alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE incendio

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Incêndio destrói Notre Dame; bombeiros de Paris temem desabamento de campanário

    Incêndio destrói Notre Dame; bombeiros de Paris temem desabamento de campanário

    Por Sybille de La Hamaide e Julie Carriat

    PARIS (Reuters) - Um imenso incêndio consumiu a Catedral de Notre Dame nesta segunda-feira, com as chamas sem controle destruindo o telhado do marco histórico de Paris enquanto os bombeiros lutavam para impedir o desabamento de um dos campanários principais.

    O fogo, que começou no início da noite, se espalhou rapidamente pelo telhado da catedral e engoliu o pináculo, que desabou pouco antes do próprio telhado também vir abaixo.

    Parisienses angustiados e turistas atônitos olhavam descrentes para o cenário infernal que destruía a catedral de mais de 850 anos. Milhares de observadores se aglomeraram sobre as pontes e as margens do rio Sena, por trás de um cordão de contenção montado pela polícia.

    “Ainda não estamos certos de que conseguiremos impedir o fogo de se espalhar para o campanário norte”, disse um oficial dos bombeiros à Reuters.

    Líderes mundiais expressarem choque e enviaram condolências ao povo francês. O presidente Emmanuel Macron disse que todo o país está abalado. “Como todos os nossos compatriotas, estou triste nesta noite de ver essa parte de nós queimar”, tuitou.

    Uma imensa nuvem de fumaça se espalhou sobre a cidade e cinzas caíram por uma grande área. As pessoas que observavam suspiraram quando o pináculo da catedral desabou sobre as chamas.

    Em torno das 19h30 (no horário local), cerca de três horas depois do início do incêndio, um porta-voz do Corpo de Bombeiros disse que os 90 minutos seguintes seriam cruciais para avaliar se as chamas podiam ser contidas.

    “Basicamente todo o telhado já se foi. Eu vejo pouca esperança para o prédio”, disse Kacek Poltorak, um observador que assistia ao incêndio de uma varanda no quinto andar de um edifício a duas quadras da fachada sul da catedral, que é um dos lugares mais visitados da França.

    Os bombeiros tentavam conter as chamas com mangueiras e isolaram a área em torno de Notre Dame, que fica em uma ilha do rio Sena e marca o centro geográfico de Paris. Testemunhas disseram que todos na ilha, chamada Île de la Cité, estavam sendo retirados.

    Ninguém ficou ferido, disse o ministro do Interior Laurent Nuñez. “É muito cedo para determinar a causa do incêndio”, acrescentou.

    O gabinete do procurador de Paris informou ter aberto um inquérito sobre o incêndio. Diversas fontes policiais disseram trabalhar com a hipótese inicial de que o fogo tenha se iniciado acidentalmente.

    “Tudo está desmoronando”, disse um policial diante da catedral que continuava a queimar.

    Macron cancelou um pronunciamento à nação que faria nesta segunda-feira à noite e rumou para o local do incêndio, onde conversou com os oficiais que tentavam conter as chamas.

    Numa possível resposta a uma sugestão feita pelo presidente dos EUA, Donald Trump, de que os bombeiros deviam “agir rapidamente” e empregar aviões para lançar água sobre a catedral, a Defesa Civil da França descartou a possibilidade, alegando que isso poderia destroçar toda a edificação.

    A chanceler alemã, Angela Merkel, chamou a catedral de “símbolo da França e de nossa cultura europeia”. A premiê britânica, Theresa May, disse que seus pensamentos estavam com o povo francês e os serviços de emergência que tentavam lutar contra o “terrível incêndio”.

    O Vaticano disse que o fogo no “símbolo da cristandade na França e no mundo” provoca choque e tristeza, e que reza pelos bombeiros.

    A catedral, que data do século 12, ficou célebre na cultura popular desde o clássico romance de Victor Hugo “O Corcunda de Notre Dame”. O edifício é considerado um Patrimônio Mundial pela Unesco e atrai milhões de turistas todo ano.

    A catedral passava for reformas, com algumas seções do edifício cobertas por andaimes. Estátuas de bronze haviam sido removidas para restauro na semana passada.

    Construída por mais de um século a partir de 1163, Notre Dame é considerada um dos melhores exemplares da arquitetura gótica francesa, sendo famosa por sua colunata, seus icônicos arcobotantes e pelos impactantes vitrais, bem como por suas gárgulas esculpidas em pedra.

    1

    0

    81

    6 D

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Incêndio atinge Catedral de Notre-Dame, em Paris

    Incêndio atinge Catedral de Notre-Dame, em Paris

    Por Sybille de La Hamaide

    PARIS (Reuters) - Um incêndio atingia a Catedral de Notre-Dame nesta segunda-feira, com chamas violentas que devastavam um dos cartões postais de Paris, em uma enorme perda para a cidade e para a França.

    O fogo irrompeu no telhado da catedral de séculos de existência e rapidamente envolveu o pináculo, que desmoronou.

    Uma grande coluna de fumaça se espalhou pela cidade, e as cinzas cobriram uma área ampla.

    'Como todos nossos compatriotas, eu estou triste nesta noite de ver essa parte de todos nós queimar', escreveu o presidente francês, Emmanuel Macron, no Twitter.

    'Basicamente todo o telhado se foi. Eu não vejo esperanças para a construção', disse a testemunha Jacek Poltorak, que observava o incêndio de uma varanda no quinto andar de um prédio a duas quadras da fachada sul da catedral, um dos lugares mais visitados da França.

    Bombeiros isolaram a área ao redor da Notre-Dame, que fica em uma ilha no rio Sena e marca o centro exato de Paris. Os prédios ao redor também foram esvaziados.

    O presidente Emmanuel Macron cancelou um pronunciamento que deveria fazer à nação na noite desta segunda-feira. Uma autoridade presidencial disse que ele irá ao local do incêndio.

    A rede de televisão France 2 noticiou que a polícia está tratando o acontecimento como um acidente.

    A catedral do século 12, que está presente no romance clássico 'O Corcunda de Notre-Dame' de Victor Hugo, atrai milhões de turistas todos os anos.

    A Notre-Dame estava passando por reformas. Algumas seções estavam cobertas por andaimes e estátuas de bronze foram removidas na semana passada para receber cuidados.

    (Por Sybille de la Hamaide, Simon Carraud e Sudip Kar-Gupta)

    1

    1

    222

    6 D

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Incêndio em unidade da Vale na Malásia paralisa atividades por até 15 dias

    Incêndio em unidade da Vale na Malásia paralisa atividades por até 15 dias

    SÃO PAULO (Reuters) - A mineradora Vale informou nesta sexta-feira que um incêndio atingiu uma unidade do seu centro de distribuição de minério de ferro na Malásia, o que deve suspender as atividades no local por aproximadamente 10 a 15 dias.

    'A Vale espera um impacto reduzido em seus embarques, uma vez que já estava programada parada para manutenção preventiva de 10 dias no terminal neste mesmo período', disse a maior produtora de minério de ferro do mundo em comunicado ao mercado.

    Segundo a companhia, o incêndio no importante centro de distribuição de minério de ferro da Malásia, com capacidade de exportação de 30 milhões de toneladas de minério de ferro por ano, provocou apenas danos materiais.

    O incêndio atingiu uma das casas de transferência do sistema de correias transportadoras do centro de distribuição, com o qual a Vale consegue atender os clientes asiáticos com maior agilidade.

    Potencialmente, a parada da unidade pode influenciar os preços do minério de ferro, que já têm sido sustentados recentemente por preocuções de uma lacuna no suprimento da empresa, devido aos desdobramentos da tragédia em Brumadinho (MG).

    Após o desastre, a Vale anunciou que a desmontagem de barragens a montante --com a mesma estrutura daquela que ruiu no mês passado-- paralisaria uma capacidade produtiva de 40 milhões de toneladas ao ano, o que seria parcialmente compensado com a produção em outras unidades.

    Contudo, uma decisão judicial, que levou a companhia a informar clientes que não cumpriria contratos, e o cancelamento da licença de uma barragem para a mina Brucutu, em Minas Gerais, afetaram posteriormente a capacidade de 30 milhões de toneladas ao ano.

    Segundo a SteelHome, desde o dia 25 de janeiro, quando a barragem da mineradora se rompeu, vitimando mais de 300 pessoas, o preço do minério de ferro para entrega na China subiu aproximadamente 14 por cento, para cerca de 88 dólares por tonelada. No início do mês a commodity chegou a superar 94 dólares, maior valor desde fevereiro de 2017.

    A ação da Vale era negociada nesta sexta-feira em queda de 0,15, no mesmo dia em que oito funcionários da companhia foram presos pela manhã em investigações sobre o caso de Brumadinho.

    Na Malásia, a Vale realiza a mistura e a armazenagem do produto, encurtando para dez dias o tempo de entrega a clientes localizados na China, por exemplo.

    O minério de ferro que sai do Brasil leva 45 dias para chegar à Ásia.

    (Por Roberto Samora)

    0

    0

    24

    2 M

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Incêndio em alojamento de jogadores da base do Flamengo mata 10, prefeitura diz que emitiu interdição em 2017

    Incêndio em alojamento de jogadores da base do Flamengo mata 10, prefeitura diz que emitiu interdição em 2017

    Por Gabriel Stargardter e Débora Moreira

    RIO DE JANEIRO (Reuters) - Um incêndio em um alojamento de jogadores das divisões de base do Flamengo matou 10 jogadores das categorias de base no centro de treinamento do clube em Vargem Grande, na zona oeste do Rio de Janeiro, nesta sexta-feira, informou o Corpo de Bombeiros.

    Outros três atletas ficaram feridos e foram hospitalizados, um deles em estado grave.

    A prefeitura do Rio de Janeiro informou que o local onde aconteceu o incêndio não tinha licença para abrigar um dormitório e sim um estacionamento, e que o Flamengo recebeu 30 autos de infração pelo fato de o local funcionar sem alvará.

    'Além disso, foi emitido edital de interdição em 20/10/17', afirma nota divulgada no site da prefeitura. 'Diante de tudo acima listado, a Prefeitura vai determinar a abertura de um processo de investigação para apurar as responsabilidades no caso do incêndio ocorrido hoje', disse a prefeitura em nota.

    Segundo o tenente-coronel Douglas Henaut, do Corpo de Bombeiros, a corporação foi acionada por volta das 5h15 da manhã, mas ainda não se sabe o horário de início ou o motivo do fogo.

    O centro de treinamento George Helal, conhecido como Ninho do Urubu, é utilizado tanto pelas divisões de base do clube para alojamento e treinamentos como para atividades do time profissional.

    Imagens aéreas mostraram telhas retorcidas pelo fogo e pilhas de objetos carbonizados, além de árvores queimadas pelas chamas.

    No Brasil, é muito comum que clubes acomodem jovens jogadores em dormitórios, especialmente os de origem pobre e de fora da cidade. Entretanto, muitas das instalações têm reputação de baixos padrões de higiene. Nos últimos anos, grandes clubes como Vasco, Botafogo e Paraná ocuparam as manchetes devido às condições precárias de seus centros de treinamento.

    Após anos de dificuldades financeiras, o Flamengo gastou cerca de 23 milhões de reais em 2018 na expansão das instalações do Ninho do Urubu. Além do alojamento para os jogadores da base, o local contém arquibancadas, um complexo aquático, academia, centro médico e um pequeno estádio.

    Segundo notícias, o incêndio ocorreu em uma das partes mais antigas do local, que deveria ser demolida. Não se sabe se alarmes de fumaça estavam instalados no espaço.

    Algumas pessoas conseguiram escapar do prédio em chamas, mas a potência do fogo impediu bombeiros de entrarem na instalação.

    'Conseguimos resgatar vítimas que estavam do lado de fora', declarou o tenente-coronel Henaut. 'O lugar estava completamente tomado pelo fogo. Por mais que tentássemos entrar e encontrar pessoas ainda vivas, não foi possível. Encontramos apenas corpos lá dentro.'

    Um jovem jogador disse a repórteres que o incêndio começou em seu quarto. 'O ar condicionado pegou fogo e fugi', disse Felipe Cardoso, meio-campista da equipe sub-17. 'Graças a Deus consegui correr e continuo vivo.'

    Apesar disso, o presidente do clube, Rodolfo Landim, não deu detalhes sobre jogadores envolvidos. Ele chamou o caso de 'a maior tragédia na história de 123 anos do Flamengo'.

    O jornal O Globo identificou ao menos seis dos mortos como jovens jogadores, mas um membro do clube confirmou a identidade de apenas um, o goleiro Christian Esmerio, de 15 anos.

    O CT foi bloqueado para a imprensa, com dezenas de repórteres e equipes de TV tendo de esperar do lado de fora dos portões. Torcedores também se reuniram para aguardar notícias.

    O atacante Vinícius Junior, revelado pelo Flamengo e atualmente jogador do Real Madrid, manifestou pesar via Twitter. 'Que notícia triste! Oremos por todos! Força, força e força', disse.

    Maior ídolo da história do clube, o ex-jogador Zico, que está fora do Brasil, também lamentou o ocorrido. 'Que choque receber essa notícia aqui do outro lado do mundo', escreveu no Instagram. 'Que a Nação Rubro-negra tenha força e fé para superar esse momento.'

    O Flamengo não se pronunciou oficialmente, apenas publicando nas redes sociais uma imagem declarando luto. Rivais do time carioca, como Fluminense, Vasco e Botafogo, lamentaram o ocorrido.

    'O Fluminense Football Club lamenta profundamente o incêndio ocorrido no Ninho do Urubu e se solidariza com a dor do Clube de Regatas do Flamengo. Nossos pensamentos estão com as vítimas e seus familiares', disse o Fluminense no Twitter.

    Um dos torcedores de maior renome do Flamengo, o vice-presidente da República Hamilton Mourão, também expressou condolências.

    'Como torcedor e esportista solidarizo-me com as famílias, o Clube e a Nação Rubro-Negra', disse Mourão no Twitter. 'Deus conforte a todos'.

    (Reportagem adicional de Gabriel Araujo e Andrew Downie, em São Paulo)

    0

    0

    62

    2 M

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Incêndio mata 10 em edifício residencial de Paris; mulher é detida

    Incêndio mata 10 em edifício residencial de Paris; mulher é detida

    Por Sudip Kar-Gupta e Clotaire Achi

    PARIS (Reuters) - Um incêndio consumiu um edifício de apartamentos de Paris na manhã desta terça-feira, matando ao menos 10 pessoas, em um caso que procuradores disseram suspeitar ter sido um ato criminoso.

    Uma mulher de 40 anos que morava no prédio foi detida durante as investigações por suspeita de ter começado o fogo no prédio localizado no 16º arrondissement, um bairro de luxo.

    Bombeiros usaram escadas para resgatar moradores das sacadas do edifício de oito andares da rua Erlanger, perto do estádio Parc des Princes e do complexo de tênis que sedia o torneio de Roland Garros.

    Chamas escapavam pelas janelas nas primeiras horas da manhã enquanto dezenas de bombeiros lançavam jatos de água no prédio.

    Perto das 8h locais o ministro do Interior, Christophe Castaner, disse que o incêndio estava 'totalmente sob controle'.

    Emmanuel Gregoire, uma autoridade da prefeitura, disse que a conflagração começou nos andares superiores pouco depois da meia-noite e que as vítimas são todas moradoras do local.

    'Foi um incêndio particularmente violento', afirmou o capitão Clément Cognon, do corpo de bombeiros de Paris, à BFM TV.

    O procurador parisiense Remy Heitz disse aos repórteres que os investigadores suspeitam de um motivo 'criminoso' para o incêndio e que uma mulher de 40 anos com um histórico de problemas de saúde mental foi colocada sob custódia.

    A prefeita de Paris, Anne Hidalgo, escreveu no Twitter que a cidade está de luto após o acidente, ocorrido menos de um mês depois de uma explosão de gás no centro da metrópole matar quatro pessoas.

    (Por Simon Carraud, Arthur Connan, Sudip Kar-Gupta e Matthias Blamont)

    0

    0

    24

    2 M

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Incêndio paralisa unidade de refinaria da Petrobras em Pernambuco

    Incêndio paralisa unidade de refinaria da Petrobras em Pernambuco

    SÃO PAULO/RIO DE JANEIRO (Reuters) - Um incêndio atingiu uma torre da unidade de Coqueamento Retardado (U-21) da Refinaria Abreu e Lima (Rnest), da Petrobras, em Pernambuco, na manhã desta terça-feira, levando à paralisação da unidade, conforme comunicado da companhia.

    A petroleira ressaltou que não houve feridos e que o incêndio foi extinto pela equipe de contingência da refinaria, que tem capacidade de processamento de 230 mil barris de petróleo por dia.

    A petroleira estatal não informou quais as consequências para a produção da refinaria, mas enfatizou que 'não há impacto no abastecimento'.

    'A Petrobras conta com estoque e produção para garantir a oferta de combustíveis aos seus clientes', afirmou.

    Mais recente refinaria da petroleira estatal a ser construída, com início das operações em 2014, a Rnest tem a maior taxa de conversão de petróleo cru em diesel --combustível mais comercializado do Brasil--, de 70 por cento.

    Além de diesel S-10, com baixo teor de enxofre, a Rnest também produz nafta, óleo combustível, coque e gás liquefeito de petróleo (GLP).

    Segundo a empresa, uma comissão de investigação foi mobilizada para avaliar as causas do acidente e o prazo para retorno da unidade.

    O incêndio ocorre pouco mais de três meses após um incêndio de grandes proporções ter atingido a Refinaria de Paulínia (Replan), em São Paulo, a maior da Petrobras.

    Com produção correspondente a aproximadamente 20 por cento de todo o refino de petróleo no Brasil, a Replan tem capacidade para processar 434 mil barris de petróleo por dia e ainda passa por reparos.

    A refinaria de Paulínia está operando com metade de sua capacidade.

    (Por José Roberto Gomes e Marta Nogueira)

    0

    0

    22

    4 M

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Incêndio na Califórnia deixou ao menos 88 mortos e 196 desaparecidos, diz xerife

    Incêndio na Califórnia deixou ao menos 88 mortos e 196 desaparecidos, diz xerife

    Por Lee van der Voo

    CHICO, Estados Unidos (Reuters) - Ao menos 88 pessoas morreram e 196 estão listadas como desaparecidas três semanas depois que o incêndio florestal mais letal da história do Estado norte-americano da Califórnia consumiu uma pequena comunidade montanhosa, reduzindo-a a escombros, disseram autoridades na quarta-feira.

    O incêndio, que começou em 8 de novembro, destruiu quase 14 mil casas e queimou quase 62 mil hectares, uma área cinco vezes do tamanho de San Francisco, dentro e nos arredores de Paradise, comunidade de 27 mil pessoas do norte californiano.

    O xerife do condado de Butte, Kory Honea, disse estar esperançoso de que algumas das 196 pessoas tidas como desaparecidas ainda podem estar vivas.

    'Dito isso, à medida que passarmos a repovoar estas áreas e permitir que as pessoas vão às áreas, é possível que algumas encontrem ossos ou fragmentos de ossos', disse ele a repórteres, acrescentando que as autoridades encerraram a busca por vítimas.

    O número de pessoas da lista de desaparecidos tem oscilado. Pessoas dadas como desaparecidas foram encontradas em abrigos, hospedadas em hotéis ou com amigos, disseram autoridades.

    Três pessoas foram retiradas da lista na quarta-feira ao serem encontradas em um estacionamento de trailers, informou o xerife.

    Cerca de 35 pessoas que morreram no incêndio foram identificadas graças a amostras de DNA e outros indícios, e outras 47 foram identificadas provisoriamente. Seis continuam sem identificação, segundo Honea.

    Autoridades dos bombeiros disseram ter contido totalmente o fogo no domingo, mas investigadores ainda não determinaram sua causa.

    (Reportagem adicional de Brendan O'Brien em Milwaukee)

    0

    0

    17

    4 M

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Primeira chuva em meses contém incêndio na Califórnia, mas cria risco de deslizamentos

    Primeira chuva em meses contém incêndio na Califórnia, mas cria risco de deslizamentos

    Por Elijah Nouvelage

    CHICO, Califórnia (Reuters) - A primeira chuva significativa em meses no norte da Califórnia praticamente extinguiu o incêndio florestal mais mortal da história do Estado norte-americano, na quarta-feira, mas também aumentou os riscos de enchentes relâmpago que podem atrapalhar as equipes que procuram vítimas.

    Espera-se entre 102 e 152 milímetros de chuva no final de semana em áreas ao redor da cidade de Paradise, comunidade de quase 27 mil pessoas localizada 280 quilômetros ao nordeste de San Francisco que foi consumida em grande parte pelo chamado Incêndio Camp.

    O fogo matou ao menos 83 pessoas e não há notícias de 563, disse o xerife do condado de Butte, Kory Honea, em um boletim à imprensa.

    'A chuva é uma preocupação para nós, e existe a possibilidade de correntezas de lama', disse Honea. Os agentes de busca serão retirados de áreas ameaçadas por deslizamentos de lama, acrescentou.

    A tempestade aumentou o sofrimento das pessoas abrigadas no estacionamento de uma loja Walmart na vizinha Chico.

    Mitchell Manley estava molhado e com frio, mas agradecido por ter convencido sua mãe idosa a sair de casa. Ele disse que a maioria dos mortos são aposentados que acreditaram que poderiam escapar das chamas dentro de casa.

    'Tive sorte de conseguir retirá-la, ela ia esperar em casa', disse Manley, que acampou no Walmart enquanto espera para voltar para sua cidade, Concow.

    Armazéns foram abertos em Chico para proteger do frio e da chuva as pessoas que saíram de seus lares, e o chef celebridade José Andrés se preparou para lhes oferecer centenas de refeições no Dia de Ação de Graças.

    Cerca de 830 pessoas se inscreveram para passar o feriado vasculhando as cinzas e escombros debaixo da chuva forte que foi prevista em busca de restos mortais, disse Honea.

    As chuvas, que em algumas áreas provavelmente serão acompanhadas de ventos de até 72 quilômetros por hora, elevaram o perigo de as ravinas se transformarem em rios de lama.

    O incêndio calcinou 62 mil hectares dos sopés das colinas de Sierra e está 85 por cento contido.

    'Não há vegetação para segurar a terra, e existe o risco de ela começar a se mover e a lama arrastar tudo em seu caminho', disse Johnnie Powell, meteorologista do Centro Nacional do Clima em Sacramento.

    (Reportagem adicional de Andrew Hay, no Novo México, e Steve Gorman, em Los Angeles)

    1

    0

    19

    5 M

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Busca por 1.276 desaparecidos continua após incêndio florestal mais mortal da Califórnia

    Busca por 1.276 desaparecidos continua após incêndio florestal mais mortal da Califórnia

    Por Terray Sylvester

    PARADISE, Estados Unidos (Reuters) - Autoridades vasculhavam os destroços carbonizados do incêndio mais mortal da Califórnia neste domingo, procurando por quaisquer sinais das 1.276 pessoas que estão desaparecidas após o incêndio ter devastado a cidade montanhosa de Paradise.

    Os restos mortais de 76 pessoas foram recuperados até agora, e houve tentativa de identificar 63 deles por DNA, que ainda precisa ser confirmado. No início do domingo, uma parcela de 60 por cento do incêndio, que começou em 8 de novembro, estava contida, versus 55 por cento no sábado.

    Há previsão de chuva para a área nesta semana, que pode ajudar a apagar as chamas, mas está aumentando o risco de enchentes e deslizamentos de terra, piorando o sofrimento de 46 mil pessoas que receberam ordens de retirada.

    No sábado, dois antropologistas forenses da Universidade Nevada, Reno, estavam ajudando os bombeiros a vasculhar os destroços de um estacionamento de trailers para idosos em Paradise.

    Os bombeiros removeram a cobertura de metal de um telhado que caiu, conforme os antropologistas recolhiam fragmentos de ossos visivelmente carbonizados, organizando-os em sacos de papel.

    Roger Fielding, vice-legista chefe do escritório do xerife do condado de Martin, disse que cada local estava sendo tratado como uma cena de crime e cada passo da recuperação estava sendo documentado com fotos.

    'Nosso trabalho é coletar quaisquer itens que possam refletir quem poderia ser essa pessoa', ele disse.

    Além das vidas perdidas, os prejuízos em propriedades causados pelo incêndio o tornam o mais destrutivo da história da Califórnia, gerando o desafio adicional de fornecer abrigos de longo prazo para milhares de desalojados.

    Estão previstos até 10 centímetros de chuva entre o fim da terça-feira e sexta-feira nas montanhas de Sierra, disse o Centro de Previsão do Tempo do Serviço Climático Nacional.

    Patrick Burke, meteorologista chefe do Centro de Previsão do Tempo do Serviço Climático Nacional em College Park, Maryland, disse que a chuva terá um efeito duplo.

    'Vai trazer um alívio muito necessário para os bombeiros e a qualidade do ar, mas podem ocorrer deslizamentos perigosos onde a vegetação foi queimada em encostas e colinas', ele disse.

    Também estão previstas até duas polegadas de chuva no sul da Califórnia esta semana, onde o incêndio Woolsey tirou pelo menos três vidas, disse Burke.

    Autoridades da Califórnia disseram na manhã de domingo que uma parcela de 88 por cento do incêndio Woolsey foi contida e que a contenção completa deve ocorrer na quinta-feira de Ação de Graças.

    No sábado, o presidente dos EUA, Donald Trump, visitou Paradise e a região do incêndio Woolsey.

    Trump culpou a má gestão das florestas pela recente série de incêndios e disse que discutiu o problema com o governador da Califórnia, Jerry Brown, e o governador eleito, Gavin Newsom.

    (Por Terray Sylvester; reportagem adicional por Steve Holland em Washington, Rich McKay em Atlanta e Bernie Woodall em Fort Lauderdale)

    2

    0

    36

    5 M

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. noticias
    3. tags
    4. incendio

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.