alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE presidencialismo

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Alckmin reclama das “caneladas” do presidencialismo mas aposta no voto para promover reformas

    Alckmin reclama das “caneladas” do presidencialismo mas aposta no voto para promover reformas

    BRASÍLIA (Reuters) - O candidato do PSDB à Presidência da República, Geraldo Alckmin, afirmou nesta terça-feira que, apesar das “caneladas” e do embate entre personalidades comum ao presidencialismo, aposta que a legitimidade da vitória nas urnas e o conjunto de alianças permitirão a aprovação de reformas necessárias ao país.

    Alckmin, que tem sido alvo de críticas de adversários por ter conseguido se coligar com o chamado blocão --PP, DEM, PR, PRB e Solidariedade--, grupo político que apoia o atual governo Temer, alertou que o candidato que prometer mudanças sem articulação com outros partidos não conseguirá realizar suas promessas.

    “Quem prometer mudança sem ter o mínimo de aliança não vai fazer nada. E tem que fazer rápido”, disse, em evento com presidenciáveis na União Nacional de Entidades do Comércio e Serviços (Unecs).

    “Qual o outro caminho para ser rápido? É a força do voto, a força do povo”, argumentou, dizendo que a campanha para presidente da República é “ de baixo nível”.

    “Parlamentarismo é uma discussão de ideias, propostas... o presidencialismo é embate de pessoas, de personalidades, canelada. Qual o lado bom do presidencialismo? É a força do voto”, disse.

    “Tem que aproveitar essa legitimidade, esse cacife político.”

    O candidato tucano voltou a defender a necessidade de reformas estruturantes, como a da Previdência, além de uma simplificação e de uma desburocratização do país como parte de uma agenda de competitividade.

    Voltou a dizer que o país precisa atrair investimento e reafirmou que o Estado não deve cumprir o papel de “empresário”, mas de planejador, regulador e fiscalizador. O candidato vem defendendo uma reforma na gestão pública que envolve um enxugamento da máquina e a redução de ministérios.

    Sobre a proposta de reajuste de 16,38 por cento dos salários dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) encaminhada ao Ministério do Planejamento como parte do Orçamento 2019 da corte, o candidato afirmou que o momento não é o mais adequado.

    “O problema não são os 11 ministros do Supremo, que aliás estão sem reajuste há alguns anos. O problema é o efeito cascata”, explicou, em referência aos demais vencimentos do serviço público que tomam os rendimentos dos ministros como referência.

    “Claro que o momento não é adequado e quem está no topo da pirâmide deve dar exemplo. Vamos aguardar”, afirmou.

    Alckmin confirmou que prestará depoimento na quarta-feira em apuração do Ministério Público sobre suspeita de caixa 2 pago pela Odebrecht em suas campanhas de 2010 e 2014.

    “Vou, claro. É dever de quem está na vida pública: prestar contas. Vida pública pública é. E transparência total”, disse o candidato, que nega qualquer irregularidade.

    (Reportagem de Maria Carolina Marcello e Ricardo Brito)

    LER NOTICIA

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. noticias
    3. tags
    4. presidencialismo

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.