alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE padilha

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Temer estaria disposto a tentar votar Previdência, mas iniciativa deve partir de Bolsonaro, diz Padilha

    Temer estaria disposto a tentar votar Previdência, mas iniciativa deve partir de Bolsonaro, diz Padilha

    BRASÍLIA (Reuters) - O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse nesta segunda-feira que o governo do presidente Michel Temer está disposto a fazer um “esforço” para votar ainda neste ano a reforma da Previdência na Câmara dos Deputados, mas ressaltou que a iniciativa para reacender o assunto deve partir do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL).

    Padilha, que comandará, pelo lado da atual gestão, o processo de transição de governo, disse que o primeiro encontro ocorrerá na quarta-feira, com o provável coordenador da equipe do novo governo, deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), já anunciado por Bolsonaro para a Casa Civil.

    “O presidente disse já... que estava disposto a, se for do interesse do novo presidente, do novo governo, de fazer um esforço para que se possa ter ainda neste ano a votação da Previdência ao menos na Câmara dos Deputados”, disse Padilha a jornalistas.

    “A vontade do presidente permanece, mas esta é uma provocação que tem que partir do presidente eleito”, acrescentou.

    Para o ministro, a reforma está “pronta”, e é peça fundamental para o ajuste fiscal, mas ponderou que não cabe a ele opinar sobre o que o novo governo deve fazer.

    Mais cedo, em entrevista à rádio CBN, Onyx defendeu que a reforma seja feita “de uma única vez”, com Bolsonaro já empossado.

    “A gente tem que ter clareza de que aquilo que foi proposto pelo atual governo era apenas um remendo com o objetivo de fazer um ajuste curto de caixa, que não duraria 5 anos”, disse o braço direito de Bolsonaro à rádio.

    Segundo Padilha, a equipe de transição poderá contar com até 50 cargos remunerados e terá acesso a um programa informatizado com todos os dados do governo, incluindo as contas públicas e a composição da máquina administrativa.

    Padilha calcula, por exemplo, que Bolsonaro terá à sua disposição 10 mil cargos comissionados. Ele explica que a atual gestão cortou 4.500 cargos dos 24 mil existentes. Uma parte dos que restaram são destinados a servidores de carreira.

    “Acabaram ficando de livre disposição da Presidência da República cerca de 10 mil cargos”, disse Padilha.

    A intenção de Bolsonaro, segundo Onyx, é cortar pela metade os cargos comissionados.

    Ainda de acordo com Padilha, a Polícia Federal estará de forma “permanente” no Centro Cultural do Banco do Brasil, em Brasília, onde a equipe de transição irá se reunir.

    Na manhã desta segunda-feira, a rotina do centro cultural já estava alterada. Quatro viaturas da Força Nacional estava dispostas em pontos diferentes do local e homens armados guardavam a entrada de onde devem se reunir os integrantes da equipe de transição.

    (Reportagem de Maria Carolina Marcello)

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia Padilha assume interinamente Ministério do Trabalho após saída de Yomura

    Padilha assume interinamente Ministério do Trabalho após saída de Yomura

    BRASÍLIA (Reuters) - O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, assume interinamente o Ministério do Trabalho, acumulando as funções, no lugar de Helton Yomura, que pediu demissão após ter sido afastado do cargo nesta quinta-feira pelo STF por suspeita de envolvimento em um esquema de concessões irregulares de registros sindicais.

    A nomeação de Padilha foi confirmada em edição extra do Diário Oficial da União.

    Yomura foi afastado na terceira fase da operação Registro Espúrio, deflagrada pela Polícia Federal e o Ministério Público Federal, nesta quinta-feira.

    Antes mesmo do pedido de demissão de Yomura, o presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, informava que o partido colocava o comando do Ministério do Trabalho à disposição do governo.

    O afastamento de Yomura ampliou o imbróglio que atinge o ministério desde o final do ano passado, quando Ronaldo Nogueira anunciou que deixaria o cargo para tentar a reeleição à Câmara dos Deputados em outubro deste ano.

    O PTB indicou o deputado Pedro Fernandes (MA) para substituí-lo. Mas a proximidade do parlamentar com o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) --opositor ferrenho do governo Temer-- levou a um veto a seu nome.

    No início de janeiro, Jefferson indicou sua filha, a deputada Cristiane Brasil, para o cargo. Condenada em processo trabalhista, Cristiane viu sua indicação questionada, levando a uma batalha jurídica que só acabou no final de fevereiro, com a desistência da deputada de ocupar o cargo.

    Yomura assumiu o ministério de forma provisória inicialmente, sendo efetivado apenas em abril.

    No mês seguinte, a Polícia Federal lançou a primeira fase da operação Registro Espúrio, quando fez buscas nos gabinetes de deputados, nas sedes do PTB e Solidariedade e em centrais sindicais.

    Na segunda etapa, lançada em junho, o principal alvo foi a deputada Cristiane Brasil.

    (Reportagem de Lisandra Paraguassu)

    LER NOTICIA

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. noticias
    3. tags
    4. padilha

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.