo deteve uma ofensiva para a qual forças governamentais vinham se preparando nas últimas semanas, classificando-o como 'uma vitória do desejo de viver sobre o desejo de matar'.

    A 'conjuntura do ataque está praticamente excluída, ao menos por um período de tempo que não é pequeno, e esperamos que seja permanente', disse Yahya al-Aridi à Reuters por telefone.

    (Por Suleiman Al-Khalidi em Beirute e Tom Perry e Ellen Francis em Beirute)

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia Erdogan espera que cúpula de Teerã evite ofensiva em Idlib, diz jornal

    Erdogan espera que cúpula de Teerã evite ofensiva em Idlib, diz jornal

    Por Ezgi Erkoyun

    ISTAMBUL (Reuters) - A Turquia espera que uma cúpula com os líderes do Irã e da Rússia em Teerã na sexta-feira evite uma ofensiva do governo da Síria no enclave rebelde de Idlib e um novo influxo de refugiados em território turco, disse o presidente turco, Tayyip Erdogan, segundo o jornal Hurriyet.

    A Rússia, aliada do presidente sírio, Bashar al-Assad, retomou ataques aéreos contra insurgentes em Idlib na terça-feira depois de semanas de bombardeios e disparos de artilharia de forças governamentais pró-Síria, em um aparente prelúdio de uma ofensiva de larga escala contra o último grande reduto dos rebeldes.

    Os líderes de Rússia, Turquia e Irã devem se reunir na sexta-feira na capital iraniana e debater a situação no noroeste da Síria. A Turquia, que apoia os insurgentes contrários a Assad, disse que uma ofensiva em Idlib seria desastrosa. A Turquia está abrigando 3,5 milhões de refugiados sírios.

    'Levaremos a situação a um ponto positivo nesta cúpula... se Deus quiser, conseguiremos conter o extremismo do governo sírio na região', disse Erdogan, segundo o jornal Hurriyet.

    O presidente turco, que conversou com repórteres no avião que o levava de volta de uma visita ao Quirguistão, também falou do possível influxo de refugiados de Idlib para a Turquia no caso de uma ofensiva militar síria, disse o Hurriyet.

    'Em uma situação como esta, para onde irão as pessoas em fuga? Uma grande proporção delas virá para a Turquia'.

    O Ministério da Defesa da Turquia disse nesta quarta-feira que autoridades turcas e russas se encontraram em Ancara para cinco dias de reuniões a respeito dos acontecimentos na Síria, afirmando que os esforços conjuntos continuarão.

    LER NOTICIA

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. noticias
    3. tags
    4. idlib

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.